O circo não é divertimento para todos

Para os menos atentos o circo transparece uma imagem de animação onde os animais executam truques com satisfação e sem qualquer desconforto aparente. Na realidade, os animais nos circos são torturados, abusados e mantidos prisioneiros para quase toda vida em nome do entretenimento.



Cães, elefantes, ursos, camelos, cobras, macacos, araras, papagaios, focas, cavalos, girafas, lamas, cabras, zebras, bovinos, póneis, tigres, pumas e leões, são as espécies animais que mais facilmente se podem encontrar em circos de todo o mundo. Estas mesmas espécies são maltratadas e mantidas famintas, em estado de desnutrição contínua. Passam a vida aprisionados em espaços minúsculos, privados da sua liberdade e expostos a uma sobrevivência rotineira, dolorosa e stressante. Muitos deles já tiveram uma família e um habitat, e foram tirados violentamente às mães, que para isso tiveram de ser mortas. Outros foram comprados a jardins zoológicos e a outros circos.

O estudo do comportamento das diferentes espécies demonstrou que todos os animais sofrem em cativeiro. Para além da fome os animais sentem frio, calor, alegria, tristeza, dor, aborrecimento, repulsa, e sofrem de stress (e muitos peritos afirmam que os mais evoluídos têm memória). Todo o aborrecimento pelo qual os animais passam é a causa principal da perda das suas capacidades naturais. Animais que, no meio selvagem, correriam dezenas de quilómetros por dia, são forçados a passar quase todas as horas dos seus dias em jaulas exíguas, muitas vezes superlotadas, nas quais mal se podem movimentar. A ansiedade e o stress resultantes das pobres condições de bem-estar em que são mantidos e da violência dos treinos a que são submetidos fazem com que fiquem com distúrbios comportamentais (tornam-se apáticos e neuróticos). Repetem permanentemente movimentos estereotipados, auto mutilam-se e, por vezes, até ocorre canibalismo.

No seu meio selvagem, e de acordo com as suas características fisiológicas e psicológicas, os ursos usados nos circos nunca andariam de bicicleta, os babuínos nunca montariam póneis, os tigres e leões nunca passariam por entre arcos em chamas e os elefantes nunca se manteriam apenas em duas patas.

Os circos nada oferecem de pedagógico: crianças são ensinadas a olhar para os animais como objectos de exibição, que se expõem, se exploram e dos quais se abusa. As crianças podem aprender mais sobre os animais e o seu comportamento natural em documentários sobre a vida selvagem.


Apresentam-se de seguida algumas espécies animais e os abusos dos quais são vítimas:

Elefantes:

Elefante amarrado
- Antes de chegarem ao Circo, passam por meses de tortura. São amarrados sentados, numa jaula onde não se podem mexer, para que o peso comprima os órgãos internos e cause dor.

- Levam surras diárias, ficam sobre seus próprios excrementos, até que seu “espírito seja quebrado” e passem a obedecer.
- Os elefantes são animais que vivem em grupos com papéis sociais definidos. São extremamente inteligentes. Ficam de luto pelos seus mortos e são capazes de reconhecer um familiar, mesmo tendo sido separados deles quando filhotes.

- Sofrem de problemas nas patas por falta de exercício, pois na natureza os elefantes andam dezenas de quilómetros diariamente.

- No Circo os elefantes permanecem acorrentados o tempo inteiro. Mexer constantemente a cabeça é uma das características da depressão causada pelo cativeiro.

"Como fazer para conseguir a atenção de um elefante de 5 toneladas? Surre-o. Eis como".

Saul Kitchener, director do San Francisco Zoological Gardens


Leões, Tigres e outros Felinos:

Tigre dentro de jaula
- De acordo com Henry Ringling North, no seu livro "The Circus Kings", os grandes felinos são acorrentados a pedestais e são enroladas cordas nas suas gargantas, para que tenham a sensação de estarem a sufocar.

- São dominados pelo fogo e pelo chicote, golpeados com barras de ferro e queimados na testa, pelo menos, uma vez na vida, para que não se esqueçam da dor.

- Muitos têm suas garras arrancadas e as presas extraídas ou serradas.

- Passam a maior parte de suas vidas dentro de pequenas jaulas.


Alguns circos alimentam os felinos com cães e gatos abandonados.


