A vida das galinhas A vida das galinhas

A vida das galinhas

As galinhas têm sido consideradas como uma importante fonte de alimento desde há séculos. As primeiras referências a galinhas domesticadas surgem no séc. VII a.C., em cerâmicas coríntias. A introdução desta ave como animal doméstico surgiu provavelmente na Ásia. Apesar de terem sido os Romanos a desenvolver a primeira raça diferenciada de galinhas, os registos antigos mostram a presença de aves selvagens asiáticas na China desde 1400 a.C. Da Grécia antiga, as galinhas espalharam-se pela Europa e os navegadores polinésios levaram estas aves nas suas viagens de colonização do Oceano Pacífico, incluindo a Ilha da Páscoa. A proximidade ancestral com o homem permitiu o cruzamento destinado à criação de diversas raças, adaptadas às diferentes necessidades.

Factos sobre as galinhas
As galinhas, ao contrário da maior parte das aves, não voam. Isso deve-se a diversos factores, entre os principais: não possuírem o músculo peitoral desenvolvido com mioglobina, grande peso corpóreo, e também que, quando tentam alçar voo, sentem cãibras.

Estas aves são animais curiosos e interessantes, tão inteligentes como, por exemplo, gatos, cães, ou macacos. São muito sociáveis e gostam de passar os seus dias todas juntas, a arranhar o chão com as suas patas à procura de alimento, fazer a sua higiene com banhos de terra, empoleirar-se em árvores e apanhar sol.
As galinhas são aves precoces. Por exemplo, as mães galinhas cacarejam para os seus filhos ainda dentro do ovo e eles cacarejam em resposta à sua mãe! A inteligência e adaptabilidade das galinhas torna-as especialmente vulneráveis aos aviários porque, ao contrário da maior parte das aves, os filhotes das galinhas podem sobreviver sem as suas mães e sem o conforto do ninho. Saem do ovo ansiosos por explorar o mundo e prontos para conhecer a vida.


A vida das galinhas de aviário
Actualmente, mais de 9000 milhões de galinhas que, por ano, só nos EUA, são criadas em aviários para fornecer ovos e carne para consumo humano, nunca terão a oportunidade de fazer nada de natural para elas. Nunca sequer conhecerão os seus pais, muito menos terão a sorte de serem criadas por eles. Nunca poderão tomar banhos de terra, sentir o sol no seu corpo, respirar ar fresco, empoleirar-se em árvores, ou construir os seus ninhos.

1. Os frangos de "churrasco"
As galinhas criadas para consumo, chamadas "churrasco" pela indústria aviária, passam toda a sua vida em aviários sem condições com centenas de milhar de outras aves, onde o pouco espaço disponível e o confinamento levam a surtos de doença. São criadas e drogadas para crescerem tão rápido, que as suas pernas e os seus orgãos não são capazes de acompanhar esse crescimento, o que muitas vezes lhes provoca ataques cardíacos, insuficiência de orgãos e deformidades das suas pernas. Devido ao seu excesso de peso, muitas ficam tão aleijadas que morrem por nem sequer conseguir chegar à água para beber. Quando chegam às 6 ou 7 semanas de idade, são enjauladas e metidas em camiões para abate.

2. Os ovos
As aves exploradas pelos seus ovos, chamadas poedeiras, vivem juntas em jaulas de arame, onde nem sequer têm espaço para mexer as asas. As jaulas são colocadas umas sobre as outras, e os excrementos das galinhas que estão em cima caem constantemente sobre as que estão em baixo. A estas galinhas cortam parte dos seus bicos extremamente sensíveis, para que não se debiquem umas às outras, o que acontece devido à frustração de viverem aprisionadas. Quando os seus corpos estão exaustos e a sua produção de ovos diminui, são enviadas para abate, geralmente para se tornarem caldo de galinha, ou comida para cão e gato, porque a sua carne está demasiado maltratada para se poder usar para outros fins.
Os pintainhos machos, das galinhas que são usadas para procriação, por não poderem dar ovos e por não terem carne tenra como a das fêmeas, são mortos. Todos os anos, mais de 100 milhões destas aves jovens são moídas vivas ou atiradas para sacos para morrerem sufocadas.

3. O transporte e abate das galinhas
As galinhas são enfiadas em pequenas gaiolas e metidas em camiões para abate, debaixo de todo o tipo de intempéries. Centenas de milhões destas sofrem por asas e pernas partidas devido à brutalidade com que são manuseadas, e milhões delas morrem de stresse na viagem.

