Guia de sobrevivência para vegetarianos – o dilema do centro comercial e do hipermercado

Apesar de o vegetarianismo já existir há muito tempo entre nós, ainda hoje, por vezes, se verifica alguma dificuldade em encontrar produtos e refeições fora dos locais especializados neste tipo de alimentação. Por vezes a deslocação a estes locais torna-se inviável, seja por condicionantes de tempo, condicionantes económicas, ou simplesmente porque um grupo de amigos decidiu comer num local pouco amigo dos vegetarianos.
Por todos estes motivos, este pequeno guia tem como objectivo fornecer as ferramentas que dêem ao vegetariano a possibilidade de se desenvencilhar facilmente em alguns locais, bem como evitar que alguns aspirantes a este regime alimentar pensem que é complicado seguir este tipo de alimentação por não ser fácil arranjar refeições e produtos adequados no dia-a-dia.

 

As catedrais do consumo - centros comerciais

Teremos que começar obviamente pelos famosos centros comerciais, as catedrais do consumo às quais, por vezes, é difícil escapar. Ao contrário do que se possa pensar, torna-se extremamente fácil fazer uma refeição vegetariana nestes locais. Uma primeira abordagem aos inúmeros restaurantes de um local destes revela a quase inexistência de alternativas viáveis mas elas existem, e são normalmente bem saborosas. Seguem-se vários exemplos, que demonstram como é possível encontrar alternativas que viabilizem uma refeição nestes locais:

- Pans and Company, Companhia das Sandes, etc - dispõe de saladas, e para além disso poderemos pedir para retirar ingredientes que façam parte de qualquer sanduiche original, como por exemplo pedindo uma sanduiche americana sem fiambre no Pans and Company (que passará assim a ser uma sanduiche de queijo, alface, tomate, ovo cozido e molho americano).

- Casa das Sopas, Companhia das Sopas, etc – apresentam sempre duas ou três sopas de legumes. Nestes locais é ainda possível pedir salada de fruta, algumas saladas vegetarianas ou quiches de vegetais.

- Restaurante israelita - estes restaurantes, que existem em quase todos os centros comerciais, possuem uma grande variedade de produtos vegetarianos, especialmente se optarem por comer nas mesas do espaço interior do restaurante, onde a ementa é mais variada. Neste espaço podemos comer Pita Falafel (pão pita com bolinhas fritas de grão e especiarias, alface e cenoura) bem como imensos tipos de pratos sem carne e peixe.

- Burguer King - dispõe de um hambúrguer vegetariano chamado beanburguer, feito à base de feijão e legumes. O hambúrguer em si é vegano, mas a sandes traz queijo, que se poderá pedir para não incluir.

- Go Natural – Presente sobretudo nos centros comerciais da zona de Lisboa e Porto, baseia-se no conceito de alimentação natural, por isso muitos dos pratos que apresenta são vegetarianos.

- Pasta Café, Pizza Hut e outros restaurantes italianos - Por regra estes espaços têm sempre, além das pizas que poderão ser vegetarianas, lasanhas ou outros tipos de massa sem carne e peixe. - Restaurantes indianos - a culinária indiana sempre possuiu um número variadíssimo de pratos vegetarianos, e os seus representantes em Portugal não são excepção. Como tal, nestes espaços existem variadíssimas alternativas. -

Restaurantes chineses - Como decerto já sabem, os restaurantes chineses possuem diversas alternativas. O chao-min (massa) com legumes e o chop-suey de legumes são incontornáveis, e muitos já dispõem de pratos diversos de tofu. Alguns chineses permitem inclusive pedir os famosos crepes e arroz chau chau sem carne.

- Restaurantes típicos portugueses - alguns destes restaurantes vão oferecendo alternativas vegetarianas, especialmente após várias "sugestões/reclamações" por parte de vegetarianos que frequentem estes espaços. Seja como for, aqui a omolete é sempre uma opção disponível!

- Restaurantes brasileiros "ao peso" - cada vez mais presentes nos nossos centros comerciais, dispõem de grande variedade de saladas e, por vezes, alguns pratos vegetarianos.

