Visita à Casa da Horta

Em plena zona histórica do Porto, reconhecida pela UNESCO como património da humanidade, só pela viagem já vale a pena irmos até à Casa da Horta. Pertinho da Ribeira - Rio Douro, portanto - a escassos metros da magnífica Igreja de São Francisco e do conceituado Palácio da Bolsa, a Casa da Horta é um verdadeiro cantinho de surpresas, um refúgio do alvoroço da vida urbana.

Ao chegar lá, somos transportados para um mundo e uma época ao mesmo tempo distantes e actuais, em que se junta o rústico e o urbano, conceitos que felizmente já são cada vez mais procurados, como o vegetarianismo, a reciclagem e as trocas de artigos. Assim, desengane-se quem lá vai à procura de um “mero” restaurante vegetariano, porque este espaço é muitíssimo mais do que isso.
Para começar, temos a loja de artigos vegetarianos, biológicos, artigos reciclados, livros, logo à entrada, como a convidar-nos para entrarmos de espírito aberto a tudo o que nos rodeia. A casa é antiga, daquelas que já não se constroem hoje em dia, de pedra, robusta.

E vamos seguindo pelo corredor fora, até chegar propriamente ao restaurante. Aí descemos as escadas, tiramos os casacos e sentamo-nos. Começamos, finalmente, a olhar bem à nossa volta... os candeeiros são feitos com materiais reciclados, de rolhas de garrafas e caricas, de uma originalidade fantástica. O mesmo das flores que compõem cada mesa - flores feitas de tampas de plástico, em garrafas daquelas de bebidas oferecidas nos mini-bares dos hotéis, e com especiarias dentro para segurar a flor. Aliás, a maior parte das coisas que existem na Casa da Horta é usada ou reciclada, desde os móveis às máquinas ou loiças, mostrando que, afinal, a reciclagem é muito mais abrangente do que muita gente tem ideia e que tudo tem uso, basta usar a imaginação.
Pois, como eu dizia, a imaginação aqui não faltou! E, para quem gosta de passar o tempo a brincar (porque não?) e a conversar, este também é o sítio ideal – há jogos de mesa, daqueles que nos transportam para a nossa infância e nos fazem recordar a nossa criança interior. Lembram-se do cubo mágico? Enquanto esperamos pela comida, temos sempre entretenimento!

Para além do restaurante, a Casa da Horta oferece-nos outras actividades de lazer e bem estar, nas quais se inclui workshops, encontros, cursos ou filmes/documentários. De mencionar que a Casa da Horta é uma associação cultural e, portanto, se é a primeira vez que lá vamos, somos convidados a ser sócios. A quota é aquilo que quisermos dar.

Aqui também podemos encontrar um ponto de bookcrossing, uma comunidade virtual de troca de livros, onde poderemos ir buscar ou deixar livros que queremos partilhar com os outros, numa filosofia que nada tem a ver com o consumismo desenfreado que a sociedade vive hoje em dia, muito pelo contrário - aqui a preocupação é precisamente o equilíbrio, onde o ser humano vive em harmonia com o que o rodeia – ambiente, outros seres humanos ou animais.

Ah! Mas claro que a comida é de ser mencionada! Das vezes que já lá fui, experimentei pratos como soja à brás, peixinhos da horta, falafel, pizza, além das sobremesas, como o bolo de chocolate, de alfarroba, de maçã ou das tostinhas servidas como entrada, barradas com levedura de cerveja, ou, claro, o pão de alho.
E depois há dias especiais em que se faz um tipo de comida diferente, como é o caso das sextas-feiras, o dia da Francesinha (vegetariana) ao jantar, ou outros dias, como o Sábado, em que se “viaja” até um sítio onde a comida é sempre deliciosa, adaptando os pratos à cozinha vegetariana. Tenho, ainda, a dizer, que na Casa da Horta não passamos fome, ao contrário do que muita gente possa pensar quando se fala em “Vegetariano”!
Os pratos são sempre muito bem servidos, em quantidade e qualidade, e os preços são sempre de amigo! E, na Casa da Horta, é isso mesmo que também sentimos - que estamos com amigos, porque na Casa da Horta, estamos realmente em casa!

