Pensos Natracare Pensos Natracare

Pensos higiénicos: alternativas ecológicas

Actualmente, uma mulher utiliza em média 10.000 a 15.000 tampões ou pensos durante a sua vida. Estima-se que, em cada ano, 45.000 milhões de pensos (e as suas embalagens) vão para o lixo, indo parar às lixeiras e aos esgotos, e demorando anos a desaparecerem. Os pensos são normalmente fabricados com raiom e algodão não biológico que é branqueado com cloro. A produção de raiom (seda artificial derivada da celulose) causa poluição. A produção convencional de algodão usa ainda fertilizantes, herbicidas, pesticidas e outros poluentes.

 

A produção dos pensos e das suas embalagens lança no ambiente grandes quantidades de dioxinas, um produto altamente tóxico. Os tampões e os pensos sintéticos colocados em contacto com o corpo contêm ainda dioxinas. E a parede vaginal sendo bastante absorvente, acaba também por absorver os produtos químicos contidos sobretudo nos tampões (uma vez que estes estão em contacto mais directo com a parede vaginal). O acumular de toxinas está directamente ligado ao aumento do risco de cancros do cólon e do útero, a infecções vaginais, ao enfraquecimento do sistema imunitário, entre outros problemas de saúde.
Também o síndroma do choque tóxico (SCT), uma doença que pode ser fatal, deve-se à utilização de produtos sintéticos destinados a tornar os tampões mais absorventes. Um estudo publicado em “The Journal of Infectious Diseases in Obstetrics and Gynaecology”, em 1994, refere que o uso de tampões de algodão biológico reduz quase por completo o risco de SCT comparativamente com os tampões que contêm raiom.
As substâncias usadas no fabrico dos pensos e tampões não estão inscritas nas embalagens, uma vez que não existe nenhuma lei que obrigue as empresas a informarem sobre o assunto.
Muitas marcas de pensos estão também associadas a empresas que promovem testes em animais. Por tudo isto, nos últimos anos, têm surgido no mercado alternativas ecológicas, veganas, saudáveis e até mais económicas aos tradicionais penso higiénicos.

 

** ALTERNATIVAS **

Uma das alternativas são os pensos higiénicos ecológicos. Estes produtos não usam perfumes nem agentes branqueadores, usam ingredientes amigos do ambiente, são biodegradáveis e evitam alergias e irritação de pele. As principais marcas que se encontram no mercado são a Fiordiluna, a Natracare e a Abena.

Quanto a tampões ecológicos, só se conhecem os da Natracare e da Fiordiluna. Outra solução são os pensos de tecido, de algodão ou flanela. Estes têm a vantagem de serem reutilizáveis e mais económicos, durando vários anos. Quem tem algum jeito para a costura pode fazer os seus próprios pensos. Mas também se encontram à venda em diferentes tamanhos e formatos http://www.centrovegetariano.org/loja/Cat-31.html Estes pensos têm alas que se seguram com um botão ou uma mola, tornando-se assim confortáveis. Podem lavar-se à mão ou na máquina a baixas temperaturas.

Outra alternativa são os copos de menstruação. As marcas mais conhecidas são Divacup http://www.divacup.com , Mooncup http://www.mooncup.co.uk e Keeper http://www.keeper.com Geralmente são feitos de silicone medicinal (este material tem a vantagem de ser anti-alergénico) ou de borracha natural e têm a forma de um sino invertido que permite recolher o fluxo menstrual. Além de ecológicos, acabam por ser também económicos pois duram cerca de 10 anos. Limpam-se esterilizando-os com água quente ou com uma lavagem com sabão neutro. Há mulheres que se adaptam muito bem a estes copos, outras porém, têm dificuldade em sentir-se confortáveis, sobretudo as primeiras vezes.

Há ainda pessoas que referem não usar absolutamente nada ou simplesmente usar duas cuecas. No entanto, esta alternativa só é viável para quem tem pouco fluxo.

Cada uma das alternativas tem também os seus prós e contras. Alguns métodos, em determinadas ocasiões ou para quem está um dia inteiro fora de casa, podem não revelar-se tão práticos e higiénicos. No entanto, são uma óptima alternativa para durante a noite ou quando se está em casa. Cada mulher deve fazer a sua escolha tendo em conta o seu estilo de vida, o seu fluxo e o que considera mais confortável para si. Muitas vezes a melhor solução é a combinação de várias destas alternativas.

 

Referências:
http://fr.ekopedia.org/Menstruation
http://libaware.economads.com/ecomenstrual.php



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-426-Pensos-higi-nicos--alternativas-ecol-gicas.html

Inserido em: 2007.02.23 Última actualização: 2009.06.24

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Meio Ambiente > Ambiente e intervenção
Consumidor Vegetariano > Produtos veganos
Pessoas > Artigos por Autor > Cristina Rodrigues



Comentários



Onde se compram essas marcas?