- Restaurantes mexicanos (exemplo: Cantina Mariacchi) - também dispõe de pelo menos um prato vegetariano, como por exemplo o burrito vegetariano, enchilada de queijos ou molotes.

- Outros - restaurantes aparte, em qualquer centro comercial existe quase sempre uma loja "natural" como o Celeiro ou a Terra Pura, onde podemos adquirir refeições já preparadas, que são aquecidas no momento, e que poderemos comer no espaço comum de refeição do shopping.

 

Os exemplos anteriormente enunciados não pretendem representar todas as alternativas existentes, mas sim demonstrar que se procurarmos conseguimos encontrar refeições vegetarianas em locais que julgávamos improváveis. Para além disso, esta procura pode obviamente aplicar-se ao mesmo tipo de restaurantes existentes fora dos espaços comerciais. Os princípios são os mesmos, e após uma observação atenta verificamos que há quase sempre alternativa para os "esquisitos" como por vezes somos apelidados (umas vezes carinhosamente, outras nem por isso!).
Não nos devemos esquecer ainda que por vezes "quem tem boca vai a Roma", e mesmo quando vemos que não existe nada no menu para nós, uma conversa educada com o empregado, ou mesmo com o próprio cozinheiro, levará a refeição a bom porto. Por vezes bastará sugerir uma refeição de confecção simples, que contenha ingredientes presentes na cozinha, e ela será feita de bom grado. Quando tal não acontecer, teremos sempre a opção de abandonar educadamente o local, em sinal de crítica silenciosa.

 

A ida ao hipermercado:

Passemos agora a outra situação comum que é a da ida ao supermercado... Infelizmente nem sempre a nossa bolsa permite a aquisição de produtos vegetarianos em lojas especializadas, especialmente pelo seu preço, mas também porque podem não existir perto da nossa residência.
Felizmente, se há uns anos era quase impossível encontrar produtos vegetarianos num hipermercado, hoje em dia já são inúmeros os produtos existentes. A título indicativo, seguem-se alguns produtos que podem encontrar nestes espaços:

- Tofu e seitan - os hipermercados começam a ter espaços de alimentos biológicos onde normalmente se pode encontrar tofu e seitan em frasco. Alguns locais disponibilizam também tofu e seitan fresco.

- Salsichas vegetarianas, bifes de tofu e seitan, e outros - Podemos em muitas ocasiões encontrar produtos que anteriormente apenas eram vendidos em lojas da especialidade, como salsichas vegetarianas, bifes já confeccionados de tofu ou seitan, entre outros.

- Produtos congelados - podemos hoje em dia encontrar vários tipos de lasanha vegetariana, pizzas, rissóis de legumes, massas vegetarianas já confeccionadas, medalhões de legumes, delícias de legumes, crepes chineses, chamuças de vegetais, hambúrguers de legumes, e muitos outros produtos, que vão surgindo a pouco e pouco.

- Alimentos pré-preparados não congelados - para além das famosas massas chinesas de pacote e outras massas já confeccionadas, podemos encontrar kits de burritos e fajitas mexicanas, aos quais só falta acrescentar feijão ou carne (a qual não vamos obviamente adicionar!). Também é fácil encontrar uns kits com couscous e mistura de legumes já confeccionada.

Como se pode verificar, através destes exemplos, o segredo está em procurar para além do óbvio. É verdade que o nosso país ainda tem muito que evoluir em termos de consciencialização para com o número crescente de pessoas que são ou querem ser vegetarianas em Portugal. No entanto, enquanto tal não acontece, é inegável que existe quase sempre um modo de nos mantermos fiéis aos nosso princípios e/ou opções, em locais que à primeira vista parecem não disponibilizar produtos adequados ao que pretendemos.

Tal como se disse no início, esperamos que este guia seja útil, e contamos com o vosso feedback em relação a outras sugestões de refeições/locais/produtos, que devem ser acrescentados a este guia.

Nota: As sugestões apresentadas contemplam alimentos que podem conter produtos derivados do leite ou ovos. Como tal, para os vegetarianos estritos ou veganos, muitas destas opções poderão não ser válidas e aconselha-se a perguntar ou ler qual a lista de ingredientes.



