Lara, menina vegana. Lara, menina vegana.

Entrevista a Irene Franco, mãe de uma criança vegana

Irene Franco é vegana e mãe de Lara Franco Neves, uma menina com 2 anos e 10 meses de idade (em Dezembro de 2005). Irene era ovo-lacto-vegetariano quando engravidou de Lara e manteve esse regime durante os primeiros meses de vida da filha. Ao descobrir a origem dos ovos e do leite tornou-se vegana, juntamente com o seu marido, e adoptou o mesmo regime alimentar para a sua filha.


HÁBITOS DA MÃE DURANTE A GRAVIDEZ

1- Durante a gravidez que tipo de alimentação fizeste?
Irene: Ovo-lacto-vegetariana.

2- Houve alguma alteração em relação ao que costumas comer normalmente?
Irene: Não houve alteração em relação ao regime ovo-lacto-vegetariano que seguia na altura.

3- Tomaste algum tipo de suplementos (como por exemplo B12)?
Irene: Sim, os que tomam todas as grávidas: ácido fólico desde o início e ferro a partir dos 6 meses, mas de marcas para veganos.

4- Tiveste alguns cuidados especiais de saúde durante esse período?
Irene: Sim. Aboli o álcool e o café. Continuei com o Yoga e fiz hidroginástica.

5- Estiveste doente ou tiveste problemas de enjoo matinal ou de outro tipo?
Irene: Nunca estive doente, mas enjoei bastante nos primeiros dois meses. Depois fiquei óptima.

6- Foste a algum médico?
Irene: Sim, às consultas de rotina das grávidas.

7- Tomaste algum medicamento? Que tipo e para quê?
Irene: Não. Não necessitei.

8- Informaste-te em algum lado sobre que cuidados extras ou alterações de dieta deverias ter? Onde?
Irene: Provavelmente sim, mas não me recordo onde.


ALIMENTAÇÃO DO BEBÉ

1- A criança sempre seguiu uma alimentação vegana?
Irene: Não. Seguiu sempre o regime dos pais. Primeiro ovo-lacto-vegetariano e depois vegano.

2- Quais os maiores obstáculos que encontraste ao teres optado por uma alimentação vegana para a tua filha?
Irene: Comer em restaurantes e em eventos sociais, mas hoje já é fácil.

3- Deste só o teu leite ao bebé, ou de algum outro tipo? Qual? Normal ou havia específico para bebés?
Irene: Amamentei o máximo que consegui, que foi até aos 8 meses. Num curto período bebeu leite de crescimento de vaca alternado com “leite” de crescimento de soja e depois bebida de aveia, arroz e amêndoa.

4- Com que idade começou a comer outro tipo de comida? Que género de coisas? Como foi feita a transição?
Irene: Começou a diversificação alimentar aos 6 meses, quando demonstrou interesse por sólidos. Começou pelas sopas de legumes, papas de cereais e purés de fruta. Fui introduzindo os alimentos de forma progressiva (primeiro apenas uma refeição “sólida” por dia, depois duas…). Procurei sempre providenciar à Lara uma alimentação o mais diversificada possível.

5- Houve alguma oposição por parte da família ou dos médicos pelo facto de dares uma alimentação vegana à criança? Quais as reacções e como lidaste com isso?
Irene: Sim, a pediatra que a seguia na altura inicialmente disse que era impensável mas quando sentiu os pais tão seguros e informados e vendo o excelente desenvolvimento psico-motor da Lara nunca mais disse nada. Acho que ela própria aprendeu qualquer coisa. Com a família o processo foi idêntico. A saúde da Lara fala por si.


PRODUTOS VEGANOS E SAÚDE
1- Foi difícil encontrar produtos para bébé/crianças veganas (fraldas, leite, papas, pomadas, champô, etc)?
Irene: Não, o pior são os preços…

2- A tua filha tomou as vacinas? Qual foi a solução que encontraste em relação a este assunto, por vezes tão polémico e controverso?
Irene: Sim, tomou. Hoje teria feito diferente mas na altura não dispunha de informação que me permitisse estar segura em relação à decisão de não dar vacinas.

3- A criança já esteve doente? Com o quê? Como o curaste?
Irene: Até agora só teve duas constipações com alguma febre. Curou-se com repouso, banhos de água tépida, alimentação sem proteínas e à base de sumos. Utilizámos medicação homeopática (já com uma nova médica).

4- Que tipo de medicamentos geralmente a criança toma: naturais ou químicos? Porquê?
Irene: Em geral não toma nenhum medicamento.

