Alimentação de bebés veganos

A não ser que vivas num ambiente que apoia o veganismo, as dúvidas sobre como alimentar um bebé com uma dieta vegana podem apoderar-se de ti. A alimentação é um assunto delicado, pois as pessoas querem o melhor para as suas crianças; querem dar-lhes os melhores alimentos. Não é invulgar algumas pessoas, que acreditam que uma dieta vegana é o melhor para si, terem dúvidas sobre se esse tipo de alimentação é o melhor para os seus filhos.
Os médicos ainda levantam muitas questões sobre a eficácia desta dieta e, na maioria dos casos, são contra a sua utilização. Não te deixes dissuadir, pois desde que sigas algumas linhas mestras irás dar ao teu filho uma alimentação perfeitamente saudável. O caminho a seguir será mais suave e agradável se a tua família, amigos e médicos, sentirem que tens bons conhecimentos sobre nutrição e virem o teu filho saudável.
O que se segue é uma visão cronológica de como satisfazer as necessidades nutritivas do teu bebé com uma dieta vegana.


Faz sentido que as mães veganas amamentem durante um ano, se possível, pois o leite materno é uma fonte muito rica de nutrientes. No entanto, muitos bebés deixam de interessar-se pelo peito a partir dos 10-12 meses, e começam a preferir beber por uma chávena.

Do Nascimento aos 6 meses
Desde o nascimento até aos 6 meses todas as necessidades nutritivas do bebé são satisfeitas através do leite materno. Nunca deixes que o bebé mame ou beba o biberão deitado de costas. Essa posição permite que a cavidade nasal e os canais do ouvido médio se encham de leite, o que poderá provocar infecções do ouvido e alergias.

Dos 6 aos 8 Meses
Aos 6 meses, podem ser introduzidos alimentos sólidos, mas não se deve apressar o processo se o bebé parecer satisfeito só com o leite materno. Presta atenção aos sinais do bebé; podes considerar que ele está pronto para os alimentos sólidos, se chora depois de mamar ou se mastiga o mamilo. Mesmo assim continua a amamentar, enquanto for confortável para ti e para o teu bebé (alguns bebés parecem estar preparados para os alimentos sólidos antes dos 6 meses. Se for esse o caso, então introduz-los).
A melhor altura para introduzir os alimentos sólidos é logo a seguir a mamar, quando o bebé já não está esfomeado. Sê paciente e vai devagar. A clássica "primeira comida" é banana esmagada, mas há outras boas apostas, como pêssegos e/ou maçãs cozidas e esmagadas.
Com o bebé no colo, começa por oferecer-lhe uma pequena quantidade, e inclinando-lhe as costas ligeiramente para trás, toca-lhe com a colher nos lábios e introduz a comida na sua boca. Mostra-lhe, com o teu sorriso, que é algo de que irá gostar. Se o bebé não estiver interessado nas primeiras tentativas, esquece isso durante mais uma semana. Quando estiver preparado, não tentes empanturrá-lo com comida; estas primeiras tentativas são apenas uma apresentação. O bebé irá mostrar-te que já chega, virando a cabeça para o lado, mantendo a boca fechada ou até mesmo cuspindo a comida. Leva-o a sério.
Mais tarde, por volta dos 7 meses, deverá estar pronto para papas de cereais integrais, bem cozinhados e com uma consistência bem cremosa. Evita as papas de cereais comerciais, que são mais caras e não possuem o mesmo valor nutritivo que as caseiras. Se houver na tua família casos de alergia ao trigo, à soja ou ao milho, é melhor começares com arroz ou aveia. Podes adicionar pequenas quantidades de banana esmagada ou de leite materno aos cereais cozinhados, para a aceitação ser mais fácil.
Quando introduzires alimentos sólidos oferece apenas um tipo novo de comida de cada vez, e depois observa como é tolerado. Se dois ou mais alimentos forem introduzidos ao mesmo tempo e o bebé tiver diarreia, cólicas, ou outros problemas digestivos, não conseguirás saber qual o alimento culpado. Dá uns dias ao sistema digestivo do bebé (até uma semana) para se habituar a cada alimento, antes de introduzires outro. Evita todas as "comidas para bebé" que contenham açúcar ou adoçantes artificiais. O açúcar não contém vitaminas, minerais ou proteínas, e pode levar à obesidade, tanto agora como mais tarde. As comidas adoçadas também confundem e seduzem o apetite, pois tendem a disfarçar a fome, substituindo os alimentos saudáveis.

