A obsessão não pode chegar a tanto!!

Desculpem-me o comentário, e logo a esta altura que estou tão esforçado em converter-me definitivamente em vegetarianos, mas tudo o que é demais, é moléstia.

Para quem não percebe nada de zoologia posso apenas adiantar que:

Homem - Omnivoro
Gato - Carnivoro

Não está, nem nunca esteve, incluida na dieta do gato doméstico qualquer componente vegetal. O gato é um animal carnivoro e ponto final. Apesar dos vossos argumentos nada consegue competir com a história de milhares de anos e toda a ciência que hoje sabemos. Há animais que se alimentam exclusivamente de carne, gostem ou não da ideia. Tornar um gato vegetariano é ridiculamente utópico ao ponto de comparar baleias a voar nos nossos céus. Inimaginável.
Além do mais, e existem estudos que comprovam o que vou dizer. Ao gato diabetico deve ser retirado qualquer alimento vegetal. Mesmo que seja normal aquelas latinhas com feijao verde, ou até com ervilhas.. pois estes ingredientes são autentico veneno para um gato diabetico. Já para não falar em oleos de girassol, bocadinhos de pao ou cereais.

Querem alimentar-se exclusivamente de vegetais, acho bem. Eu mesmo estou a tentar. Mas por favor não se deixem cegar ao ponto de querer virar o mundo de pernas para o ar, apenas levados pela obsessão de tornar tudo vegetariano.
As grandes associações ou organizações de vegetarianos, que fazem estudos muito bonitos a dizer que as baleias deviam alimentar-se a alface e a tomates são as principais interessadas em que meio mundo se torne vegetariano, e porque? Pela mesma razão que a Coca-Cola faz estudos a dizer que aquela bebida de "lixo" só faz bem à saude. Não se deixem enganar pelos interesses monopolistas e egocentristas.
Aahh.. e deixem os gatinhos em paz!
Joao

[Por: @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]

Re: A obsessão não pode chegar a tanto!!

Então para os humanos é cruel manter uma indústria de carne, mas para os animais que temos em casa não? Vamos abolir os matadouros que se destinam a fornecer os talhos, mas não as fábricas de rações???
(Por: Inês Alegria)

[Por: @ 2006-07-12, 02:55 | Responder | Imprimir ]


Re: A obsessão não pode chegar a tanto!!

João, acredito que você acrescentou muito nas suas considerações a respeito da discussão acima que vem caminhando muito bem, e em vários momentos pôde fornecer riquíssimas contribuições para a compreensão do "veganismo".
Em certo momento você disse-se algo como: "estou tentando me tornar", digo algo, quando você realmente conseguir e compreender de forma prática a vida de uma alimentação sem a protéina animal do tipo carne, com certeza se clareará essa idéia proposta.

Abraços

MarinaP*
(Por: Marina)

[Por: @ 2007-12-07, 22:03 | Responder | Imprimir ]



Li este artigo juntamente com alguns comentários que foram feitos e não resisti em querer responder a alguns aspectos dos quais que achei deveras hilariantes sobre o facto da transição do regime alimentar em animais para o veganismo.

Quando se fala do regime de vida "vegan" refere-se para além das questões ecológicas, essencialmente sobre à não contribuição da exploração e sofrimento de qualquer tipo de espécie que possua de capacidades que permita experienciar a senciência (seres que possuem a capacidade de sofrer). Isto significa que a partir do momento em que se toma a decisão em querer seguir o mesmo regime de vida, naturalmente que depois existe um boicote sobre os produtos de origem animal nomeadamente quando estão expostos ao comércio.

Ora, "e então o que dar ao animal que tenho lá em casa?" Neste momento sustento uma cadelinha de raça "caniche" que desde à bastante tempo lhe foi aplicada uma alimentação à base vegana logo quando me apercebi de que mesmo eu fazendo um regime livre de crueldade animal não acharia correcto continuar a comprar carnes e outras rações provenientes da mesma origem para a alimentação da minha cachorrinha, de certa forma seria um pouco "nadar contra a corrente". De uma forma gradual comecei a dar de alimento ração orgânica que contém uma percentagem baixa de carne e outra com todo o tipo de verduras e leguminosas. A partir de uma certa altura fui introduzindo na alimentação dela arroz, massas, seitan, tofú, millet, leite de soja, etc. O ar de satisfação do animal é notável e tal como eu, tudo de ordem biológica, confeccionado da forma como nós os dois mais gostamos. :)

Todo o ser consegue sobreviver na base do que o coração da natureza que fornece. Hoje as alternativas são imensas e se olhássemos um pouco mais para nós e se nos opuséssemos um pouco mais ao sistema acho que muitas opiniões e muitas mais descobertas iriam surgir e ser postas em prática.

