Entrevista a Suzana Martins, mãe vegana

Suzana Martins, 30 anos, é vegana e mãe de Noé, rapaz com 16 meses de idade em Junho de 2002.

HÁBITOS DA MÃE DURANTE A GRAVIDEZ E ALEITAMENTO
1- Que tipo de alimentação fizeste?
Suzana – Vegana.

2- Houve alguma alteração em relação ao que costumas comer normalmente?
Suzana - Nada de especial.

3- Tomaste suplementos de alguma coisa (como por exemplo B12)?
Suzana - Sim, Prenatal Nutrients, da Solgar.

4- Tiveste algum cuidado especial de saúde durante esses períodos?
Suzana - Caminhar, beber bastante água.

5- Estiveste doente ou tiveste problemas de enjoo matinal ou de outro tipo?
Suzana - Tive anemia.

6- Foste a algum médico?
Suzana - Sim, médica de família.

7- Tomaste algum medicamento? Que tipo e para quê?
Suzana - Receitou-me injecções de B12 e ferro.

8- Fumas, tomas bebidas alcoólicas ou café? Alteraste algum destes hábitos durante a gravidez ou aleitamento?
Suzana - Antes de engravidar, fumava bastante, bebia álcool esporadicamente e bebia 1 a 3 bicas por dia. Durante a gravidez, continuei a fumar embora muito menos (5-8 cigarros por dia); ocasionalmente bebia uma cerveja preta ou um copo de vinho e bebia 1 bica quase todos os dias. Durante o aleitamento, deixei de fumar e de beber café.

9- Informaste-te em algum lado sobre que cuidados extras ou alterações de dieta deverias ter? Onde?
Suzana - Procurei e encontrei muita informação na Internet.

10- Com que idade tiveste a primeira gravidez? Já eras vegan? Há quanto tempo?
Suzana - 28 anos. Há cerca de 8 ou 9 anos.


ALIMENTAÇÃO DO BEBÉ
11- Deste só o teu leite ao bebé, ou de algum outro tipo? Qual? Normal ou havia específico para bebés?
Suzana - o Noé mamou até aos 9 meses. Depois comecei a dar-lhe Visoy - leite de soja apropriado para bebés desde o nascimento. Este leite é bastante caro e não é comparticipado, mas só existe outra marca no mercado e contém soja modificada geneticamente.

12- Com que idade começou a comer outro tipo de comida? Que género de coisas?
Suzana - A partir dos 4 meses, começou a comer cremes de legumes, de frutas e cereais.

13- Enriquecias as papas com coisas como tofu e seitan, ou só usavas vegetais?
Suzana - Introduzi o tofu por volta dos 9-10 meses. Seitan mais tarde.

14- Como foi feita a transição?
Suzana - O Noé nunca demonstrou intolerância a qualquer alimento e sempre comeu bem.

15- Foi difícil encontrar produtos para bébé vegans?
Suzana - É relativamente fácil encontrar produtos para bebés vegan@s nas cidades. Mas é caro.


PRODUTOS PARA BÉBÉS
16- Como fizeste em relação às fraldas? Existem fraldas vegans (não testadas em animais)?
Suzana - Usou fraldas de pano durante alguns meses, um tipo mais moderno com o formato das descartáveis e com velcro, que me trouxeram da Holanda, mas tinha que usar calcinhas de plástico, o que era pouco prático, desconfortável para o bebé e causava alguma irritação. Alguns outros factores tornaram pouco viável o uso de fraldas de pano. Depois começou a usar fraldas descartáveis normais...

17- E os produtos para bebé como por exemplo as pomadas para a pele, champô, ou sabonete. Que tipos usas?
Suzana - Uso sabonete líquido neutro para a pele e o cabelo (2 em 1) específico para bebés ou sabonete de calêndulas. Ás vezes faço um óleo para o corpo com ervas e óleos essenciais.