5- Em relação à vitamina B12 tens alguma atenção especial? Qual/quais?
Irene: Sim. Toma B12 em forma sublingual (vegana) e incluímos em alguns pratos flocos de levedura [de cerveja] enriquecida com B12.

6- Em relação a outros nutrientes há mais algum que te preocupe em particular? Porquê e que soluções encontras?
Irene: Não. Desde que mantenha uma alimentação variada e equilibrada (à base de cereais, legumes, nozes, leguminosas, frutos e soja em quantidade moderada) terá os nutrientes de que necessita.


A CRIANÇA NA SOCIEDADE

1- Os pais falam à criança sobre os princípios éticos do veganismo? Como? Como vê a criança a forma como outras pessoas se alimentam ou a sua relação em geral com os animais?
Irene: Sim. Estimulamos o respeito pelos animais e pela natureza e uma responsabilidade ecológica. Dizemos-lhe que gostamos dos animais vivos e em liberdade, pois presos ficam tristes. Apontamos a importância da reciclagem, de poupar água…. A Lara já reparou que os avós comem carne e peixe e nós não. Tentamos transmitir-lhe que há pessoas que comem animais e outras não mas sem fazer julgamentos.

2- Na escola, que dificuldades a criança encontrou na relação com colegas e professores?
Irene: Não se aplica. A Lara está numa escola onde a alimentação base é ovo-lacto-vegetariana mas pode ser vegana para as crianças que não comam ovos ou lacticínios.

3- Como fazes quando a tua filha é convidado para festas, por exemplo aniversários de outras crianças, onde praticamente toda a comida não é vegana?
Irene: Dada a sua idade ainda não aconteceu mas nessa ocasião especial, para que não se sinta tão diferente dos outros, poderá comer alimentos que tenham algum ingrediente de origem animal, mas carne e peixe não.

4- A criança alguma vez tentou rejeitar o veganismo? Porquê?
Irene: Não, nunca aconteceu.

5- A criança alguma vez pediu algo, por influência da publicidade, da televisão, das outras crianças, que seja contra a filosofia do veganismo (por exemplo: gelado de leite, comer hamburguer no MacDonnalds, produto que é testado em animais, etc.)? Como reagiste e solucionaste esse(s) pedido(s)?
Irene: Sim. Uma vez viu uma criança a comer um gelado e também quis. Oferecemos-lhe uma alternativa vegana e ela ficou satisfeita.

6- Consideras a tua filha é uma criança saudável e bem integrada no meio que o envolve? O veganismo dificultou ou favoreceu isso de alguma forma?
Irene: Sim, é uma criança muito saudável e bem integrada. Acho que o veganismo contribuiu positivamente para a sua saúde, mas prevejo que lhe venha a colocar algumas dificuldades a nível social.

7- Consideras que a tua filha, por ser vegana, é uma criança diferente daquela que seria se fosse omnívora? Em que aspectos e porquê?
Irene: Sim. Estou convicta de que goza de uma melhor saúde e que irá crescer mais consciente da sua responsabilidade em relação a todo o meio envolvente.

8- Que sugestões e conselhos darias a pais ou futuros pais veganos?
Irene: - Que procurem encontrar um equilíbrio entre os seus princípios éticos e a necessidade de integração social da criança. - Agir com coerência mas não com inflexibilidade.

- Ajudá-la a desenvolver a auto-confiança para que crie uma estrutura interna capaz de contornar eventuais dificuldades de integração.

- Não lhe incutir sentimentos de superioridade moral e/ou desprezo por outras formas de estar na vida, ainda que muito diferentes das nossas – Estimulá-la a agir com base no amor.


O Centro Vegetariano agradece a amabilidade de Irene Franco que gentilmente nos concedeu esta entrevista.

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-364-Entrevista-a-Irene-Franco--m-e-de-uma-crian-a-vegana.html

Inserido em: 2005.12.03 Última actualização: 2007.05.26

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Saúde > Saúde infantil
Alimentação > Alimentação Infantil
Saúde > Saúde da Mulher > Gravidez e Maternidade
Pessoas > Artigos por Autor > Cristina Rodrigues
Pessoas > Entrevistas



Comentários



Mãe vegetariana

Bom dia!
Estou gravida de 8 meses e sou vegetariana ha 11 anos. Nao ingiro leite nem grande parte de derivados do leite, os restantes derivados animais voltei a introduzir na minha dieta desde que engravidei, porque estava a ser dificil manter uma alimentação.
Sendo que sou a única pessoa na família e circulo de amigos/profissional que é vegetariana (o pai da criança tambem nao é) esta a ser dificil escolher os caminhos a tomar e tenho procurado informar-me mas é ainda dificil.
De qualquer forma fiquei muito contente ao deparar-me com estes testemunhos. Gostava de conhecer alguém com as mesmas opções e situação que eu para perceber melhor como proceder.
Alguém tem conhecimento de médicos na zona de Lisboa/linha de Cascais/Margem Sul que possa acompanhar uma alimentação vegetariana principalmente a um bebe/criança?
Obrigada a quem conseguir distender algum tempo para me ajudar :)
Dia feliz!