Dos 8 aos 10 Meses
Dos 8 aos 10 meses podes introduzir as batatas. Assa-as inteiras, para preservar as suas vitaminas, e esmaga-as com um pouco de água ou leite materno. Ou então tenta esmagá-las juntamente com beterraba cozida, para obteres um bonito puré cor-de-rosa, que os bebés desta idade tanto apreciam.
Depois das batatas terem sido bem aceites, entre os 9 e os 11 meses, o teu bebé estará pronto para frutas frescas, tais como pêras, pêssegos, ameixas e melão. Também podes dar maçã descascada e ralada. Para evitar alergias não dês citrinos antes de 1 ano de idade, e nunca ofereças frutas "peganhentas" como tâmaras, figos secos e passas, até que o bebé possa mastigar bem pedaços pequenos e possa lavar os seus dentitos depois (com a ajuda de um adulto).

Dos 10 aos 12 meses
Dos 10 aos 12 meses introduz mais vegetais cozinhados e esmagados. Tenta batatas doces, se não o tiveres feito já, abóbora e cenouras; depois, experimenta outros vegetais. Não dês pedaços grandes a crianças com menos de 3 anos, pois podem sufocar. Depois da criança tolerar bem vários alimentos podes oferecer saladas combinadas. Mistura abacate, tofu, maçã cozida, vegetais cozidos e alguma "manteiga" de amêndoa, amendoim ou sésamo (com algumas gotas de vitaminas enriquecidas com ferro, se desejares assegurar a ingestão de vitaminas).
Durante este período de tempo também podes introduzir cereais integrais bem cozidos e escorridos. Por exemplo arroz, cevada ou aveia. Ou tenta uma mistura de cereais, rica em proteínas, com feijões de soja e gérmen de trigo.

Dos 12 aos 14 Meses
Dos 12 aos 14 meses podes adicionar legominosas (ervilhas e feijões) ao menu do teu bebé, mas assegura-te de que todos os feijões são cozidos até ficarem bem macios e que as cascas são removidas (especialmente as da soja).Um creme de ervilhas é uma boa introdução à proteína dos legumes. Observa o cocó do bebé, para saberes se os feijões estão a ser bem digeridos. Se o cocó cheirar a azedo, se o rabinho do bebé ficar vermelho ou assado, ou se conseguires distinguir pedaços de feijão, deves esperar algum tempo até tentares os legumes novamente.
Algumas crianças não toleram bem os legumes inteiros até terem dois ou três anos, mas isso é normal. Existem outros produtos à base de soja (tais como leite de soja e tofu) e cereais que irão satisfazer as necessidades do teu filho. O húmus, feito com grão de bico e tahini ("manteiga" de sésamo), é um alimento saboroso e rico em proteína e cálcio, que pode ser usado para aumentar a ingestão nutritiva da criança.
Outro super alimento é o abacate, que é rico em riboflavina, ácidos gordos essenciais, potássio e cobre. Podes dar pequenos pedaços de abacate maduro ou misturá-los com água ou sumo de fruta, para fazer uma papinha.
Também já podes dar pão ao teu bebé. Começa com torrada; é mais fácil para o bebé mastigar. E não te esqueças como as crianças, mesmo as mais novas, adoram massa chinesa. As massas, enriquecidas com alcachofra e outros vegetais e servidas com molho, fornecem energia e proteínas.
Tenta também que o teu filho aprecie vegetais crus, como cenouras ou pepinos, a partir desta idade. Rala-os finamente e acrescenta um pouco de "manteiga" de amendoim, tahini, ou "manteiga" de amêndoa. Tofu simples e bolinhos de arroz são também muito saudáveis.

Dos 14 aos 18 Meses
Com a idade de 14 a 18 meses o teu filho deve já comer a mesma comida que tu (mesmo se for necessário passar a comida com a varinha mágica) e, devido à tua insistência em criá-lo com uma dieta vegana, terá tido um início de vida muito saudável e natural. Ao longo destes primeiros meses de vida do teu bebé poderás ter de aguentar comentários como "estás a ser negligente" ou "não podes brincar com estas coisas". Mas uma dieta vegana é um bom começo para a saúde de um bebé.