SAÚDE DA CRIANÇA
18- Levas a criança ao médico? Que tipo de médico?
Suzana - Sim, médica de família.

19- Já esteve doente? Com o quê? Como o curaste?
Suzana - Sim, com gripe e princípio de otite (2 vezes) e gastroenterite viral (1 vez). Estas foram as doenças mais graves que teve até aos 16 meses. De todas as vezes, recorri a métodos naturais (ervas, homeopatia, aromaterapia). A gastroenterite conseguimos curar; as gripes/otites não. Acabámos por recorrer à médica e consequentemente aos antibióticos, por não termos mais informação e/ou recursos e por desesperarmos perante o sofrimento do bebé.

20- Como agirias face a uma doença grave? Recorrerias à medicina alopática, ou a medicamentos experimentados em animais?
Suzana - Vou sempre procurar alternativas e aplicá-las sempre que possível. Mas não nego que possa vir a recorrer a um antibiótico. Às vezes é mesmo muito difícil e complicado...

Notas:
Suzana - as vacinas são um grande problema para as famílias veganas em Portugal. Não existem grupos de apoio nem alternativas acessíveis (vacinas homeopáticas são difíceis de encontrar). O meu bebé levou as vacinas até agora, mas continuo à procura de alternativas e de apoio à objecção. Agradeço toda ajuda para resolver este problema.

RELAÇÕES COM A FAMÍLIA
21- O pai também é vegan?
Suzana - Sim

22- Houve alguma oposição por parte da tua família ou da dele por te manteres vegan durante a gravidez, e pelo facto de dares uma alimentação vegan à criança?
Suzana - Não


A CRIANÇA VEGAN NA SOCIEDADE
23- Se a criança frequentou a creche, como reagiram as encarregadas?
Suzana - Não se aplica.

24- Sentiste algum tipo de descriminação por parte do pessoal encarregado ou dos outros pais? Fazias tu própria a comida da criança?
Suzana - Não se aplica.

25- A criança vai à escola? O seu relacionamento com outras crianças é afectado de alguma forma por ter uma alimentação vegan? Como a vêm as outras crianças e como vê ela os outros?
Suzana - Não se aplica.

26- Já se apercebeu que existem pessoas que fazem uma alimentação diferente? Como reagiu?
Suzana - Não se aplica.

27- Já lhe ofereceram alguma comida não vegan? Aceitou? Gostou? O que fizeste? E se quiser comer mais vezes?
Suzana - Não se aplica.

28- Tem instruções dos pais para não aceitar comida oferecida por outros? Como reage a isso?
Suzana - Não se aplica.

29- O que farias se quiser experimentar por exemplo um hambúrguer por curiosidade ou influência de outros?
Suzana - Vou explicar-lhe que se trata de animais, etc, e explicar às pessoas que somos vegan@s e que gostaríamos que respeitassem isso.

30- O que acontecerá quando for convidada para uma festa de aniversário, onde haverá só praticamente comida não vegan, como por exemplo o bolo?
Suzana - Vamos fazer bolos e comidas para levar e partilhar nas festas. Não vamos proibir que experimente o bolo de aniversário nem criar situações constrangedoras, mas sim alternativas apetitosas!!

31- E se um dia quiser ir ou for convidada pelos amigos a ir ao Zoo ou ao circo?
Suzana – Vamos sugerir programas mais educativos e interessantes, explicar o que está por detrás desses locais e fazer muitas actividades aliciantes e divertidas sem crueldade envolvida.

32- Os pais falam à criança sobre os princípios éticos do veganismo? Como? Como vê a forma como outras pessoas se alimentam ou a sua relação em geral com os animais?
Suzana - Ainda não…



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-109-Entrevista-a-Suzana-Martins--m-e-vegana.html

Inserido em: 2002.07.04 Última actualização: 2007.05.26

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Pessoas > Artigos por Autor > João Alves
Pessoas > Entrevistas
Alimentação > Alimentação Infantil