(Por: Marta)

[Por: @ 2014.07.02 - 06:46 | Responder | Imprimir ]


criança vegetariana transição para o vegan

olá por favor se puderem me dar uma dica ,minha filha está com 3 anos agora e temos uma alimentação vegetariana faz tempo,minha filha desde que nasceu,mas estou querendo adotar a alimentação vegana ,minha filha gosta muito de leite na mamadeira,e gostaria de saber qual seria a melhor opção para o leite vegetal para a idade dela que mais supriria sua necessidade de cálcio ,me disseram ser a veia ,mas depois entraram em controvérsia dizendo que a aveia rouba calcio e ,para uma criança que consome muitas folhas e grão seria ruim no fato de ser muito rico em fibras e assim o calcio também sendo eliminado...qual a melhor opção e sabem me dizer a quantidade que posso dar desse mesmo,pois pretendo trocar por um só para a adaptação como se fosse o "LEITE" na mamadeira para que ela acostume com a ideia...e quanto essa quantidade apropriada fornece de calcio e quais outros nutrientes ,medicos e nutricionistas que procurei sempre me desencorajam e não sabem responder mesmo os adeptos ao vegetarianismo e vegan ... ahhh o leite de soja ela não toma ,de jeito nenhum ... e li na entrevista sobre fraldas ,remedios e pomadas veganas como saber se é ou não??? sou leiga quanto a isso!!!aonde encontro??? obrigadooo
(Por: simone sicchieri)

[Por: @ 2013.06.26 - 12:47 | Responder | Imprimir ]

Re: criança vegetariana transição para o vegan

O ideal é fazer uma alimentação variada. Pode dar bebidas vegetais variadas, desde leite de aveia, arroz, quinoa, amêndoa. Sobretudo a quinoa e a amêndoa são boas fontes de cálcio. Mas encontra o cálcio em muitos outros alimentos como vegetais verdes, algas, fruta seca, frutos secos.
Se a criança fizer uma alimentação variada, o único nutriente que deve preocupar-se é a vitamina B12. É aconselhável tomar regularmente um suplemento de B12.

Quanto a produtos veganos o ideal é escolher marcas veganas ou lojas que vendam esse tipo de produtos. Existem já muitas gamas de produtos de higiene vegana para crianças.

[Por: cris @ 2013.06.29 - 17:52 | Responder | Imprimir ]



Alimentação vegetariana/vegan para crianças

Seria muito interessante ao fim de três anos voltar a entrevistar esta mãe vegan acerca da sua filha, para aferir que evoluções a nível de saúde ocorreram, bem como o enquadramento na sociedade.
(Por: MAria Constantino)

[Por: @ 2008.09.12 - 11:39 | Responder | Imprimir ]


Aplausos pela vivência e pela sua divulgação

Como psicóloga e apoiante do vegetarianismo e veganismo, acho fantástico divulgarem e partilharem as vossas vivências. Dá sempre um apoio enorme a quem vive estas angústias e a constante luta contra uma sociedade que insiste em nos rebater para um canto por sermos "diferentes" enquanto que ao mesmo tempo apregoa não ser uma sociedade de exclusão.
Os anos que consegui manter-me exclusivamente vegetariana foram alguns dos quais estive mais saudável em termos físicos e psíquicos.
Obrigada por partilhar as suas experiências.

Agradeço também a divulgação dos nomes destas escolas. Se algum representante das escolas mencionadas neste artigo ler este comentário, penso que a divulgação via net das actividades realizadas é capaz de ser muito interessante para os leitores e outros interessados.
Bem-hajam!
(Por: Flávia Campos)

[Por: @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]

Re: Aplausos pela vivência e pela sua divulgação

olá!
alguém sabe se há escolas do género no Porto ou noutros locais do país?

obrigada
(Por: Diana)

[Por: @ 2008.04.28 - 12:07 | Responder | Imprimir ]

Re: Aplausos pela vivência e pela sua divulgação

Aqui ficam alguns Contactos de escolas no Norte e outras zonas do país onde é possível ter alimentação vegetariana:

* Centro Infantil O Tocas Lda
R Miguel Sousa Guedes 25
4150-491 PORTO
Tel: 226 170 029
http://www.otocas.com

