Insónias – Esse mal terrível

Quem sofre de insónias constantemente vê a sua vida alterada nos mais diversos actos quotidianos, não conseguindo controlar muitos dos sintomas que se vão instalando meses após meses de sofrimento. As insónias podem ser causas, mas também consequências de doenças mais graves. Porém, para as combater podem-se adoptar determinadas medidas preventivas ou que diminuam os seus efeitos perniciosos, conseguindo obter uma boa noite de sono descansado.

Assim, a proposta da Escola de Medicina Tradicional Chinesa (ESMTG) é a ingestão diária de três chávenas de infusão com a seguinte mistura de 30 gramas de cada uma destas substâncias: passiflora, salgueiro-branco ou anémona.


Passiflora: actua ao nível do coração, do fígado e do pulmão; acalma a sensação de fadiga, ansiedade, stress e também sintomas de hiperactividade. É uma planta que induz ao sono, devido às propriedades que atenuam os problemas referidos. Descontrai igualmente a zona abdominal, evitando espasmos que ocorrem quando estes órgãos estão contraídos, o que dificulta a chegada do sono. A passiflora é ainda um óptimo sedativo natural em casos de histeria, neurastenia e cefaleias. Diminui momentaneamente a tensão arterial e restabelece o ritmo respiratório.

Salgueiro-branco: actua igualmente ao nível do coração, mas também da bexiga e dos rins, e obtém-se a partir da casca, cuja substância é denominada de salicina. Este composto é anti-inflamatório e inibe a síntese das prostaglandinas e o aumento da circulação cardio-vascular, relaxando assim as actividades dos órgãos vitais, o que induz ao relaxamento. O extracto alivia ainda a dor, conferindo propriedades analgésicas para o organismo.

Anémona: actua apenas ao nível do coração e do fígado; funciona como excelente sedativo para os problemas específico das mulheres, tais como as dores menstruais, a dismenorreia e a síndroma pré-menstrual, mas de uma maneira geral combate depressões, estados de melancolia, dores de cabeça, fadiga e outros aspectos relacionados com a ansiedade e a tensão nervosa.

Ana Rita Guerreiro, da ESMTG, explica como actua a fórmula: em primeiro lugar acalma o ardor que ataca o fígado devido aos excessos alimentares, o que, por sua vez, ataca o coração. Ora, isto não favorece a indução do sono, conduzindo o organismo a um progressivo estado de alerta. Devido ao sabor amargo da infusão, esta sensação de fogo e ardor dispersa-se pelo organismo, conseguindo equilibrar as suas sinergias. O sabor ácido leva à acumulação de líquidos, que provocará a anulação do calor com base no efeito desse mesmo sabor ácido. O calor é assim purgado e a acção da infusão levará a um resultado refrescante após a ingestão específica da mistura de anémona, que reequilibra as energias ao nível do fígado e dos rins, estabilizando os q.i.’s destes.

Todas estas plantas acalmam assim os sintomas de ansiedade relativos às dificuldades em dormir, pois reequilibram igualmente a temperatura ideal do corpo para o conduzir ao estado de relaxamento. Os sintomas de insónias repetidas devem-se em grande parte a desajustes e desequilíbrios orgânicos internos. Por isso, há que retomar a temperatura normal do corpo e a partir daí é que o indivíduo pode relaxar mais.

O transtorno constante do sono conduz à franca e progressiva diminuição da concentração e da produtividade, ao aumento da irritabilidade, do cansaço, da excessiva sonolência diurna (a que os especialistas chamam de hipersónias) e ainda de dores de cabeça, uma diminuição da imunidade a nível físico e orgânico e propensão para acidentes de várias espécies - domésticos, laborais ou de viação.

Outras medidas para evitar as insónias são também evitar bebidas estimulantes principalmente à hora de deitar: café, chocolate, refrigerantes ou ainda chás de substâncias excitantes (por exemplo, o chá preto) e não comer comidas muito pesadas ao jantar, já que dificultam a digestão, conduzindo a sensações de enfartamento e, assim, fomentando a agitação no sono.

Devem-se evitar igualmente as actividades demasiado intensas antes de deitar, quer aquelas que se referem ao corpo (exercício físico intenso), quer à mente (esforçar demasiado a cabeça em termos intelectuais). A prática de um horário regular para o sono (levantar e deitar sempre à mesma hora) também ajuda a melhorar a situação das insónias. É de salientar que insónias consecutivas e crónicas levam a situações de stress desesperantes e podem alienar o ser humano das situações reais, bem como das reacções adequadas aos estímulos que lhe advêm do exterior.



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-240-Ins-nias---Esse-mal-terr-vel.html

Inserido em: 2003.10.11 Última actualização: 2006.10.02

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Pessoas > Artigos por Autor > Ana Oliveira
Alimentação > Alimentos > Tisanas, Especiarias, Ervas, Infusões
Saúde > Medicinas Alternativas
Saúde > Alimentação e Saúde



Comentários



Dicas de alimentação nos problemas do Sono

Para a insónia podem também contribuir aspectos relativos à alimentação. Isto passa quer pelo facto de te deitares com fome, quer pelo facto de o que comes e bebes antes de te deitares ter um efeito perturbador relativamente ao sono.

Ver aqui o que comer para uma noite tranquila:

http://www.insonias.com/dica-3-alimentacao-o-que-comer-e-o-que-nao-comer/
(Por: Pedro Miguel)

[Por: @ 2010.04.05 - 14:02 | Responder | Imprimir ]

Re: Dicas de alimentação nos problemas do Sono

Há muitas teorias sobre as insónias. Claro que há alimentos estimulantes e outros alimentos tranquilizantes, mas todos eles introduzem alguma coisa estranha no nosso corpo para produzir efeitos não naturais.
A fonte de todas as insónias é sempre e simplesmente o funcionamento desregulado da mente. Este funcionamento hiperactivo e desregulado pode ser motivado por algumas substâncias que se consomem, por inúmeras situações stressantes, ou por intensa utilização de multimédia. Muitas pessoas passam horas a ver televisão ou ao computador antes de se deitarem.
Mas seja qual o meio de provocação da insónia a fonte é sempre a mesma: Hiperactividade descontrolada da mente. E para este este problema só existe uma cura. Uma cura absolutamente saudável e pura, sem substâncias envolvidas e sem efeitos secundários.
A única cura para o funcionamento desregulado da mente é a Meditação. A prática de meditação resolve de forma eficaz e definitiva e muito rápidamente as insónias. Tamto tempo se perde com coisas inúteis e pouco saudáveis para curar um problema que se resolve de forma tão eficaz e tão rápidamente com a prática de meditação. Quem quiser saber alguma coisa sobre verdadeira meditação visite o website http://www.centrodereiki.org

[Por: gnanaatman @ 2010.04.05 - 15:42 | Responder | Imprimir ]