Não é complicado e tenho a prova disso. Hoje a Nyna é uma cadelinha feliz e energética e até agora nunca apresentou quaisquer sinais negativos, no que diz respeito à sua própria saúde.


Pelos animais,

José*
josé dias

[Por: @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]


Polémico...sim. Mas Irina...maluquinhos? Por favor! Este artigo divulga alternativas e não pretende forçar os animais

Em resposta a alguns comentários dirigidos ao artigo por mim elaborado "O que fazer para que os gatos se tornem veganos?" passo a referir o seguinte:
Os cães e os gatos podem receber uma dieta vegetariana, mas não são veganos por natureza - os cães são omnívoros e os gatos são carnívoros. Embora ambos pertençam à classe dos carnívoros, isso não é muito significativo, pois o urso panda também pertence à mesma classe e é quase vegano.
Alimentar cães e gatos à base de uma dieta carnívora convencional torna-se complicado para quem escolheu eliminar da sua vida produtos que veiculam o sofrimento animal. O elevado teor em gordura, hormonas, espessantes, conservantes, ácidos, açúcar e o baixo valor nutricional da comida enlatada, assim como uma possível contaminação pelo consumo de animais que contraíram doenças como BSE, levam pessoas de todo o mundo a optar por alternativas mais saudáveis para os seus amigos de 4 patas. Cães e gatos podem viver perfeitamente saudáveis e activos com uma dieta livre de produtos animais.
Os gatos, como foi referido no artigo, não apresentam dificuldade em digerir a proteína vegetal.
Marcas de comida, como por exemplo, Iams,Wiskas ou Friskies (para mais informações, ver: págs.17/18 - Companion Animal Food Manufacturers: http://www.caringconsumer.com/page/CompaniesDont.pdf *) testam em animais e estão directamente associadas às empresas de produção animal intensiva, o que quer dizer que ao estarmos a financiar estas marcas iremos igualmente contribuir para a crueldade. Animais doentes, mutilados/feridos ou restos (tudo o que não foi direccionado para o consumo humano), irão servir de alimento a animais de companhia, quer em comidas enlatadas quer em rações. Será isto o mais saudável para os nossos amiguinhos?

A Vegan Society e a PETA, duas das organizações mais respeitadas e conhecidas do mundo vegetariano, aconselham e ajudam as pessoas a tornar os seus companheiros de 4 patas vegetarianos/vegans. Portanto, se isto realmente é levado a cabo por pessoas em todo o mundo não será tão insano como isso. Ou será que essas mesmas pessoas estarão todas erradas?
Foi também referido que se os gatos não aderirem a uma dieta vegan, o melhor para eles será uma alimentação orgânica (sem químicos ou hormonas) como a da marca Yarrah, visto (como foquei anteriormente) as marcas comercias possuírem um elevado teor em açúcar, gordura, conservantes, ácidos, espessantes e hormonas. Portanto conclui-se que serão de longe as mais saudáveis.
"Porque não tornar os cães vegans!?" Porque não? Os cães são omnívoros por natureza, portanto abandonar a carne não prejudicará de forma alguma a saúde dos canídeos.
Para quem estiver interessado, à semelhança deste artigo irei redigir outro mas desta vez direccionado para os cães.

Alimentar cães e gatos com uma dieta vegana não só é saudável como também irá evitar o sofrimento e a morte de uma enorme quantidade de animais destinados a esta mesma indústria.

