Animais de Luxo

Muitas vezes vemos os maravilhosos gatos persa ou os caniches, perfumados e limpíssimos, completamente mimados, nas exposições e concursos de animais de companhia e pensamos que são uns animais privilegiados que têm um tratamento equiparado ao que é dado aos seres humanos.Chegamos mesmo a pensar que é uma ofensa gastar tanto dinheiro com animais quando existem seres humanos a viver em condições tão más.
Mas a realidade desses animais não é assim tão doce.

Os animais ‘de luxo’ são autênticos depósitos ambulantes de produtos químicos, dos quais os donos usam e abusam para levarem os seus animais o mais próximo possível da ‘perfeição’ definida para cada raça. Pode-se ver pelas maletas de medicamentos, champôs, perfumes, líquidos de limpeza, etc, que cada criador leva para as exposições.

Têm uma dieta muito rigorosa – muitas vezes passam a vida inteira a comer a mesma marca de ração ‘topo de gama’, em quantidades certas, todos os dias à mesma hora. São alimentados também com suplementos nutricionais – tudo maneiras pouco naturais de fazer com que os nutrientes chegarem ao organismo.

Para irem aos ‘julgamentos’ – o nome da prova de observação a que são sujeitos pelo júri – muitos destes animais são sujeitos a levarem gotas anestésicas nos olhos, para não pestanejarem e manterem a expressão ‘natural’. São perfumados, dão-lhes tranquilizantes para que não se ‘portem mal’ durante a observação e arrancam-lhes “pêlos inestéticos” com uma pinça para tornarem o padrão da pelagem o mais regular possível.
Muitos destes produtos são, inclusive, feitos à custa do sofrimento de outros animais, como o óleo de ‘vison’ (arminho) para pentear cães de pêlo comprido.

O sofrimento dos ‘animais de luxo’ não fica por aqui. Muitos criadores têm mais animais do que espaço para eles, motivados apenas pelo desejo de lucro que podem obter com a venda dos bebés com pedigree. Por exemplo, há criadores que têm 30 ou 40 gatos, e por isso certamente que não dão a devida atenção a todos os animais.
Outros têm animais apenas para criação e obrigam-nos a terem ninhadas sucessivas até à exaustão, para produzirem bebés para venda.
E muitos destes bebés nascem com problemas físicos devido ao hiper apuramento da raça – por exemplo em bebés de gato persa é comum terem imensa dificuldade em respirar e morrer pouco depois do nascimento por causa dos acasalamentos destinados a manter o ‘nariz achatado’ – as partes do nariz nascem tão comprimidas que o nariz não é funcional e o bebé acaba por não conseguir respirar.

A prova de que muitos destes criadores usam apenas os animais para obter lucro é que muitos mandam abatê-los quando os animais dão testes positivos a certas doenças – por exemplo, os gatos que têm F.I.V. (Feline Immunodeficiency Virus) podem ter uma vida longa e saudável desde que com mais cuidado em relação a infecções, e o F.I.V. só se transmite de gato para gato através da mordedura; mas muitos criadores preferem mandar abater gatos adultos e de boa saúde cujo teste da F.I.V. seja positivo, apenas pelo facto de que há um risco mínimo de contágio e gatinhos com testes de F.I.V. negativos podem ser vendidos mais caro!
Qualquer dono que goste do seu animal não o manda abater por causa de uma doença latente que não se esteja a manifestar ou a causar desconforto.

As exposições também são um martírio para os animais. Muitas exposições são realizadas em pavilhões desportivos, que no Verão aquecem insuportavelmente. Os animais, como têm pêlo, ficam desesperados com o calor e abrem a boca, tentando transpirar o mais possível pela língua para arrefecerem a temperatura corporal.
Ainda por cima estão presos em jaulas durante dias seguidos e não podem mexer-se à vontade.
Alguns criadores trazem os seus animais de longe, em viagens de carro pelo calor do Verão ou frio do Inverno durante horas, o que os deixa num estado aterrorizado.

Assim, apesar de disfarçada, esta também é uma forma cruel de exploração dos animais para lucro ou prazer do ser humano sem ter em atenção a sua capacidade de sentir e sofrer, contra a qual devemos lutar.
A perfeição e beleza quando não naturais escondem muitas vezes algo de terrível.

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-311-Animais-de-Luxo.html

Inserido em: 2004.08.09 Última actualização: 1999.11.29

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Pessoas > Artigos por Autor > Rita Varela
Defesa Animal > Exploração animal
Defesa Animal > Animais Domésticos



Comentários



tudo no mesmo saco

Acho que o(s) autor(es) desta informação é(são) demasiadamente generalistas, e extremamente fundamentalistas. Tudo é feito pelo lucro e com intuito de causar o máximo sofrimento. Por favor senhores...
(Por: TC)

[Por: @ 2008.08.13 - 16:32 | Responder | Imprimir ]