Boa tarde, essas marcas só se encontram à venda em sites?

Ou também existe alguma loja sem ser online onde estes existam? É que tenho sempre receio de comprar coisas por internet, para além de que puder ver pelas minhas próprias mãos antes de comprar é sempre melhor =S

Aguardo resposta breve

Cristina Gomes
(Por: Cristina)

[Por: @ 2012.03.04 - 14:10 | Responder | Imprimir ]


Copinhos...onde?

ola! Alguem sabe onde se vende os copinhos? eu ja vi uma vez no FMM mas nunca vi em nenhuma loja... sou de coimbra...se alguem souber se ha alguma loja por aqui q tenha...comuniquem! bem-haja a todos*
(Por: Chandramangalam)

[Por: @ 2009.05.02 - 21:16 | Responder | Imprimir ]

Re: Copinhos...onde?

Veja em http://www.centrovegetariano.org/loja/Cat-31-Higiene%2BFeminina.htmljá Em várias lojas online portuguesas encontra os copos à venda

[Por: cris @ 2009.05.03 - 12:33 | Responder | Imprimir ]


Re: Copinhos...onde?

eu vendo :3 aqui: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.291421750985005.67683.151349751658873&type=3

> ola! Alguem sabe onde se vende os copinhos? eu ja vi uma vez no FMM mas
> nunca vi em nenhuma loja... sou de coimbra...se alguem souber se ha alguma
> loja por aqui q tenha...comuniquem! bem-haja a todos*
> (Por: Chandramangalam)


(Por: InÊs Martins)

[Por: @ 2013.03.09 - 16:00 | Responder | Imprimir ]



coletor menstrual

Gostaria de dividir também minha experiência como usuária do copo menstrual. Soube de sua existência pela net. Minha primeira reação foi de certa repulsa e eu me espantei, porque na verdade o que estava em jogo era a minha idéia de associar a assepsia ao descartável, naturalmente, tudo o que é descartável é limpo e é bom. Falso. Não é. Então passei por uma segunda fase, a da curiosidade e também do a engajamento, pois acredito que posso produzir menos lixo com aquilo que consumo, e então decidi comprá-lo.
Foi minha primeira menstruação com ele e posso dizer que gostaria de tê-lo conhecido antes... Ainda não domino a técnica de colocar o copinho, cada vez tento de um jeito diferente, me dou melhor na hora de tirá-lo, mas é questão de prática. Além do mais, no fundo acho mais limpo, pois, coloco-o uma vez antes de sair de casa e tiro quando chego. No dia de maior fluxo tive que trocá-lo num banheiro público e não tive acidente nenhum. Uso um modelo feito em silicone. Não sai do lugar, tive um pequeno vazamento no dia de maior fluxo, da mesma forma como já tive quando usava absorvente interno. Não uso o copinho com absorvente externo porque realmente não é necessário. Recomendo a todas, bora usar o copinho!!!

(Por: andrea dias)

[Por: @ 2009.02.05 - 18:53 | Responder | Imprimir ]


Coletores

Há algum tempo eu escrevi um artigo tanto sobre a minha experiência com o coletor menstrual Diva Cup, quanto um breve guia do produto para o site Guia Vegano.

Adaptei-me muito bem e recomendo a todos que conheço. Não há razão para que o período menstrual resulte em mais produção de lixo. Além disso, acho incrivelmente prático e confortável, muito mais do que qualquer absorvente (inclusive os internos).
(Por: Renata Octaviani Martins)

[Por: @ 2007.05.21 - 21:45 | Responder | Imprimir ]


Apre!

Até que enfim, já ando há anos a ter pesadelos com as montanhas de pensos higiénicos que andam a acumular por aí à minha conta.
Achei o máximo o \"mooncup\", já encomendei um. Uma amiga inglesa tinha-me falado nisso há algum tempo, mas a ideia arrepiava-me um bocado. Estou morta por experimentar.

(Por: )

[Por: @ 2007.03.05 - 14:19 | Responder | Imprimir ]


incentivo

Bom tema para se discutir, já era sem tempo para se Incentivar a usar métodos ecologicos para esta causa. Quanto mais se falar sobre este tipo de assunto mais facil é de perceber e aderir, por isso força mulheres
(Por: Ruben Martins)

[Por: @ 2007.02.27 - 13:24 | Responder | Imprimir ]

Re: incentivo

o meu grande amigo ruben martins disse e muito bem ja era sem tempo
FORÇA MULHERES
ISTO TAMBEM É PARA TI AMOR
(Por: pedro)

[Por: @ 2007.03.01 - 21:00 | Responder | Imprimir ]