2ª Carta Aberta a educare.pt

A propósito do texto Vantagens e riscos de uma alimentação vegetariana (II) da nutricionista Paula Veloso, publicado em www.educare.pt, segue-se uma segunda Carta Aberta do Centro Vegetariano.

Na sequência do v/ segundo artigo sobre “Vantagens e riscos de uma dieta vegetariana”, cumpre-nos tecer os seguintes comentários:

Em geral:

- Sendo conhecido que a formação académica tradicional de nutricionistas e médicos é deficiente no que toca à alimentação vegetariana, poucos têm a grandeza de espírito necessária para escrever publicamente que “não são especialistas na matéria” - e neste ponto havemos de felicitar a Drª Paula Veloso pela idoneidade e honestidade intelectuais e profissionais que assim demonstra.

- Quanto à questão dos custos alimentares, a doutora certamente conhecerá freegans, hippies e muitos indigentes que seguem dietas veganas ou vegetarianas equilibradas. Mas mesmo que não conheça, com certeza há-de concordar que uma alimentação baseada em produtos de origem animal só artificialmente, ou em casos excepcionais, pode resultar mais económica do que uma baseada em produtos de origem vegetal.
A dieta vegetariana tem menos um elo na cadeia alimentar. Esse elo intermédio será sempre uma perda de energia, que torna o sistema menos eficiente e menos ecológico. Num mercado perfeitamente eficiente, sem subsídios ou outras (des)regulações, a dieta com produtos de origem animal é inevitavelmente também mais cara.
Em termos práticos, já na actualidade qualquer vegetariano minimamente informado tem condições de fazer, sem grande esforço, uma alimentação equilibrada, mais barata do que a tradicional dieta omnívora.

- Quanto a fundamentalismo, parece-nos fútil discutir o que é mesmo ou quem nele se enquadra. Mas adiantamos que o Centro Vegetariano é mantido com o esforço voluntário de colaboradores Veganos, Vegetarianos, Flexitarianos, Macrobióticos e Semi-Vegetarianos.



Sobre o Centro Vegetariano:

- O projecto foi lançado em 2001, como portal de divulgação do Vegetarianismo. Vocacionado fundamentalmente para a Internet, é juridicamente uma Associação Ambiental, instituição sem fins lucrativos e mantida pelo esforço voluntário dos seus sócios, colaboradores e amigos.

- Quanto ao nosso “conhecimento do Portugal profundo”, adiantamos que a Associação tem sede em Oliveira do Hospital e reúne colaboradores activos residentes em diversos pontos do país e do estrangeiro - desde montes alentejanos ao Reino Unido, de Aveiro à Suíça. Contamos com médicos, professores e outros intelectuais activos, da mesma forma que contamos com estudantes, desempregados e funcionários de Associações Humanitárias.

- Embora o Centro tenha tido origem em 2001, a loja foi lançada apenas em 2005, para permitir fornecer à comunidade produtos difíceis de encontrar em Portugal, a maior parte deles não rentáveis para empresas. Os lucros da loja custeiam as despesas de funcionamento do projecto e oferta de ração Vegetariana a Associações que recolhem animais abandonados.

- Quanto aos suplementos vendidos na loja online, existe apenas um, de Vitamina B12, num total de 281 referências de produtos. Se o facto de 0.356% das referências serem suplementos tornam uma loja “um centro de vendas online de suplementos”, é coisa que nos parece irrelevante discutir.

- Infelizmente não é fácil encontrar marcas portuguesas de produtos veganos, mas existem alguns, que privilegiamos, quanto mais não seja por ser mais ecológico consumir localmente. Assim, encontra na loja do Centro produtos tão exóticos como comércio justo da América Latina, e tão nacionais como marcas outrora fulgurantes no país e que o mercado se encarregou de (quase) fazer desaparecer, ou mesmo artesanato ecológico “made in Portugal”.