No matadouro, as suas pernas são metidas numa espécie de algemas (as aves ficam presas de pernas para o ar), as suas gargantas são cortadas, e são depois metidas em água a ferver para que larguem as penas. Por não terem leis que as protejam (as aves não estão incluídas no Acto de
Métodos Humanos de Morte), a maior parte das galinhas ainda está consciente quando lhes cortam a garganta e o corpo, e muitas são escaldadas ainda vivas depois de terem passado pelo corte de garganta.


Consumo de carne de galinha e a saúde
Segundo um estudo de 2006, feito pela Universidade de Harvard a 135 mil pessoas, as pessoas que comiam frequentemente carne de galinha, grelhada e sem pele, tinham 52% mais probabilidades de desenvolver cancro da bexiga, comparados com as pessoas que não a comiam.


Referências:
http://goveg.com/factoryFarming_chickens.asp

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-474-A%2Bvida%2Bdas%2Bgalinhas.html

Inserido em: 2008.03.14 Última actualização: 2008.03.14

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Alimentação > Alimentação Omnívora
Defesa Animal > Animais Domésticos
Pessoas > Artigos por Autor > Sónia Cruz



Comentários



galinhas

LEIA PORFAVOR VALE A PENA LER.

gente alguém deveria fazer uma lei para proteger as galinhas ou fazer com que sua morte seja menos dolorosa e mais rápida , para que o animal não sofra sendo despenada em agua fervente viva... muitas pessoas defendem muitas coisas e fazem protestos sem motivos porque não fazem protestos pela vida dos animais ... eu penso o que o ser humano vale, não vale nada pensa bem nos trocamos uma vida por um pedaço de papel é uma vida desde uma formiga até um ser humano é uma vida ; você gostaria de ser trocado por papel nunca ninguém quer um futuro desse nem mesmo os animais as aves todos vão cocientes para o matadouro para onde estão indo eles sabe que vão morrer embora muitas pessoas pensem que eles não tem sentimentos mais tem e sabe que vão morrer então só falta suspirar pensar em serem livres ter um pai uma mãe se banhar de terra sentir o sol tocando em suas penas e peles a morte é dolorosa pra todos então já que vai sentir dor que seja rápida e menos sofrida!

QUEM APOIA ESSA IDEIA CURTE AI QUEM SABE COM VARIAS CURTIDAS A GENTE NÃO PODE CHAMAR A ATENÇÃO DAS PESSOAS PARA ESSE ASSUNTO... Obrigado por ler esse comentário e se não curtiu curte ai, e se curtiu obrigado de novo apoie essa ideia eu apoio apoie também obrigado gente
(Por: heverton carlos cassalho)

[Por: @ 2013.08.16 - 18:18 | Responder | Imprimir ]


avicultura

qual a origem da avicultura?
(Por: pamela vitoria)

[Por: @ 2011.10.11 - 01:26 | Responder | Imprimir ]


em pensar que são os humanos que provocam isso...
o que nos faz tão bons e insuperáveis pra que deixemos isso acontecer???
o que nos faz tão diferentes deles, a ponto de ELES estarem ali e não NÓS??

pessoal, não quero convencer ninguém... mas não vamos ser tão ignorantes a ponto de fingir que não sabemos o que acontece...
a informação existe.. é só a gente querer deixar de 'tapar o sol com a peneira'...
(Por: )

[Por: @ 2009.09.09 - 15:44 | Responder | Imprimir ]

galinhas

O pior é que as pessoas ainda criticam sem saber de fato porque excluímos carne de nossa dieta, mas às vezes me pergunto se por ignorância ou por covardia de não ter a coragem de abdicar de algo que vai contra o costume de toda uma sociedade carnívora.
(Por: Cristiane)

[Por: @ 2011.05.04 - 03:12 | Responder | Imprimir ]



