Produtos vegetarianos: Onde e como escolher?

A maioria dos produtos que fazem parte da alimentação de um vegetariano encontra-se à venda em qualquer supermercado ou até mercearia. A base da alimentação vegetariana são legumes, fruta, leguminosas (feijão, grão, ervilhas), frutos secos e cereais, alimentos que se encontram em qualquer local, por mais remoto que seja.
Produtos mais específicos, mas não indispensáveis no dia-a-dia, como tofu, seitan, soja, algas encontram-se também cada vez mais facilmente em lojas de produtos naturais, ervanárias e até na maioria dos hipermercados. E alguns produtos como tofu, seitan, leite de soja ou iogurtes de soja também se podem fazer em casa facilmente e a preço mais económico.

Em lojas especializadas e em hipermercados também já se encontram alimentos congelados ou refeições pré-preparadas aptas para vegetarianos, que podem constituir boas alternativas para quem tem menos tempo ou aptidão para cozinhar. No entanto, estes alimentos, como hambúrgueres, chamuças, salsichas, normalmente são mais caros e também não são tão saudáveis, pelo que não devem ser a base da alimentação.

Quem vive em grandes cidades também já tem muitos serviços de entrega de comida em casa com opções vegetarianas. E mesmo muitos restaurantes vegetarianos têm serviço de take-away ou de entrega ao domicílio.

Para comer fora de casa, também já é cada vez mais fácil encontrar opções vegetarianas. Os restaurantes vegetarianos ou com oferta de pratos vegetarianos são cada vez mais, sobretudo nos centros urbanos. Restaurantes étnicos, como chineses, paquistaneses ou italianos, geralmente também têm algumas opções para vegetarianos. Em qualquer centro comercial também é possível fazer uma refeição vegetariana e até vegana. É possível obter saladas variadas, sandes, sopa e até pratos de massa em que podemos escolher os ingredientes.

Para quem se preocupa com todos produtos que consome, muito para além da alimentação, seja vegano ou simplesmente preocupado em abolir o mais possível sofrimento animal ou em adquirir produtos mais saudáveis e ecológicos, as opções também já são cada vez mais em Portugal. Ingredientes de origem animal ou testes em animais são usados nos mais diversos produtos, desde cosmética, detergentes, medicamentos, vestuário e calçado, por isso há que aprender a estar atento aos rótulos. Um produto vegano é aquele que simultaneamente não é testado em animais (como produto final), não tem ingredientes testados em animais, nem contém qualquer ingrediente de origem animal. Muitas marcas apenas não testam o produto final em animais, podendo, no entanto, ter utilizado ingredientes que foram testados, ou que são de origem animal.

O ideal é procurar nas embalagens símbolos que possam dar garantias que o produto e os ingredientes não são testados. O símbolo da BUAV, com um coelho e duas estrelinhas, é garantia de que nada foi testado. Este símbolo não garante, contudo, que o produto não tem ingredientes de origem animal.

O símbolo da Vegan Society, com a palavra “Vegan” e um girassol, garante que se tratam de produtos veganos. Também o European Vegetarian Label (V-label) com a palavra “Vegan” aprova produtos veganos. Mas mesmo que o produto não tenha nenhum destes selos (em alguns países não existem entidades certificadoras e estas aprovações têm custos elevados para pequenas empresas), se for realmente um produto mais ético muito provavelmente no rótulo encontram-se expressões como “Produto não testado em animais”, “Produto vegano”, “Apto para veganos”.

Se no rótulo não se encontrar nenhuma destas informações, pode perguntar-se ao vendedor, ao fabricante ou pesquisar na internet se a marca consta em listas de empresas que testam em animais, por exemplo. Em caso de dúvida, pode optar-se por comprar marcas que dêem garantias ou em lojas que tenham como política não comercializar produtos testados em animais ou com derivados de animais.

Sobretudo em lojas online já se encontram boas selecções de produtos veganos, desde cosmética, detergentes, suplementos e até preservativos sem caseína. Em algumas delas, o consumidor tem a vantagem de não precisar de estar preocupado em descobrir se a marca testa em animais ou em ler os rótulos para identificar ingredientes que possam ser suspeitos, uma vez que são lojas exclusivamente vegetarianas e/ou veganas.