Finalmente, e para terminar, sublinhamos que, entre muitos outros recursos, o sítio online do Centro Vegetariano conta com 452 artigos informativos, lista de restaurantes, lista de lojas, tabela de nutrientes, 616 receitas, fórum, chat, portal de anúncios classificados, etc., etc. Com excepção obviamente dos produtos da loja, tudo grátis, graças ao trabalho voluntário de muitas pessoas ao longo de sete anos.
Se “o aconselhamento alimentar se resume à comercialização de produtos supostamente indispensáveis à saúde”, fica para quem quiser conhecer. Da nossa parte, agradecemos a publicação desta carta aberta, à luz do direito de resposta. E se a Drª Paula Veloso quiser conhecer também, convidamo-la não só a juntar-se às 4500 pessoas que diariamente visitam a nossa página web, como, se quiser facultar ao Centro Vegetariano um contacto pessoal, lhe enviaremos um convite personalizado para participar no próximo piquenique de colaboradores do Centro. Com uma única condição: traga, para partilhar, comida vegana, abertura de espírito e boa disposição. É assim que pretendemos dar a nossa modesta contribuição para construir um mundo melhor, mais ecológico, ético e... saudável.


Em nome do Centro Vegetariano – Associação Ambiental para a Promoção do Vegetarianismo,

Cristina Rodrigues, Presidente da Direcção e directora do website

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-481-2--Carta-Aberta-a-educare-pt.html

Inserido em: 2008.04.29 Última actualização: 2008.04.29

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Notícias > Notícias 2008



Comentários



Segunda Carta Aberta publicada em comentário

Só para informar que a segunda Carta Aberta foi publicada hoje em comentário ao segundo artigo da Dra Paula.

Portanto, acho que já teodos chegámos (quase?) a acordo e suponho que esteja tudo bem :-)

Abraço,

[Por: mm @ 2008.05.07 - 13:31 | Responder | Imprimir ]


Quero dar os meus parabéns a todos os colaboradores do centro vegetariano pelo excelente trabalho que desenvolvem. Sem pre numa atitude educativa sem qualquer tipo de fundmentalismos. Também os meus parabéns pela carta de resposta ao referido artigo pela forma completa, equilibrada e clara como foi escrita.
(Por: Luís Freitas)

[Por: @ 2008.05.05 - 16:31 | Responder | Imprimir ]


comentário à 2ª carta aberta

Voltei a este site por mero acaso quando pesquisava informação sobre a alguns produtos naturais como o hipericão e o ginseng, devido à sua interacção, por muitos ignorada, com alguns medicamentos convencionais. Assim, ainda não consegui encontrar o que queria ,mas encontrei a 2ª carta aberta...Infelzmente o espaço do educare não é um espaço de diálogo e como tal a PE não irá certamente publicá-la, uma vez que eu continuaria a ter direito de resposta e nunca mais isto acabava...Tenho pena, e não teria qualquer problema em que isso acontecesse. Assumo interamente aquilo que digo e faço ,trabalho e penso por conta própria e sem estar dependente de entidades, empresas, seitas ou filosofias. Só para abreviar, dir-lhes-ia que não me ofendo com pouco e muito menos com pessoas ou entidades que certamente ganham milhões à custa da "sua verdade". Eu também poderia fazê-lo, tive várias propostas nesse sentido, mas sou pouco ambiciosa em termos materiais. Por isso, resumo a minha actividade a aconselhar as pessoas tendo em conta a "minha verdade", que apesar de tudo não é cega! E essa verdade baseia-se numa constante pesquisa científica, nos alimentos que temos ao nosso dispor (não estou a ver um esquimó a comer nozes ou leguminosas...), no ritmo de vida das pessoas, nos seus gostos e nas suas possibilidades financeiras. E não acredito que sejam algas vindas do outro lado do mundo que vão dar saúde aos agricultores do Minho... O que não invalida que deixe de ser, por isso,defensora do comércio justo, das empresas com responsabilidade social e do artesanato, do hippis, da liberdade individual, etc., etc.
O que verdadeiramente me preocupa e ofende são os fundamentalismos e o consumismo desenfreado deste ou doutro tipo de produtos. Talvez o Centro Vegetariano seja uma excepção que confirma a regra... Eu, embora a troco do estritamente necessário à minha sobrevivência , lá vou defendendo a minha verdade conforme posso. Também sou voluntária numa Associação Mutualista onde, além disso, pratico consultas a preço simbólico para pessoas de poucos recursos financeiros. Por isso também me considero uma excepção
Não seria mais fácil trabalhar menos e enriquecer ganhando comissões na prescrição de produtos, alimentos ou tratamentos de estética como por diversas vezes me tentaram aliciar, em vez de perder tempo a fazer consultas de mais de uma hora e a escrever artigos? Devo ser rara, mas sou efectivamente e irremediavelmente impoluta...
A propósito, podem consultar o site www.erc.pt, e ver como consegui com um simples e-mail, que a SIC, a Jerónimo Martins e a Clínica Persona fossem multados por enganarem a opinião pública (ver Deliberação Aprovada pelo Conselho Regulador a 23 e 24 de Abril de 2008). Foi assim que fui educada , e parece-me que já não vou mudar...
P.S.: há uma maneira de divulgar a carta aberta sem custos: é fazerem passar para os seus vossos contactos, com pedido de reencaminhamento, a minha segunda carta e a vossa resposta incisiva e incontestável. Eu farei o mesmo, mas juntar-lhe-ei este comentário para que não pensem que fico ofendida ou com medo de eventual concorrência.
Um abraço e uma boa vida (pelo menos tão boa, pacífica e feliz quanto a minha).
Paula Veloso
>
(Por: Paula Veloso)