Consultem também o artigo:
http://galaxia-alfa.com/vegan/index.php?destin=article&op=show&article_id=140


Obrigada pelo comentário Inês Alves! ;-)

Fiquem bem, beijinhos para todos


*Se aparecer a mensagem “Alguns ficheiros podem conter vírus ou ser prejudiciais para o seu computador. É importante ter a certeza que este ficheiro é de uma fonte fidedigna”. Ignorem esta mensagem, pois o ficheiro não constitui qualquer perigo para o vosso computador. Se mesmo assim preferirem não arriscar procedam do seguinte modo:
vão a http://www.caringconsumer.com/searchcompany.html, escolham “Companies That Don’t Test” (por baixo da imagem do hamster) e vejam as páginas 17/18.

Sílvia Ferreira

[Por: centro @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]

Re: Polémico...sim. Mas Irina...maluquinhos? Por favor! Este artigo divulga alternativas e não pretende forçar os animais

Ao fim de todo este tempo passado sobre o que aqui escrevi, gostaria de pedir desculpa por ter chamado maluquinhos aos vegans que dão comida vegetariana aos gatos.
Esta questão é delicada e complexa e agora eu já não expressaria a minha opinião desta maneira.
Penso que o comentário mais equilibrado que li aqui sobre este assunto é o que diz que a opção mais coerente para um vegan é não ter animais de estimação!
Segundo me consta, os vegans opõem-se a qualquer tipo de "manipulação" dos animais, incluindo a domesticação, logo faz todo o sentido que não "obriguem" animais a viver nas suas casas, comendo alimentos artificializados.
Mas também aceito que hajam vegans "menos radicais" que acima de tudo se preocupem em dar um lar aos animais que (de qualquer forma) já foram domesticados e dependem de nós. Nesse caso penso que é igualmente coerente que procurem dar-lhes uma alimentação - que já é artifical de qualquer maneira - mais concordante com os princípios vegan.
A linha que separa a coerência da contradição é muito fina e já não tenho uma posição absoluta sobre isto - fica a cargo da consciência de cada um.
(Por: Irina Maia)

[Por: @ 2008-10-02, 22:36 | Responder | Imprimir ]



malukinhos... nem por isso :-)

creio que o argumento de ser "anti-natura" levar qq animal (não humano) a alterar todos os seus hábitos alimentares em prol de um menor impacto ambiental um pouco absurdo. Assim sendo, também seria anti-natura alterarmos os nossos hábitos alimentares uma vez que embora tenhamos um sistema digestivo 80% mais semelhante ao de um herbívoro etc etc, também temos caninos e incisivos que nos levam à irrefutável constatação de que a nossa constituição (porque existem outros elementos para além da dentição que o defendem) existe em prol de uma alimentação que inclui o consumo de carne. O regime alimentar do ser humano caracteríza-se por ser homnívoro, e nem por isso nós deixamos de optar por hábitos alimentares de natureza vegetariana/vegana/frugívora/crudívora etc.

O ser humano é dotado de uma potencionalidade que nenhum outro ser terrestre (pelo menos até aos nossos dias não foi provado o contrário ;b) possui; a razão. Como tal somos livres de optar pelo estilo de vida que consideramos ser mais correcto, e não creio ser recriminável orientar os hábitos alimentares dos outros seres que partilham quotidianamente o mesmo espaço connosco. O argumento de se impor os próprios ideais aos animais também não me parece muito coerente... também lhes é imposta a moradia, os locais de passeio e o tipo de comida que lhes é fornecido (mesmo que seja uma questão de decisão entre comprar wiskas ou outra marca).

Concordo que seja um tema polémico, mas não creio que citar termos como "insanidade" e "atitude digna de um vegan" seja a forma mais correcta de exprimir um ponto de vista. Concordo que se se alterasse por completo os hábitos alimentares de todos os animais em prol de uma dieta meat-free de certo que se iria gerar um enorme desiquilíbrio ecológico entre fauna e flora... no entanto o mesmo também aconteceria se todos os seres humanos se tornassem de um dia para o outro adeptos desse tipo de alimentação; e todos nós sabemos que ao abordar questões deste género pensamos numa amplitude de pequena escala (ou seja, não em termos de toda a população mundial), pelo que este impacto de certo não terá expressão se algumas pessoas lerem o artigo .