Ursos:

Urso numa bicicleta
- Têm o nariz partido durante o “treino”

- As suas patas são queimadas, para os forçar a ficar sobre duas patas

- São obrigados a pisar chapas de metal incandescente ao som de uma determinada música

- Durante o “espectáculo” os ursos ouvem a mesma música usada durante “o treino” e começam a movimentar-se, dando a impressão de estarem a dançar

- Muitos têm as garras e presas arrancadas. Já foi constatado um urso com 1/3 da sua língua cortada

- Ursos cativos apresentam comportamento atípico, como andar de um lado para o outro

- Alguns ursos auto mutilam-se, batendo com a cabeça nas grades da jaula e mordendo as próprias patas



Macacos:

Macaco atrás de grades
- Apresentam o mesmo comportamento das crianças que sofrem abusos

- Até 98% do DNA dos chimpanzés é igual ao do humano

- São agredidos de modo a obedecer e obedecem apenas por medo

- Roer unhas e auto mutilação são comportamentos frequentemente encontrados em macacos cativos

- Os dentes são retirados para que os animais possam ser fotografados junto às crianças


Cavalos, camelos, bois, cabras, póneis, burros e lamas:

Cavalo esquelético
- São açoitados e impedidos de fazer caminhadas

- Não são alimentados devidamente

- São agredidos para aprender


Todos os animais de circo:

- Não têm férias nem assistência veterinária adequada

- São obrigados a suportar mudanças climáticas bruscas, viajar milhares de quilómetros sem descanso, etc..

- Estão sujeitos aos clássicos instrumentos de “treino”: choques eléctricos, chicotadas, privação de água e comida.

- Encontram-se sem as mínimas condições de higiene, sujeitos a diversas doenças

Como ajudar?

Há várias coisas que podes fazer para reduzir o sofrimento dos animais. Pode ser algo tão simples como escrever uma carta ou fazer um telefonema num esforço para alterar o modo como estas instituições tratam os animais.

O que acontece aos animais se saírem do circo?

O local adequado para os programas de conservação devem ser as regiões a que os animais pertencem naturalmente e não a milhares de quilómetros de distância, longe da selva, da floresta, do deserto, das montanhas, dos oceanos, num ambiente e clima completamente diferentes. Os animais resgatados dos circos são geralmente reinseridos nos seus habitats naturais e em parques protegidos (ou santuários), que reúnem as mesmas condições.

É possível um circo existir sem animais?

Perfeitamente! O circo “Cirque du Soleil”, que foi fundado em 1984 por Guy Laliberté, tem um misto de números de circo e entretenimento de rua. Ao longo das duas últimas décadas o Cirque du Soleil transformou-se num império de divertimento e deu a esta arte um novo sopro de vida, uma vez que defende um circo sem animais, “Não estamos bem certos se o lugar de um elefante ou de um tigre é ficar enjaulado metade da vida ou apresentar-se ao Mundo fazendo acrobacias.” Este circo tem actualmente 2400 empregados e 500 artistas de mais de 40 países. Cerca de 600 mil pessoas assistem às suas peripécias Mundo afora. O circo está muito mais saudável do que antes, porque as pessoas precisam de sonhar e ter esperança, e é disso que falamos!”.

Alguns circos com animais:

- Circo Victor Hugo Cardinalli
- Circo Roberto Cardinali
- Circo Atlas
- Circo Chen
- Circo Di Napoli
- Circo Stankowich
- Circo Garcia
- Circo Bim Bobo
- Circo Moscow
- Circo Beto Carreiro
- Circo Vostock
- Circo De Roma

Alguns circos sem animais:

- Circolando - R. Pinto Bessa, 122, Armazém 8 (Porto) - junto à estação de Campanhã; telefones: 225189157 e 934182945
- Kopinxas - Grupo de animação circense (Aveiro) http://www.kopinxas.com/ telefones: 936277013 e 913677966
- Trupilariante Companhia de teatro-Circo (Lisboa) http://www.trupilariante.com , e-mail: trupilariante@trupilariante.com   telefone: 218460738  fax: 218 150 688
- Kabong (Porto) - telefone: 962710061
- Cia
- Clawnesca Cara Melada
- Cia Pavanelli: http://www.ciapavanelli.com.br
- Circo da Alegria: http://www.circodaalegria.com.br
- Circo Dança Teatro Intrépida Trup: http://www.intrepidatrupe.hpg.ig.com.br
- Circo Girassol: http://www.circogirassol.com.br
- Circo Gran Bartholo
- Circo Mínimo: http://www.circominimo.com.br
- Circo Navegador: http://www.circonavegador.com.br
- Circo Popular do Brasil
- Circo Spacial: http://www.spacial.com.br
- Circo Teatro Musical
- Furunfunfum: http://www.furunfunfum.com.br
- Circo Trapézio: http://www.circotrapezio.hpg.ig.com.br
- Circo Vox: http://www.circovox.com.br
- Circodélico: http://www.circodelico.com
- Cirque Ahbaui: http://www.cirqueahbaui.com
- Cirque du Soleil http://www.cirquedusoleil.com/
- Companhia Teatral e Circence Trupe Sapeka: http://www.trupesapeka.cjb.net
- Parlapatões, Patifes & Paspalhões: http://www.terravista.pt/ilhadomel/5115