[Por: @ 2008.05.01 - 20:28 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta

se calhar não sou o árbitro mais isento, por ser vegetariano, pertencer a uma associação protectora dos animais e fã do cv há mtos anos.
mas em minha modesta opinião a sra nutricionista, de propósito ou não, disse muita coisa que não devia e enxovalhou os vegetarianos e uma associação deles. ora se já reconheceu isso, o que merece aplausos, por isso, se a porto editora não publicar a resposta acho que o mínimo que a sra pode fazer é usar a sua coluna para repor a verdade e o bom nome da associação. mas para isso ser necessário a porto editora está a boicotar o direito de resposta de uma pessoa colectiva que lesou, por isso o mínimo que merece e que eu prontamente farei, é boicotar todos os livros da porto editora também... isto já que neste país os tribunais não funcionam, porque se fosse nos USA era certo e sabido...
mas o meu comentário nem é tanto por isso... quanto a isso entendam-se que voces sabem-se defender, mas os animais não, e fico muito surpreendido que andem a sra nutricionista e o centro vegetariano as turras com o vegetarianismo e nem uma palavra sobre os direitos dos animais!!! enquanto vocês discutem há animais que sofrem, que são mortos, e que, como vocês, têm direito à vida e só querem viver... pelo menos pensem nisso um instante quando virem o bife no prato...

(Por: A. Pedro)

[Por: @ 2008.05.03 - 20:10 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta

Olá Pedro,

Respeito todas as filosofias de vida, mesmo que representem uma minoria, porque respeito, acima de tudo, e como já disse, a liberdade de cada um. Não temos que ter todos a nesna opinião. Preocupa-me a forma como muitos animais são tratados e neles incluo obviamente os milhões de seres humanos explorados por meia dúzia de multimilionários.
O espaço Educare é um espaço de opinião, neste caso e como vem bem explicitado, da minha inteira responsabilidade. Tal como este aqui é um espaço de opinião e divulgação do Centro Vegetariano. Eu não usei um espaço público para difamar esta organização, e autorizei que a 1ª carta aberta fosse divulgada no mesmo. Não podemos é continuar este processo indefinidamente pois de cada vez que um responde o outro tem o direito de resposta. Pelo que pude saber entretanto, humildemente aceitei, embora não conheça o CV, que neste caso se trate de uma excepção à regra do mercado explorador dos produtos naturais.Saberá, como eu, que a maior parte das entidades que se dedicam a esse comércio pratica preços escandalosos e raramente sabe aquilo que está a vender. Inclusivamente conheci um que fazia experiências com os produtos que vendia.Ia tendo o feed-back dos compradores...Mas a maioria é assim.
Para terminar, tal como disse no Educare. reforço a ideia de que uma dieta ovolactovegetariano é, em muitos casos, mais saudável do que omnívora e prescrevo-a sempre que me solicitam para tal.
Quanto ao facto de comermos animais, não é muito bom pensar nisso, tal como também não é agradável ver os excelentes documentários sobre a sobrevivência dos outros animais na National Geographic.
Paula Veloso
(Por: Paula Veloso)

[Por: @ 2008.05.05 - 21:29 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta

deixa-me ver se percei:

- paula diz umas coisas sobre vegetarianismo na educare
- centro contesta
- paula publica a resposta
- paula inventa coisas sem fundamento para denegrir a imagem do centro e publica
- centro contesta
- paula censura porke "tem de parar nalgum lado" e educare n publica

e quanto aos animais, o melhor é enterrar cabeça na areia...
entendi tudo certo?

por mim vou contestar para assistente@educare.pt e no site da porto editora, e se n houver publicacao vou boicotar tudo da porto editora... n é digno de pessoa de bem.
(Por: andrew pedro)

[Por: @ 2008.05.06 - 11:32 | Responder | Imprimir ]


Re: comentário à 2ª carta aberta

carta k mandei a assistente@educare.pt e gabinete de imagem da porto editora http://www3.portoeditora.pt/pe/Contactos.do

Prezados Srs,


Tenho acompanhado os artigos da Dra Paula Veloso em Educare.pt através de www.centrovegetariano.org. Acho indigno que publicam o que ela quer, se não dão direito de resposta ao www.centrovegetariano.org, uma vez que passaram a imagem que vegetarianos vivem de suplementos e a imagem da associação vegetariana foi prejudicada.
Se não repuserem a verdade vou boicotar todos produtos e serviços da porto editora. Se Educare.pt é um espaço de opinião, devem dar espaço a todas opiniões como mandam as regras da imparcialidade e equidade, para prestar um bom serviço a todos os clientes que tem confiado em vós.

Com os melhores cumprimentos

Andrew Pedro, vegetariano
(Por: a. pedro)

[Por: @ 2008.05.06 - 11:48 | Responder | Imprimir ]



Re: comentário à 2ª carta aberta


> se fosse nos USA era certo e sabido...

Os USA são o país mais hipócrita que existe à face da Terra. Não me servem de exemplo para nada a não ser para perceber que conseguem impingir eficazmente as suas ideias e os seus produtos aos outros países, e é isso o que lhes dá o poder estúpido que têm sobre o Mundo...

Paula Veloso

Paula Veloso

(Por: )

[Por: @ 2008.05.05 - 21:48 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta


> Os USA são o país mais hipócrita que existe à face da Terra. Não me servem
> de exemplo para nada a não ser para perceber que conseguem impingir
> eficazmente as suas ideias e os seus produtos aos outros países, e é isso
> o que lhes dá o poder estúpido que têm sobre o Mundo...

paula, os usa sao o país do cheney cmo do moby, do bush como do luther king, da halliburton como da onu, o pais que mata no iraque como ajudou a libertar a europa do nazismo
para tudo é preciso conta, peso e medida... kem falou de fundamentalismos?...


(Por: a. pedro)

[Por: @ 2008.05.06 - 10:32 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta

>
Olá Andrew

Afinal por aqui parece também haver censura.
Porque não publicaram a minha resposta ao seu comentário? Porque diz verdades inconvenientes sobre os USA? Não sei porque têm medo deles. Talvez porque eles nos controlam a todos..
Se fizermos comparações, também os alemães não são todos nazis...E o nazismo também já foi há 60 anos.

Abraço
Paula Veloso
(Por: )

[Por: @ 2008.05.10 - 20:47 | Responder | Imprimir ]

Re: comentário à 2ª carta aberta

Todos os comentários que o Centro Vegetariano recebeu a propósito desta carta foram aprovados.
Por favor, veja todas os comentários acima. Se enviou alguma mensagem que não consta é porque não foi enviada correctamente, e terá de enviar de novo.

[Por: cris @ 2008.05.11 - 10:38 | Responder | Imprimir ]







ola

ola. li os 2 artigos da Dr Paula veloso e as vossas respostas, ao que gostei bastante da maneira como lhe responderam à letra. mas a vossa segunda carta aberta devia ter sido publicada como foi em comentario no site dela na primeira vez, so assim as pessoas que custumam la ir poderiam ver com os seus proprios olhos aquilo que a maioria dos medicos criticam sem fundamento. a mim mais me pareceu que a Sr Doutora ficou um bocado ofendida pela maneira como escreveu nesta ultima publicaçao, apesar de toda a boa educaçao que disposeram na primeira carta. as verdades doem... =)

[Por: carlossteph @ 2008.05.01 - 11:44 | Responder | Imprimir ]