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-431-Guia-de-sobreviv-ncia-para-vegetarianos---o-dilema-do-centro-comercial-e-do-hipermercado.html

Inserido em: 2007.04.14 Última actualização: 2009.06.22

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Pessoas > Artigos por Autor > José Ramos
Aos iniciados... > Transição
Alimentação > Alimentação Vegetariana



Comentários



Comida Vegetariana

Quero agradecer a informação, que é de todo muito útil. De facto muitas vezes olhamos a nossa volta e parece que a comida saudável está-se a esconder...mas na realidade precisamos é olhar com mais atenção. Quanto ao Beanburguer do Burguer King, já o conheço há muitos anos e é bastante saboroso. Obrigada. Rejane Costa
(Por: Rejane Costa)

[Por: @ 2011.01.04 - 14:31 | Responder | Imprimir ]


Guia de sobrevivência para vegetarianos – burguer king

Adorei esta informação, é muito útil. Por exemplo o Burguer king desconhecia o hambúrguer vegetariano, tenho que experimentar um dia (quando todos quiserem ir comer macs e afins)

[Por: Lukara @ 2010.05.19 - 13:24 | Responder | Imprimir ]


Guia de sobrevivência para vegetarianos – o dilema do centro comercial e do hipermercado

Concordo plenamente com a Ana. No meu caso,sempre que há almoços de família, a ementa tem por base, normalmente carne. O que acontece é que acabamos por levar o nosso menu vegetariano e acabam todos por provar e até gostam muito.
Temos que saber ser normais e encarar as nossas opções com naturalidade, não sendo nós próprios a autoexcluirmo-nos.
(Por: smarques)

[Por: @ 2007.04.18 - 15:37 | Responder | Imprimir ]

dilema de uma mãe

eu sou mãe de uma vegetariana. Ainda não consegui chegar lá... mas respeito a opção da minha filha e vivo \"caçando\" meios de tornar fácil para ela o hábito da alimentação sem carne. Agradeço o que li no seu e-mail. se você achar possivel, gostaria de receber sugestões de receitas que você já testou para eu por em prática na refeição dela. Ela come ovos e queijos. Apenas aboliu a carne de qualquer tipo. Ela é veterinária, dai você pode perceber porque, não é?!!!
Grata
Mara
(Por: Mara Piateli)

[Por: @ 2010.05.18 - 14:38 | Responder | Imprimir ]


Re: Guia de sobrevivência para vegetarianos – o dilema do centro comercial e do hipermercado

> Concordo plenamente com a Ana. No meu caso,sempre que há almoços de
> família, a ementa tem por base, normalmente carne. O que acontece é que
> acabamos por levar o nosso menu vegetariano e acabam todos por provar e até
> gostam muito.
> Temos que saber ser normais e encarar as nossas opções com naturalidade,
> não sendo nós próprios a autoexcluirmo-nos.
> (Por: smarques)
Acabou de acontecer exactamente isto. Fui almoçar com o marido no Restaurante Puro Acaso, que serve refeições vegetarianas e não vegetarianas, e ele andava a torcer o nariz à minha comida. Dei-lhe a experimentar umas trouxinhas de tofu com legumes e ele adorou.
(Por: Rejane Costa)

[Por: @ 2011.01.04 - 14:33 | Responder | Imprimir ]



Guia de sobrevivência para vegetarianos – o dilema do centro comercial e do hipermercado

A verdade é que é sempre possível comer em todo o lado. E o que me parece fundamental é não nos isolarmos na nossa concha, pelas nossas amizadas, é claro, e porque assim vamos "conquistando" adeptos ao vegetarianismo.

Já fui a jantares onde era obrigatoriamente bitoque para todos. Eu simplesmente pedi para me trazerem o meu sem o bife. Não é uma refeição muito completa, mas um dia não são dias.

Hoje tive num almoço com cerca de 250 pessoas onde o menu era sopa de marisco e arroz de marisco. Como não queria faltar levei um termo com sopa de legumes e canellonis vegetarianos. Muitos quiseram experimentar, hão-de experimentar fazer em casa deles.

O importante é sabermo-nos adaptar.
(Por: Ana Monteiro)

[Por: @ 2007.04.15 - 16:04 | Responder | Imprimir ]