Galinhas

A alimentação do homem actualmente é derivada de hábitos do passado, quando havia mais ignorância em relação a tudo no mundo. Faz parte da sua natureza destruir! Essa é uma realidade, assim como a fome de poder. E como é que o consegue? Dinheiro!! A maior parte das pessoas não se interessa nem um bocadinho com os danos que uma determinada acção vai provocar aos outros, animais, ou ao ambiente. Só querem saber de dinheiro e quando o conseguem querem mais e mais!
Não sou uma pessoa religiosa e não acredito num ser sobrenatural mas isso não me impede de ter sensibilidade e noção do que se passa no mundo e nesta sociedade. Este sistema feito para enriquecer os ricos e empobrecer os pobres. A alimentação está inserida neste sistema. No comodismo das pessoas de conseguirem o essencial para viver, e muito mais que o nosso corpo consegue suportar, na carne de outros animais, para ter a felicidade de um momento e para satisfazer o seu paladar.
As pessoas têm tanta certeza de que o nosso organismo precisa de carne porque toda a gente diz que sim, até os médicos (logico eles têm que ganhar dinheiro né?) que nem procuram saber se têm uma alimentação saudavel, se existem alternativas ou qual o percurso que aquela comida percorre até cheguar ao nosso prato! É o mesmo que acreditar cegamente num livro que foi escrito há 2000 anos!
Infelizmente existe muita ignorancia neste mundo e muitas pessoas com a mente limitada.
Se a mentalidade das pessoas não mudar vai sempre ficar tudo na mesma. Infelizmente é uma realidade! Já tentei convencer a minha mãe a reduzir na carne la em casa e ela diz sempre o mesmo: "O que vamos comer??" Olha, vou sempre basear-me em artigos como este para ver se a convenço :P Pela saúde da minha família e dos animais coitados que são vítimas do consumismo do homem!
bjs e muitos vegetais :)

[Por: silamelo83 @ 2009.07.16 - 15:20 | Responder | Imprimir ]

Re: Galinhas

silamelo83 escreveu:
> A alimentação do homem actualmente é derivada de hábitos do passado, quando
> havia mais ignorância em relação a tudo no mundo. Faz parte da sua natureza
> destruir! Essa é uma realidade, assim como a fome de poder. E como é que o
> consegue? Dinheiro!! A maior parte das pessoas não se interessa nem um
> bocadinho com os danos que uma determinada acção vai provocar aos outros,
> animais, ou ao ambiente. Só querem saber de dinheiro e quando o conseguem
> querem mais e mais!
> Não sou uma pessoa religiosa e não acredito num ser sobrenatural mas isso
> não me impede de ter sensibilidade e noção do que se passa no mundo e nesta
> sociedade. Este sistema feito para enriquecer os ricos e empobrecer os
> pobres. A alimentação está inserida neste sistema. No comodismo das pessoas
> de conseguirem o essencial para viver, e muito mais que o nosso corpo
> consegue suportar, na carne de outros animais, para ter a felicidade de um
> momento e para satisfazer o seu paladar.
> As pessoas têm tanta certeza de que o nosso organismo precisa de carne
> porque toda a gente diz que sim, até os médicos (logico eles têm que ganhar
> dinheiro né?) que nem procuram saber se têm uma alimentação saudavel, se
> existem alternativas ou qual o percurso que aquela comida percorre até
> cheguar ao nosso prato! É o mesmo que acreditar cegamente num livro que foi
> escrito há 2000 anos!
> Infelizmente existe muita ignorancia neste mundo e muitas pessoas com a
> mente limitada.
> Se a mentalidade das pessoas não mudar vai sempre ficar tudo na mesma.
> Infelizmente é uma realidade! Já tentei convencer a minha mãe a reduzir na
> carne la em casa e ela diz sempre o mesmo: "O que vamos comer??" Olha, vou
> sempre basear-me em artigos como este para ver se a convenço :P Pela saúde
> da minha família e dos animais coitados que são vítimas do consumismo do
> homem!
> bjs e muitos vegetais :)

Amigo, concordo em parte com que escreveu, porém, se você afirma que não acredita em um livro que foi escrito há 2000 anos atrás, estão como pode se situar na história?
(Por: Barbara)

[Por: @ 2009.09.19 - 04:20 | Responder | Imprimir ]

Re: Galinhas

Muito simples! Seguramente não será com um livro fictício, onde os seus relatos foram manipulados para benefício de alguém e que actualmente mais de metade da população acredita que tudo o que está lá escrito é verdade.
A História do mundo possui muitas versões de uma mesma situação. Guerras, disputas por poder, recursos, terra! A causa é sempre a mesma, mas isso é um assunto inadequado para discutir neste fórum.
Pesquisa, informa-te sobre a origem de todo o mal existente na sociedade. O ser humano não nasce mau! Comportamentos não são transmitidos geneticamente.