Quem quer optar por calçado mais ético, não deve escolher sapatos que indiquem na etiqueta "leather", "skin", "suede" ou "wool" e um pequeno desenho com a forma de uma pele. O calçado sintético está assinalado com símbolos como um losango ou xadrez. Mas também já tem sobretudo, em lojas online, uma oferta razoável de calçado vegano (sem colas com ingredientes de origem animal, por exemplo) e até fabricado em Portugal. No caso da roupa, é também uma questão de ler a etiqueta antes de comprar, pois os materiais usados normalmente estão bem identificados. Para quem gosta de vestuário de estilo étnico pode também encontrar boas opções em lojas de comércio justo (com a garantia que a roupa não foi feita com mão-de-obra explorada).

É cada vez mais fácil optar-se por uma alimentação vegetariana e ter um estilo de vida mais ético, ecológico e saudável, ao escolher produtos veganos ou que pelo menos que impliquem um menor impacto no sofrimento animal ou no ecossistema. Por norma, os produtos vegetarianos não são mais caros e mesmo que alguns ainda o sejam, é apenas uma questão de tempo enquanto o número de consumidores não aumenta. E mesmo que alguns produtos possam constituir um investimento maior, por vezes são mais duradouros, como pode ser o caso de uns sapatos de qualidade, de um champô mais concentrado ou de um detergente em que pode usar uma quantidade menor. Além de que irá poupar certamente na sua saúde e sentir-se-á melhor com a sua consciência.

Em http://www.centrovegetariano.org/Cat-92-Listas.html encontra listas de ingredientes de origem animal, marcas que testam em animais, lojas físicas e online onde encontrar produtos e muitas outras dicas úteis para encontrar facilmente produtos vegetarianos ou veganos.

 



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-573-Produtos-vegetarianos--Onde-e-como-escolher-.html

Inserido em: 2011.04.02 Última actualização: 2011.04.16

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Consumidor Vegetariano
Pessoas > Artigos por Autor > Cristina Rodrigues



Comentários



Apto para vegetarianos?

Boa tarde.
Já vi alguns produtos aparentemente aptos para vegetarianos, nomeadamente os da "Cem Por Cento", mas que...no final da lista de ingredientes diz: "Pode conter vestígios de ovo, leite,...". Afinal, contêm ou são fabricados em locais que utilizam esses ingredientes e que, por lapso, pode calhar de ter? É que assim dificultam e muito a procura por alimentos para vegetarianos... Os alimentos aptos para vegetarianos da marca Salutem são mais fiáveis?

[Por: Nortenha @ 2011.06.19 - 18:55 | Responder | Imprimir ]

Re: Apto para vegetarianos?

Todos os produtos fabricados ou cozinhados no mesmo local onde se processam alimentos de origem animal, podem sempre conter vestígios desses alimentos. Actualmente creio que é muito difícil encontrar produtos fabricados em espaços 100% veganos.
A Cem Porcento tem muitos produtos com albumina ou lactose pelo que os alimentos veganos que passam nas mesmas máquinas podem eventualmente ter alguns vestígios desses ingredientes.
Em todas as marcas onde sejam fabricados alimentos com leite ou ovos podes ter sempre vestígios nos outros alimentos. Os alimentos não deixam de ser veganos, e a advertência é sobretudo por causa das pessoas com muita intolerância à lactose ou a ovos.

[Por: cris @ 2011.06.20 - 23:35 | Responder | Imprimir ]



Seitan, Tofu, Soja

Boa tarde

Peço desculpa da minha intromissão, mas era só um pequeno reparo. Embora um vegetariano possa comer seitan, tofu e soja, não me parece que seja comida para um vegetariano, esses produtos pertencem mais ao ramo da macrobiótica.
(Por: João Rebelo)

[Por: @ 2011.04.27 - 18:30 | Responder | Imprimir ]

Re: Seitan, Tofu, Soja

Viva João

Conforme afirmou, e bem, os vegetarianos podem consumir esses alimentos. Penso que este artigo apenas procura ilustrar os alimentos (entre outros bens) que os vegetarianos têm à sua disposição e, como tal, esses que refere podem perfeitamente fazer parte de uma refeição vegetariana.

Não creio que seja correcto afirmar que um alimento "pertence" a um dado regime alimentar. Cada regime pode definir, sim, quais os alimentos que respeitam a filosofia em que este se enquadra. Acho que não é necessário (nem útil ou correcto) aplicar demasiados rótulos e criar divisões excessivas :)

> Boa tarde
>
> Peço desculpa da minha intromissão, mas era só um pequeno reparo. Embora
> um vegetariano possa comer seitan, tofu e soja, não me parece que seja
> comida para um vegetariano, esses produtos pertencem mais ao ramo da
> macrobiótica.
> (Por: João Rebelo)

[Por: gwencalon @ 2011.04.27 - 18:59 | Responder | Imprimir ]