Páscoa: época de paz para com o borrego

Usualmente na época pascal os portugueses consomem borrego (carneiro jovem). Este artigo apresenta algumas razões para preferires uma Páscoa mais pacífica para com este animal.
As ovelhas são muito sociáveis, meigas, emocionalmente complexas e bastante inteligentes, tendo personalidades individuais, o que desmente a “mentalidade de rebanho” ou “carneirismo”.
Gostam de brincar tal como um cão bebé, abanando a cauda quando lhes fazem festas e dando turras. Têm uma excelente visão, são muito velozes e apreciam bastante brincadeiras com saltos. Tal como os cães, caso sejam habituadas com humanos e forem chamadas pelo nome, é pelo nome que respondem.
Especialistas em comportamento e cognição animal descobriram que estes animais conseguem reconhecer outros a partir dos seus perfis, depois de terem aprendido a reconhecer esses mesmos animais olhando-os de frente.
Vários estudos recentes apresentam‑nos as semelhanças entre humanos e ovelhas:

- Keith Kendrick, um professor de Física do Gresham College em Londres, descobriu que as ovelhas conseguem distinguir diferentes expressões nos humanos e que detectam alterações de ansiedade nos rostos de outras ovelhas. Também nesta pesquisa, concluiu que as ovelhas são capazes de se lembrarem de pelo menos 50 rostos de outras mantendo a memória destas durante pelo menos 2 anos.
- O professor John Webster, da Universidade de Bristol, descobriu que, como os humanos, as ovelhas exprimem emoções de forma visível; assim, quando expostos a tensão ou isolamento, estes animais demonstram sinais de depressão similares aos dos humanos, deixando pender a cabeça e não praticando acções positivas.
- Como nós, as ovelhas sentem medo quando são separadas dos seus grupos sociais ou abordadas por estranhos; por isso não é de estranhar que se lhes tenha registado um aumento de 20 batimentos cardíacos por minuto quando não conseguem ver nenhum membro do seu rebanho e de 84 batimentos por minuto quando abordadas por um humano ou cão.

Devemos ainda tomar em consideração que as ovelhas e os cordeiros podem ser transportados por distâncias enormes, o que lhes causa uma grande tensão. Estes animais são habitualmente mortos pendurados pelas pernas traseiras e degolados. Passam por um sofrimento profundamente intenso durante o processo, ainda conscientes ou quando despertam do atordoamento enquanto estão a ser degolados.
Além de serem usados para a alimentação, estes animais são ainda cruelmente explorados pelo seu pêlo e pele, factos que também se devem tomar em consideração quando se compra vestuário.
A partir desta Páscoa, deixa‑te seduzir e seduz os teus familiares e amigos com os requintados paladares da cozinha vegetariana e pensa só no borrego quando puderes fazer algo para lhe melhorares as condições de vida (campanhas, protestos pacíficos, etc.).


Referências:
http://www.savethesheep.com
http://www.animaisexcepcionais.org

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-430-P-scoa---poca-de-paz-para-com-o-borrego.html

Inserido em: 2007.03.31 Última actualização: 2007.03.31

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Alimentação > Alimentação Omnívora
Defesa Animal > Exploração animal
Pessoas > Artigos por Autor > Ana Soares



Comentários



ovelha/eu

É VERDADE. CONCORDO PLENAMENTE. EU RECONHEÇO-ME NESTA REALIDADE DE VIDA QUE NESTE CASO É, A DA OVELHA. PODERIA SER, 1 CÃO, 1 GATO,1 GALINHA,1 PEIXE,ENFIM...,TÊM VIDA E,CONSEQUENTEMENTE DÔRES E SENTIMENTOS, TAL COMO "EU". PODERIA EVENTUALMENTE,SER 1 TOURO E,AO FALARMOS DESTE "BICHO", É BOM NÃO ESQUECER TAMBÉM,SEU SOFRIMENTO;PARA MIM("EU")AS SUAS TORTURAS,AS MAIS VISÍVEIS A OLHO NU.
(Por: Carmo Caeiro)

[Por: @ 2011.04.20 - 10:21 | Responder | Imprimir ]