* Casa do Cuco
Estrada Interior Circunvalação 10477
4250-151 PORTO
tel: 228 314 153
http://www.casadocuco.com

* Os Bambozinos –
ensino pré-escolar e 1ºciclo
Rua Francos, 554
4250 Porto
tel: 228302245

* Infância Viva-Associação Jardim de Infância
Internacional Segundo a Pedagogia de R Steiner
Lagos - Barão de São João
Monte Judeu-Brº S.João
8600-020 BARÃO DE SÃO JOÃO
tel: 282 761 786

* Quinta Artosas
Apartado 72
7050 MONTEMOR O NOVO
tel 266890548

* Jardim do Monte
Quinta S. João dos Montes
2600 Alhandra
Tel. 219512092

[Por: cris @ 2008.04.28 - 12:19 | Responder | Imprimir ]




Resposta a Carla Martins

Bom dia Carla,

À semelhança do que disse à Simone se quiseres contactar podes fazê-lo através do endereço seven_but_true@hotmail.com. Terei muito gosto em ajudar no que estiver ao meu alcance.

Tudo de bom!

(Por: eagleatmoonlight)

[Por: @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]


Alimentação vegan infantil

Dou os parabens a estes corajosos pais pois na nossa sociedade é muito difícil "impor" determinados valores...
Também sou mãe de uma, fantástica,criança de 2 anos e nove meses...gostaria de fazer a transição na alimentação dele para a alimentação vegetariana mas tenho alguma necessidade de conhecimentos que me permitam fazê-lo com alguma tranquilidade e segurança... principalmente porque ele tem alergia a imensos alimentos que são importantes no regime vegetariano...se alguém me puder dar alguma ajuda... Desde já muito obrigado.
(Por: Carla Martins)

[Por: @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]

Re: Alimentação vegan infantil

Gostaria também de relatar a minha experiência esperando que sirva para ajudar alguém. Sou vegetariana e mãe de duas crianças gémeas e não pude colocar os meus filhos numa dessas escolas fantásticas vegetarianas por questões financeiras uma vez que eram duas crianças ao mesmo tempo e eu fiquei desempregada depois da licença de maternidade. Fiquei muito angustiada e posso mesmo dizer que chorei muito ao colocar os meus filhos numa escola "convencional" nos primeiros tempos tentei adaptar-me á situação de os meus filhos comerem comida diferente ao almoço e vegetariana ao jantar mas simplesmente não consegui tolerar a situação. Por sorte eles mudaram de educadora e esta segunda era muito mais acessível e criei uma forte empatia com ela pelo que comecei a levar almoço de casa para os meus filhos. Com o tempo a ideia deixou de ser absurda porque noutros países é o mais normal as crianças levaram o packlunch ou a lunchbox e se essas mães conseguem eu também ia conseguir. Os meus filhos não se sentem diferentes porque a educadora trabalhou a questão muito bem com eles e por sorte este ano entrou mais uma criança vegetariana para a creche (mas não está na mesma sala). Claro que tenho muito receio da altura em que os meus filhos crecham e a pressão dos pares os levem a questionar os motivos pelos quais eles comem comida diferente dos outros meninos. Alguém com experiência neste campo?
(Por: )

[Por: @ 2007.09.06 - 13:25 | Responder | Imprimir ]

Re: Alimentação vegan infantil

Boa tarde a todas as mamãs vegetarianas,

Venho por este meio divulgar o recém projeto criado pelo meu companheiro, o capitão vegetal, um projeto de entrega de comida vegetariana ao domicílio (ao almoço). Lembrei-me de o divulgar aqui porque como sou leitora do centro vegetariano, sei que uma das grandes dificuldades das mamãs/papás de crianças vegetarianas é a comida na escolinha. E precisamente hoje, tivemos uma cliente que queria experimentar a nossa comidinha, pois se gostasse, a ideia dela era pedir para entregarmos na escolinha dos filhos :) pode ser uma boa alternativa :) se quiserem saber mais informações podem aceder ao site http://www.capitaovegetal.com/

um dia feliz
Mafalda Guedes
(Por: mafalda)

[Por: @ 2012.09.13 - 13:48 | Responder | Imprimir ]




Para a Simone

Olá Simone!

Sou o companheiro da Irene e pai da Lara. Bem-vinda ao mundo maravilhoso do vegetarianismo!

Alguma informação que necessites, não hesites em contactar (seven_but_true@hotmail.com).

Tudo de bom!

[Por: 0 @ 2005.10.10 - 24:00 | Responder | Imprimir ]


Anteriores <<