Referências:
http://www.vegansociety.com/html/info/info26.html
KLAPER, Michael, Pregnancy, Children & the Vegan Diet, Ed. Gentle World



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-110-Alimenta--o-de-beb-s-veganos.html

Inserido em: 2002.07.04 Última actualização: 2010.10.29

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Saúde > Saúde da Mulher > Gravidez e Maternidade
Alimentação > Alimentação Infantil
Pessoas > Artigos por Autor > Cristina Rodrigues



Comentários



Dúvida

Sou vegana e me surgiu uma dúvida. Gostaria de saber qual o substitutivo de leite animal para as mães veganas que estão sem leite e têm filhos recém-nascidos, uma vez que o NAN tem como base o leite de vaca. O que fazer?
(Por: Marta Maria Alonso de Siqueira)

[Por: @ 2013.07.02 - 16:05 | Responder | Imprimir ]

Re: Dúvida

Existem fórmulas de leite artificial à base de soja, usados não só por veganos mas por bebés intolerantes ao leite de vaca.
De qualquer modo, a amamentação é possível para praticamente todas as mulheres, desde que se procure a ajuda e informação de profissionais da área, como a Liga La Leche ou a SOS Amamentação, por ex.. E mesmo se deixou de amamentar há alguma tempo pode ser possível a relactação.

[Por: cris @ 2013.07.13 - 11:51 | Responder | Imprimir ]


Re: Dúvida

Eu utilizei o Visoy que se vende no espaço saúde do continente.

[Por: PatriciaMartinho @ 2015.08.23 - 04:29 | Responder | Imprimir ]


Re: Dúvida

> Sou vegana e me surgiu uma dúvida. Gostaria de saber qual o substitutivo de
> leite animal para as mães veganas que estão sem leite e têm filhos
> recém-nascidos, uma vez que o NAN tem como base o leite de vaca. O que
> fazer?
> (Por: Marta Maria Alonso de Siqueira)
Existe leite de amêndoas com água de coco misturado en proporções iguais... É uma benção...o leite de soja não é tão bom...

(Por: Gis)

[Por: @ 2015.07.21 - 21:53 | Responder | Imprimir ]



V

Gostei muito deste artigo. ha quase 2 meses que nao como carne, tou a tentar ser vegetariana e o meu sobrinho de 5 anos ao ver me de vez em quando diz que nao quer comer carne. A minha familia da me na cabeça por isso, mas eu acho que mais vale ele comer um bocado de tudo, ate dos hamburgueres e bifes vegetarianos que como para depois quando for mais crescido escolher ele a sua alimentaçao ja conhecendo o vegetarianismo. Quando tiver um filho de certeza que vou seguir o que voces dizem, vou lhe dar uma alimentaçao vegetariana apesar de saber que vou levar nas orelhas.

descobri hoje este site e ja estou a adorar. nao conheço ninguem vegetariano por isso é bom ter aqui algum apoio.

Tudo de bom*

[Por: 0 @ 2010.12.14 - 04:25 | Responder | Imprimir ]

Meo deus isto é ridiculo!
Bebês precisam, de proteinas, gordura animal, etc...
Não forcem seus bebês ah isto, como tudo na vida, ofereça a possibilidade, dele ser vegan ou só vegetariano quando estes ficarem maiores!
Sejam responsaveis pelo amor de deus!
(Por: Victor)

[Por: @ 2011.02.10 - 07:09 | Responder | Imprimir ]

Victor, devo dizer que não é nada ridículo, desde que as dietas sejam bem planeadas e acompanhadas e as pessoas bem informadas. Mas, como não me canso de dizer, esse planeamento tem que se aplicar a qualquer género de dieta (quer inclua carne ou não). As proteínas podem ser obtidas de fontes vegetais e, não sendo profissional de saúde, não quero fazer afirmações absolutas, mas tenho as minhas dúvidas de que necessitemos assim tanto de gordura animal. Um bebé deve conseguir obter todos os nutrientes de que necessita a esse nível a partir do leite materno.