Concordo com o facto de os gatos não serem primatas, mas também existem muitas espécies que não o são e não deixam de se alimentar exclusivamente de vegetais ;b . Falando um pouco mais sério, sim, de facto creio que seria adequada uma pesquisa mais profunda acerca dos impactos da passagem para uma alimentação vegana em animais não humanos, e nesse ponto acredito que se deve proceder com um pouco mais de ponderação... no entanto eu (enquanto indivíduo singular) não acredito que colida com a "ética vegan" até bem pelo contrário, uma vez que ao se adquirir alimentação para felinos estamos a compactuar com a exploração animal... até que ponto será diferente comprar patê para si mesmo ou para o gato que partilha connosco o mesmo espaço?

Bem... é a minha perspectiva acerca deste assunto, parabéns a quem redigiu o artigo :)

jokitas verdes

Inês Alves

[Por: @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]


Tão malukinhos ou quê?

Olá a todos os vegans!
Antes que pensem que sou vossa inimiga, quero dizer que também sou vegan (bem, pelo menos tento ser o mais possível - ando para aí nos 97,5%).
No entanto, este artigo deixou-me estupefacta e a pensar que alguns vegans andam a ficar chonés. Será falta de B12?(lol)
Agora a sério. Acho que são os Jeovás que têm uma imagem do paraíso como sendo um mundo onde até os leões são vegetarianos. Por acaso a ideia de um mundo assim até me agrada, mas nunca pensei que os vegans chegassem a pensar verdadeiramente pô-la em prática... Se começaram com os gatos, qualquer dia querem tornar todos os animais herbívoros! Porque não tornar os cães vegans!?
Eu acho que o ser humano está fisiologicamente bem adaptado a uma dieta vegetariana e vegan e que, portanto, pode e deve fazer uso do seu livre arbítrio e decidir ter hábitos de consumo que não causem sofrimento e exploração a outras espécies. Mas daí até impôr os seus ideais e dieta a outros animais, vai um grande passo. Passo esse que, a meu ver, vai de um discernimento elevado a uma quase-insanidade. Não acho que seja uma atitude digna de um vegan, que pretende acima de tudo não interferir com a vida e bem-estar das outras espécies, forçar gatos a comer exclusivamente vegetais.
Um felino não é um primata, é por natureza bastante mais carnívoro do que nós. Os gatos até comem vegetais sem problemas, mas parece-me difícil que vivam bem só com vegetais.
Até me parece lógico o exemplo que dão, da gatinha que se curou da artrite só com alimentação vegana, mas creio que isso se deve por ela ter sido anteriormente mal-alimentada. O efeito de deixar os alimentos nocivos deve ter curado a bichana - esse é um efeito já descrito nos seres humanos: a cura não depende tanto do que se passa a comer, mas mais daquilo que se deixou de comer e que estava a causar a doença.
Um gato que tenha uma boa alimentação, mesmo com produtos animais, quase de certeza que ficaria pior só com vegetais. Admito que possa estar errada e que a maioria dos gatos saudáveis possa manter-se bem com alimentação vegan, mas só o facto de se ter de forçá-los a isso quando não é essa a sua alimentação natural, acho que colide frontalmente com a ética vegan.
Um abraço,
Irina

Irina Maia

[Por: @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]

Re: Tão malukinhos ou quê?

Não podia concordar mais, Irina. Os gatos, tal como todos os outros felinos, são carnívoros. Basta olhar para a sua dentição: nem um só molar. Já na dos animais herbívoros predominam os molares. Os cães também são predominantemente carnívoros mas possuem molares, pelo que podem tornar-se vegetarianos ou mesmo veganos. Mas por favor, não obriguem os gatos e outros carnívoros a sê-lo. Não só não é natural como é um desrespeito pela natureza. Também o sistema digestivo dos carnívoros é diferente do dos herbívoros e dos omnívoros. É mais curto para evitar que o organismo fique exposto às toxinas produzidas pela digestão da carne. isto que dizer que, ao contrário de nós, eles estão perfeitamente adaptados ao consumo da carne. a natureza não cometeu um só erro com os gatos. Não tenham a presunção de a corrigir...
(Por: Ana)

[Por: @ 2007-02-02, 16:07 | Responder | Imprimir ]

Re: Tão malukinhos ou quê?

