FAQ sobre Vegetarianismo

Quais as razões para se ser vegetariano?
Existem várias razões para alguém ser vegetariano: de saúde, ambientais, defesa animal, económicas e até religiosas. Aqui encontras as explicações mais detalhadas:
http://www.centrovegetariano.org/Cat-39-Raz%25F5es%2Bpara%2Bser%2Bvegetariano.html


Qual a diferença entre um vegetariano e um vegano?
Vegetariano é alguém que se alimenta basicamente de grãos, sementes, vegetais, cereais e frutas, com ou sem o uso de lacticínios e ovos. Os vegetarianos excluem o uso de todas as carnes animais, incluindo peixe.
Um vegano exclui todos os produtos de origem animal não só da alimentação, mas também da roupa, dos produtos de higiene, dos detergentes. É ainda contra todo o tipo de exploração animal (touradas, circos com animais, jardins zoológicos, pesca, caça, etc.) e boicota produtos testados em animais.
Em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=70 encontras informações mais detalhadas.


Quero tornar-me vegetariano(a), por onde devo começar?
Antes de mais é conveniente estar bem informado sobre as vantagens do vegetarianismo, para ser mais fácil a transição. Conhecer os alimentos e as suas qualidades nutricionais, isto é, saber quais os que são mais ricos em proteínas, em vitamina C, em cálcio, etc., é um valor acrescentado.
A chave de uma alimentação vegetariana está na variedade. Experimenta alimentos novos, faz combinações diferentes e evita produtos muito processados e pré-cozinhados. Consome cereais integrais (arroz, esparguete), pois são mais nutritivos.
Nas nossas páginas encontras muitas receitas práticas e saborosas, mas numa primeira fase podes começar por substituir a carne dos pratos típicos por soja, tofu ou seitan.
Sugerimos também a leitura do nosso artigo “Como entrar no vegetarianismo/veganismo" em
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=69


Fica caro ser vegetariano?
A maioria dos alimentos vegetarianos (fruta, legumes, soja) são mais baratos do que a carne ou o peixe. Só os alimentos processados e de comida pré-preparada, como salsichas ou hamburgueres, são mais caros, mas são facilmente dispensados. Tofu, seitan e leite de soja, outros alimentos um pouco mais caros, também se podem preparar em casa de forma bastante prática e económica.
Comer num restaurante vegetariano até é, por norma, mais económico do que fazer uma refeição noutros restaurantes.
Além disso, por norma, um vegetariano também poupa mais a nível da saúde, com menos idas ao médico e menos dinheiro em medicamentos.
Mais informações em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=385

Onde encontrar produtos vegetarianos e veganos?
A maioria dos produtos alimentares encontra-se à venda em qualquer supermercado.
Para produtos mais específicos, como por exemplo seitan e tofu, terás de procurar em lojas de produtos naturais. Para obter contactos de lojas físicas de produtos vegetarianos/naturais, consulta
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=310
Para fazeres compras online, consulta a seguinte lista de lojas http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=302


Com uma alimentação vegetariana é possível obter todos os nutrientes?
Sim. De um modo geral, todos os alimentos vegetais contêm algumas proteínas. A única diferença é que na carne as proteínas são completas, isto é, com todos os aminoácidos essenciais. O nosso corpo consegue sintetizar a maioria dos aminoácidos, mas oito deles (leucina, isoleucina, valina, treonina, metionina, fenilalanina, triptofano e lisina - em crianças, a histidina é também considerada um aminoácido essencial) devem-se obter através da alimentação. Actualmente sabe-se que o nosso corpo consegue combinar os aminoácidos provenientes de diferentes refeições para produzir proteínas completas, pelo que uma dieta vegetariana fornece todas as proteínas.
O cálcio também não é problema, pois os vegetais de folhas verde-escuras (brócolos, couves), os frutos secos, as sementes, as algas e o tofu são ricos nesse mineral. Mais informações sobre o cálcio em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=182
O único nutriente que pode causar problemas é a vitamina B12, e apenas àqueles que já excluíram o leite e os ovos. Mas facilmente se ingere vitamina B12 consumindo alimentos enriquecidos ou tomando suplementos. Mais informações sobre esta vitamina em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=23


As grávidas e as crianças podem seguir uma alimentação vegetariano ou vegana?
Sim, desde que façam uma alimentação variada e equilibrada (aliás, como todas as grávidas e crianças deveriam fazer independentemente do regime alimentar). Segundo a Associação Americana de Dietética e de Nutricionistas do Canadá, as dietas vegetarinas e veganas bem planeadas são adequadas a todos os ciclos de vida, incluindo a gravidez e a amamentação, satisfazendo as necessidades nutricionais das crianças e adolescentes e promovendo o crescimento normal. Em http://www.eatright.org/cps/rde/xchg/ada/hs.xsl/advocacy_933_ENU_HTML.htm poderás ler a posição dessa Associação.
Em http://www.centrovegetariano.org/index.php?cat_id=5 e em http://www.centrovegetariano.org/index.php?cat_id=19 poderás também obter informações mais pormenorizadas sobre estes assuntos e algumas referências a estudos que demonstram que as grávidas e as crianças não têm problemas de saúde seguindo uma alimentação vegetariana ou vegana.


Como posso substituir os ovos e os lacticínios?
Em todas as receitas com leite de vaca e derivados estes podem ser substituídos pelos equivalentes derivados de soja.
Os ovos podem ser substituídos de várias formas. Uma delas é utilizar uma colher de sopa de farinha maisena em vez de um ovo.
Em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=13 obténs mais dicas e informações.


Como substituir a carne?
Alguns substitutos mais comuns são a soja, o seitan, o tofu, as leguminosas e os frutos secos.
Mas encontras mais sugestões em:
http://www.www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=326


Como saber se um produto é vegano?
Um produto vegano é aquele que simultaneamente não é testado em animais (como produto final), não tem ingredientes testados em animais, nem contém qualquer ingrediente de origem animal. Muitas marcas apenas não testam o produto final em animais, podendo, no entanto, ter utilizado ingredientes que foram testados, ou que são de origem animal.
Procura nas embalagens símbolos que possam dar garantias que o produto e os ingredientes não são testados. O símbolo da BUAV - http://www.buav.org/gocrueltyfree/industry.html -, com um coelho e duas estrelinhas, é garantia de que nada foi testado. Este símbolo não garante, contudo, que o produto não tem ingredientes de origem animal.
O símbolo da Vegan Society - http://www.vegansociety.com/html/business/trademark/ -, com a palavra “Vegan” e um girassol, garante que se tratam de produtos veganos. Também o símbolo da EVU com a palavra “Vegan” certifica produtos veganos.
Para mais opções consulta a lista de empresas que não testam os produtos finais em animais em
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=43 . Apenas as assinaladas com asterisco dão a garantia de serem veganas.
Vê ainda a lista de substâncias animais que compõem os mais variados produtos:
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=163 (Cosméticos)
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=162 (Alimentos)
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=165 (Vestuário)
http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=164 (Medicamentos)



printer   E-mail