Só para que saiba, tenho conhecimento de um caso de uma vizinha cujo neto tem uma condição de saúde de nascença (lamento, mas não sei especificar o nome). Devido a essa condição, a criança não pode comer carne/peixe. Tem cerca de 7 anos e sobrevive bem tendo uma alimentação vegetariana. Tem um irmão que come de tudo, mas aprecia igualmente os pratos vegetarianos do irmão.

Ser responsável é também ser informado, não meramente aceitar aquilo que nos incutem de geração para geração sem questionar, apenas porque é aquilo que é "socialmente aceite".

Pensemos antes ao contrário, quando crescer, se assim o decidir, poderá optar por uma alimentação omnívora.

> Meo deus isto é ridiculo!
> Bebês precisam, de proteinas, gordura animal, etc...
> Não forcem seus bebês ah isto, como tudo na vida, ofereça a possibilidade,
> dele ser vegan ou só vegetariano quando estes ficarem maiores!
> Sejam responsaveis pelo amor de deus!
> (Por: Victor)

[Por: gwencalon @ 2011.02.10 - 14:43 | Responder | Imprimir ]


bebés vegetarianos

> Meo deus isto é ridiculo!
> Bebês precisam, de proteinas, gordura animal, etc...
> Não forcem seus bebês ah isto, como tudo na vida, ofereça a possibilidade,
> dele ser vegan ou só vegetariano quando estes ficarem maiores!
> Sejam responsaveis pelo amor de deus!
> (Por: Victor)

Não sou profissional de saúde, mas sou testemunha em como os bebés não precisam de carne.
Apesar dos meus pais serem omnivoros, desde bebé que sempre rejeitei comer carne e peixe apesar de todas as tentativas da minha mãe. Vou ovo-lacto-vegetariana desde nascença e sempre fui saudável. enquanto criança a minha mãe fazia-me analises clinicas anualmente e nunca sofri qualquer carencia alimentar.
No que diz respeito ao funcionamento do cérebro e do resto do organismo, sempre fui aluna exemplar a todas as disciplinas.

(Por: Eva Viola)

[Por: @ 2011.08.26 - 00:44 | Responder | Imprimir ]

Re: bebés vegetarianos

sou vegetariana e nutricionista e digo que com toda a certeza que crianças podem viver sem carne sim e muito saudaveis
(Por: adriana)

[Por: @ 2011.11.21 - 15:54 | Responder | Imprimir ]

bebe vegan

Olá, Meu nome é Marcela, moro no Rio de Janeiro- Brasil..Sou vegan a uns 5 anos e meu companheiro a uns 20 anos , e temos um bebe de 8 meses, que tem tudo pra ser vegan também, aos poucos estou introducindo alimentos pra ele, suquinhos, papinhas, tudo muito sutil, porque ele não esta aceitando muito ainda, pois engasga e fica com ansia quando coloco comidinha na boca dele.Felizmente sou abençoada e tenho muito leite, ele mama demais!!! esta com 8 meses, com muita saude, gordinho,muito ativo e feliz. Ele nasceu de um lindo parto natural de cocoras, feito por nos em casa. Nossa familia ficou louca com a nossa escolha, mas agora entendem que talves essa seja uma das causas dele ser tão risonho, saudavel e tranquilo. Agora so temos a missão de fazer ele se interessar por comida, porque até agora só quer saber de peito, seu sagrado leitinho vegano! jejeje...
(Por: MARCELA TAPIA ROSS)

[Por: @ 2012.03.09 - 03:28 | Responder | Imprimir ]


Re: bebés vegetarianos

> sou vegetariana e nutricionista e digo que com toda a certeza que crianças
> podem viver sem carne sim e muito saudaveis
> (Por: adriana)

Olá Adriana, sendo nutricionista saberiam indicarem quais os suplementos que um bebé vegan deve tomar? E a partir de que meses?
Conheço suplementos para adultos e tomo 12 e um multivitaminico nas mudanças de estação mas para bebés qual é o mais indicado? Obrigada Rita

(Por: Rita Pinheiro)

[Por: @ 2016.10.08 - 09:50 | Responder | Imprimir ]