Referências:

http://animaisdecirco.freeservers.com/
http://www.animal.org.pt/
http://www.circuses.com/animals.html
http://www.wolfkatt.freeservers.com/custom3.html
http://fund.org/uploads/fs_ent1.pdf
http://www.urbi.ubi.pt/000530/edicao/emorb_circo.html
http://animaisdecirco.freeservers.com/circos_sem_animais.html



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-274-O-circo-n-o---divertimento-para-todos.html

Inserido em: 2004.02.14 Última actualização: 2009.05.06

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Pessoas > Artigos por Autor > Sílvia Ferreira
Defesa Animal > Violência contra Animais



Comentários



Animais do circo

nossa fiquei chocada com o que li pois isso é uma malvadeza com esse animais pois tenho certeza que eles nunca fizeram nada com vcs né? não precisamos deles pra nos fazer alguma coisa no circo , pois o lugar deles é na floresta ou no zoológico ao lado de sua família.....
(Por: Marialice alves )

[Por: @ 2013.07.23 - 13:58 | Responder | Imprimir ]


Libertem todos os animais!

Os animais não vivem no seu habitat natural apenas por duas razões: 1 - Porque destruiram o seu habitat natural o que os obrigou a aproximar-se das cidades como acontece com tantos. 2 - Porque são obrigados a tal.
Muitas pessoas dizem que gostam de animais. Eu gosto de sopa de agrião. As pessoas gostam de ter animais por capricho, por solidão (pois...os animais deixam-se aprisionar), porque o pelo é macio, por várias razões mas nunca se lembram de pensar que os animais podem não estar interessados em viver fechados num apartamento, privados da sua liberdade. Á e tal... mas eles são bem tratados e acarinhados. Pois são... são esventrados, castrados, esterelizados, privados do convivio livre com animais da sua espécie, apanham cancros e pedras nos rins e outras doenças parvas que só os humanos e quem vive com eles é que apanha devido ao seu estilo de vida, ficam deprimidos, stressados, sem interesse em viver, dependentes, etc. Há milhões de animais que vivem presos em casas de pessoas com problemas de possessão, que dizem que gostam e respeitam os animais. Os circences dizem que gostam de animais. Os toureiros dizem que gostam e respeitam muito os touros. Todos gostam de animais. Há até quem goste muito dos filhos e lhes bata todos os dias. Quem tiver muito espaço ao ar livre que tenha animais. De resto... passaros em gaiolas, peixes em aquarios... que tristeza... E todos dizem que gostam muito de animais. A única coisa que eu posso fazer é não prender nenhum animal e não apoiar quem o faz. Não vou ao circo, ao zoo, a touradas, nem dou passeios a cavalo entre outras coisas. Também não prendo as pessoas nem as uso para meu interesse pessoal. Porque andar a falar dos animais e depois desesrespeitar as pessoas não tem qualquer interesse.

[Por: gnanaatman @ 2009.08.20 - 01:20 | Responder | Imprimir ]


circo

concordo completamente que os animais jamais deveriam servir de atração de homens que nada vêm na ida ao circo como uma diversão...ou como o local onde se vê animais com comportamentos no minimo estranho...jamais cabe na cabeça de alguém que os animais começam a fazer aquelas peripécias (se é que assim se pode chamar!?) em troca de bombons ou amendoins...apelo assim desta forma ao bom senso de todos, especialmente dos que estão internamente relacionados com a questão!... Os animais não são bobos de corte...so os palhaços é que pensam que sim!!
(Por: Dina)

[Por: @ 2006.01.16 - 11:07 | Responder | Imprimir ]

Re: circo

Fiquei chocada com tudo o que está aqui =( amo os animais e a natureza =) e realmente depois de saber isto nunca mais vou por os meus pés num circo com animais que horror por mim punha já uma legislação para acabar com isto :-( espero que as pessoas responsaveis abram os olhos e tomem medidas eu como amantes dos animais estou muito triste como ha pessoas assim
(Por: Ana)

[Por: @ 2009.08.19 - 19:22 | Responder | Imprimir ]

Re: circo

Cara senhora.