 

+ Contactos: Casa da Horta, Associação Cultural Rua de São Francisco, 12A, 4050-548 Porto (Perto da Igreja de São Francisco e Mercado Ferreira Borges). Tel: 222024123 / 965545519/ 937267541/ 916472466 http://casadahorta.pegada.net

+ Horário: Terça a Sexta das 16h às 24h. Sábados das 12h às 24h. Encerra aos Domingos, Segundas-feiras e Feriados.
Almoços disponíveis durante a semana mediante reserva mínima para 10 pessoas.

+ Facilidades de acesso: Metro: a paragem mais próxima é a de São Bento. Autocarros STCP: PARAGEM: Ribeira (Infante - R. Alfândega) 500 - Mercado de Matosinhos/ Loios ZR- Zona Rio ZM- Zona Massarelos Linhas nocturnas: 1M- Av. Aliados / Mercado de Matosinhos PARAGEM: Infante (R. Infante D. Henrique) 1 - Passeio Alegre / Infante PARAGEM: S. João Novo (Rua das Taipas) ZH - Zona Histórica PARAGEM: Ribeira (Rua Infante D.Henrique) 900- Vilar de Andorinho / Trindade 901- Valadares / Trindade 906- Madalena / Trindade Linhas nocturnas: 10M- Vila de Este / Aliados PARAGEM: Mouzinho da Silveira 202- Infante / Castelo do Queijo

+ Estacionamento: Parque de estacionamento da Alfândega a cerca de 100 metros

+ Facilidades para pessoas com dificuldades motoras: Não

+ Facilidades para bebés: Fraldário não, mas tem cadeirinhas para bebés

+ Preços: Acessíveis - prato do dia (4€), sopa (1€), hamburguer de soja no pão (2€), sandes de seitan (2,20€), lasanha (7€), francesinha vegetariana (7€ - só à sexta-feira), bebidas (chás, cervejas biológicas, café comércio justo, sumos biológicos, entre 0,90 a 2€), sobremesas (entre 1€ a 2€), petiscos variados (entre 0,50€ a 2€).

+ Multibanco: Multibanco não está disponível

+ Lugares sentados (aproximadamente): 40

+ Qualidade do serviço e atendimento: Bom

+ Simpatia: Bom

+ Fumadores: Não

+ Nota Global: Bom



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-510-Visita---Casa-da-Horta.html

Inserido em: 2008.12.19 Última actualização: 2009.12.31

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Consumidor Vegetariano > Viajante vegetariano
Pessoas > Artigos por Autor > Sónia Cruz



Comentários



Boa comida e ambiente acolhedor

Gosto muito da Casa da Horta; vou lá todos os meses ao jantar de ajuda ao Refúgio das Patinhas com um grupo de amigos que nem sequer são vegetarianos, mas ficam a adorar a comida e a querer cozinhá-la em casa!
Têm imensas e diversificadas actividades culturais, muitas delas até gratuitas.
Já agora, para quem quiser, deixo o link deles no facebook: http://www.facebook.com/#!/casa.dahorta?ref=ts

[Por: anasoares @ 2010.05.10 - 19:30 | Responder | Imprimir ]


Iam - Iam

Excelente artigo a descrever aquele que, sem dúvida alguma, é um espaço bem único no porto e até portugal! sem dúvida alguma imprescindível conhecer!
(Por: pjp)

[Por: @ 2008.12.30 - 13:31 | Responder | Imprimir ]


OLA!!!

OLA.NAO SABIA DA EXISTENCIA DESTE ESPAÇO!!!FIQUEI MTO SURPREENDIDA PELA POSITIVA POR AKILO K LI E EM BREVE IREI ATE AO PORTO PARA VOS VISITAR!!!BJINHOS

(Por: ANA MILAGRES)

[Por: @ 2008.12.29 - 16:06 | Responder | Imprimir ]