> Não podia concordar mais, Irina. Os gatos, tal como todos os outros
> felinos, são carnívoros. Basta olhar para a sua dentição:

Ana, ninguém disse que os gatos não são naturalmente carnívoros. Mas também não são naturalmente "nossos". Simplesmente, uma vez que os temos dependentes, então que poupemos as vidas de outros animais, com tanto ou mais direito de viver como os gatos.
(Por: )

[Por: @ 2007-02-02, 18:03 | Responder | Imprimir ]

Re: Tão malukinhos ou quê?

> > Não podia concordar mais, Irina. Os gatos, tal como todos os outros
> > felinos, são carnívoros. Basta olhar para a sua dentição:
>
> Ana, ninguém disse que os gatos não são naturalmente carnívoros. Mas
> também não são naturalmente "nossos". Simplesmente, uma vez que os temos
> dependentes, então que poupemos as vidas de outros animais, com tanto ou
> mais direito de viver como os gatos.
> (Por: )
Ao procurar outro assunto por acaso entrei no site e achei util deixar esta informação: Tivemos um gato em nosso casa, onde sou o único vegetariano, gato este nunca tendo sido ensinado comia todo o tipo de verdura a ponto de nunca termos descoberto algum tipo de verdura que ele não comesse. A descoberta foi ao acaso: um dia na lata de lixo estava um tomate podre e o gato comeu. A partir dali começamos a experimentar com todo o tipo de verdura. Outrossim na minha terra muita gente diz que se deve dar cenoura para os gatos comerem, sendo muito bom para a sua saúde.
Atenciosamente

transeunte
(Por: claudio)

[Por: @ 2008-02-29, 23:42 | Responder | Imprimir ]



Re: Tão malukinhos ou quê?

> Não podia concordar mais, Irina. Os gatos, tal como todos os outros
> felinos, são carnívoros. Basta olhar para a sua dentição: nem um só molar.
> Já na dos animais herbívoros predominam os molares. Os cães também são
> predominantemente carnívoros mas possuem molares, pelo que podem tornar-se
> vegetarianos ou mesmo veganos. Mas por favor, não obriguem os gatos e
> outros carnívoros a sê-lo. Não só não é natural como é um desrespeito pela
> natureza. Também o sistema digestivo dos carnívoros é diferente do dos
> herbívoros e dos omnívoros. É mais curto para evitar que o organismo fique
> exposto às toxinas produzidas pela digestão da carne. isto que dizer que,
> ao contrário de nós, eles estão perfeitamente adaptados ao consumo da
> carne. a natureza não cometeu um só erro com os gatos. Não tenham a
> presunção de a corrigir...
> (Por: Ana)

Ana:

Quanto à sua afirmação: 'nem um só molar' lamento desapontá-la mas os gatos têm molares e mais do que um!
(Por: Inês)

[Por: @ 2008-04-15, 20:07 | Responder | Imprimir ]




Obrigada

Obrigada pelas tantas informações que disponibilizam aqui nesta página.
Também eu não como carne e conseguir que os meus animais deixem de o fazer será uma maravilha - espero conseguir!
Um bom trabalho e muitos gatinhos convertidos, é o que lhes desejo :)

Inês

[Por: @ 2005-10-10, 24:00 | Responder | Imprimir ]

Não concordo com isso.

Acho isso ridículo. Eu sempre comi carne. Sempre gostei de carnes exóticas. Carneiro, Tatu, Tartaruga, Pavão, todas essas carnes são deliciosas. Tennho um labrador e sempre dou os restos pra ele comer. Ele adora!

Acho um tremendo absurdo até mesmo proibir animais de degustarem essas delícias tornando-os veganos. Eles são carnívoros, nasceram assim. Eu também, sempre comi carne e vou continuar comendo, assim como meus animais.
(Por: Baltazar )

[Por: @ 2009-09-09, 22:31 | Responder | Imprimir ]

Re: Não concordo com isso.

Os cães são omnívoros. Eles quando habituados também adoram fruta, vegetais, tofu e outros alimentos.
Dar-lhes carne cozinhada é tão ou menos natural que dar-lhes vegetais. Alguma vez viu um cão ou gato no seu esttado selvagem cozinhar ou querer ração?

[Por: cris @ 2009-09-12, 14:23 | Responder | Imprimir ]




   >> Seguintes