Eu também, se quiser, posso dizer que os protectores dos animais, são (assassinos, pedófilos, ladroes, vivem á pala de outros, e batem nos filhos com chicote e não lhes dão de comer, etc,...) mas não vou dizer sem conhece-los, e mesmo se 1, ou 10 ou 100, o forem, não vou acusa-los a todos de o serem.
Pelo contrario, infelizmente eles não pensam da mesma maneira e acusam todos, independentemente.
Por isso, sugiro que não deixe de ir ao circo, pelo menos não a todos, mas para os distinguir, pode fazer uma coisa simples, quando um circo chegar a sua cidade, vá controlar o VERDADEIRO estado dos animais do circo em questão, aí sim poderá decidir de ir o menos a tal circo, e não por ouvido dizer.
(Por: )

[Por: @ 2011.03.19 - 23:12 | Responder | Imprimir ]

Re: circo

Os animais circenses até poderiam ser muito bem tratados. A minha posição não muda um centimetro, da mesma maneira que não como carne "biologica". Vou ao circo para distinguir??? mas tá a gozar comigo? o que é que o pagamento dum bilhete ou a visita a umas celas verificam seja o que for?

> Cara senhora.
>
> Eu também, se quiser, posso dizer que os protectores dos animais, são
> (assassinos, pedófilos, ladroes, vivem á pala de outros, e batem nos filhos
> com chicote e não lhes dão de comer, etc,...) mas não vou dizer sem
> conhece-los, e mesmo se 1, ou 10 ou 100, o forem, não vou acusa-los a todos
> de o serem.
> Pelo contrario, infelizmente eles não pensam da mesma maneira e acusam
> todos, independentemente.
> Por isso, sugiro que não deixe de ir ao circo, pelo menos não a todos,
> mas para os distinguir, pode fazer uma coisa simples, quando um circo
> chegar a sua cidade, vá controlar o VERDADEIRO estado dos animais do circo
> em questão, aí sim poderá decidir de ir o menos a tal circo, e não por
> ouvido dizer.
> (Por: )

(Por: vitor hugo)

[Por: @ 2011.03.20 - 13:49 | Responder | Imprimir ]





Caro roberto,

Tanto quanto sei, o que sugeres já foi feito, pela Animal e pela PETA, pelo menos. Activistas estiveram a trabalhar em circos durante algumas semanas. O relatório foi desastroso. Deve andar algures na net.
Quanto às pessoas, querem normalmente aquilo que conhecem. Dá-lhes alternativas, e verás que não ganhas menos por isso. Talvez, pelo contrário, poupes o dinheiro que gastas nos animais.

Fica bem. (E deixa ficar tamb+em)


(Por: M)

[Por: @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]


Quanto ao sofrimento dos animais, quer facto mais válido do que olhar para a tristeza nos olhos desses bichos? Só quem nunca passou perto do local onde um circo esteja instalado é que não vê que os animais estão em minusculas jaulas, e com um olhar triste... não há neles um único indício de que sejam felizes.
Mesmo que o seu tratamento não fosse discutível, o simples facto de serem usados para espectáculos (não só no circo, mas também em touradas, lutas de cães, etc.) é o da mais anti-natural que existe... animais não são objectos, também têm sentimentos!

[Por: cris @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]


Circo!

Queriamos deixar aqui um comentario de quem vive o dia a dia do circo.Gostavamos de saber onde foram buscar tantas barbaridades..De facto os animais por vezes estao em cativeiro mas JAMAIS passam fome,sede,frio etc..Nao podem generalizar todos os circos ou mesmo os circos pois existe"gente"que tambem dao maltratos aos seus animais.Ja agora gostariamos de desafiar as pessoas para irem ao circo sem animais porque no fim das contas sao as mesmas a pedirem os animais.Fazemos um apelo a(s)pessoa(s) que escreveram o documentario que acompanhem de perto o tratamento dos animais de circo e depois sim..poderem falar..fotos nao bastam..queremos factos!!!Obrigado.
(Por: Roberto Carinali (Kaia e Lola))

[Por: @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]