Sílvia

[Por: silamelo83 @ 2009.09.19 - 12:38 | Responder | Imprimir ]




Nao fazia ideia da origem da galinha.bastante interessante.
pedro v.
(Por: )

[Por: @ 2008.03.29 - 00:02 | Responder | Imprimir ]

abate de galinhas em aviarios

acho que não deviam fazer isto aos animais dos aviários.As galinhas não deviam ser assim tratadas e mortas em sofrimento. Quanto aos frangos acho que não lhes deviam dar produtos para crescerem mais depressa, porque podem morrer durante o seu crescimento. Acho também que as galinhas poedeiras não deviam ter tao pouco espaço. Em resumo, acho sem dúvida, que não deviam tratar assim os animais porque eles não merecem.
(Por: Carlos Pereira)

[Por: @ 2009.07.16 - 12:25 | Responder | Imprimir ]



Indignação

Aprendi com os meus pais o básico, com a escola o conhecimento médio, mas foi a vida que me ensinou o essencial. Como foi possivel só aos 30 anos ter tomado consciência de que a minha alimentação e os meus hábitos eram errados!? Que alimentando-me dessa forma contribuia para horriveis atrocidades de desrespeito aos animais e à terra!? Que os meus hábitos geravam poluição irremediável ao planeta!?

Não deviam os meus pais terem ficado igualmente conscientes, em dada altura da sua vida, e terem-me transmitido o conhecimento correcto?

Não deviam as escolas ensinarem-nos primeiro a respeitar a natureza e a preservar o planeta e só depois, ensinarem-nos a ganhar dinheiro?

Não devia o governo educar a população sobre hábitos saudáveis e sustentáveis, incentivando as boas práticas, taxando as más práticas?

A minha indignação é tamanha por constatar realidades tão chocantes como as dos galináceos, ou como a do gado, entre outros.

Comove-me esta agonia por que pássam os animais e choca-me as pessoas saberem que assim é e nada fazerem para mudar.

Depois estranham sentirem-se tão infelizes, desorientadas e insatisfeitas. Nós somos o que comemos. Se esses animais vêm carregados de dor e amargura, transmitem-nos todos esses sentimentos negativos e destrutivos. Agravado pelo facto de também nós vivermos em "aviários"!!

É tão evindente, mas anda tudo cego!! Os que vêem fingem não ver. Os que não vêem continuam passivos sem procurar ver. E eis que surge uma doença terminal e uma iluminação subita aparece quando já é tarde demais. Acordem antes de adormecerem para sempre.
(Por: Rute)

[Por: @ 2008.03.28 - 09:45 | Responder | Imprimir ]


Galinhas ...

De que forma o homem procura se alimentar?o que lhe é conviniente ao seu paladar, ao seu prazer pessoal e individual, aos seus instintos, de um certo costume da grande maioria, se essa maioria esta certa e por que tem que ser com dor, com exploração e com morte?e com dor e bota dor nisso, de uma espécie de criação é claro que DEUS as colocou para viverem e ser parte de um conjunto da obra da criação. De juntos com o ser humano da maravilha da qual é a criação perfeita. Juntos com a obra da criação o ser humano, a natureza e os animais ,mas porque eles tem que ter um fim de uma forma tão brutal?eu me pergunto. Se não existe outras maneiras muitas até sensatas até com o desfrute de uma beleza impar as plantas tão lindas tão cheia de energia para nós proporcionar a vida um bem um tesouro tão grande, dados para nós por DEUS sem onus algum para desfrutar de uma maneira pacífica de uma maneira que agrade aos olhos do criador e que deixe a gente sem nehuma forma de violência de exploração e que não causam nenhum constrangimento aos nossos olhos,isso para quem tem uma visão de que a exploração a agressão a qualquer forma de vida. Não acredito que agrada aos olhos de DEUS, tbm. a nós seres humanos acredito que devemos partir do princípio de que vida é a forma essencial fundamental tudo gira em torno dela para atravessarmos essa etapa tão breve de tempo nessa terra, sem proporcionar qualquer forma de violência ao conjunto de seres que habitam essa terra.
Inteligência essa é a capacidade que o ser humano tem,o animal não as possui como posso tirar proveito de uma situação tal que venha tirar a vida, se a mim foi conferido o privilégio de viver,eu posso viver ele tem que morrer.
Não sei se me expressei bem e fui claro,mas não tenho dúvida voltar a me alimentar de animal nunca isso vai acontecer.
Edson Katzwinkel



(Por: Edson Katzwinkel)

[Por: @ 2008.03.21 - 14:51 | Responder | Imprimir ]