Portugal: 30 000 Vegetarianos

Estudo da Nielsen, para o Centro Vegetariano



Pela primeira vez em Portugal, o Centro Vegetariano promoveu um estudo com representatividade estatística para determinar o número de Vegetarianos em Portugal.

As principais conclusões que se poderão inferir do estudo:


O estudo foi realizado pela empresa Nielsen, líder mundial em estudos de mercado, durante o mês de setembro de 2007. Consistiu na realização de 2000 entrevistas, a indivíduos entre os 15 e 65 anos residentes em Portugal Continental, que constituem uma amostra que será representativa da população Portuguesa.


Foi perguntado aos respondentes com que frequência consomem:


As alternativas de resposta eram “Nunca”, “Ocasionalmente” e “Frequentemente”. Para as conclusões acima apresentadas consideraram-se apenas os indivíduos que afirmaram nunca consumir os produtos em causa. Desta forma, conseguem-se resultados coerentes com a definição mais amplamente aceite de que o vegetariano é aquele que nunca consome carne nem peixe, bem como produtos derivados dos mesmos.
Neste estudo não foram feitas quaisquer alusões aos motivos que levariam ao seguimento da dieta em causa.

Outros dados interessantes:


Estes resultados têm um erro máximo associado de 2,2 para um intervalo de confiança de 95%.

Ao que sabemos, é a primeira vez que é feito um estudo deste género com uma amostra representativa de toda a população. Agora sabemos que em Portugal já são 30 000 os vegetarianos. E tu, já és?


O Centro Vegetariano agradece:
1. À empresa Efeito Verde - Lda, cujo apoio tornou possível a realização deste estudo.
2. À empresa Nielsen, a atenção dispensada na realização deste trabalho.



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-451-Portugal-quantos-Vegetarianos-30-mil.html

Inserido em: 2007.10.30 Última actualização: 2017.07.18

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Alimentação > Alimentação Vegetariana
Notícias > Notícias 2007



Comentários



A moderação de Confúcio

Quando se fala em alimentação é preciso atender a vários factores, como o estilo de vida, a existencia ou não de filhos a profissão e os esforços associados e também a natureza evolutiva desta entre outros. Há também outro aspecto muito importante que é não embarcar em fundamentalismos e verificar a saúde do organismo todos os dias, e não só com análises...
Existem efectivamente, em termos evolutivos e históricos grupos populacionais que não consomem nenhum produto de origem animal, como por exemplo alguns monges e determinadas regiões do globo. Mas em termos de alimentação para a vida do dia a dia, para ter filhos e quando existem esforços acrescidos é necessário haver uma escolha ponderada dos alimentos a consumir e das formas de preparação dos alimentos e não tão só se são se origem vegetal ou animal.
É só mais uma achega para a discusão.
As plantas quando sujeitas a condições de stress produzem fitoquímicos para "matar" aqueles que os comem....
Àcerca da atureza evolutiva da alimentação este site é muito interessante:
[link removido por deixar de funcionar]

Obrigada pela atenção e acima de tudo
Haja Saúde

Sara Pereira


[Por: @ 2010.02.07 - 14:02 | Responder | Imprimir ]

Re: A moderação de Confúcio

Desculpe lá Sara mas isso é uma valente treta o que está a dizer. Eu sou desportista, consumo mais energia que você e o meu corpo precisa de mais que o seu para se manter. Quando vou jogar futebol corro tanto como os outros todos que comem carne. Ainda hoje fui ao ginásio.Além disso estudo. A nível cognitivo também não senti mudanças nenhumas.tenho 20 anos. Não invente desculpas para mentir a si própria e pensar que o que faz é correcto. Incorrecto é mais de metade da produção mundial de cereais ir para a pecuária com pessoas a morrer de fome. Incorrecto é produzir 1kg de carne com 15000 litros de água POTÁVEL e 1kg de soja com 500!
Ignorância é felicidade
(Por: Pedro Melo)

[Por: @ 2011.01.22 - 07:56 | Responder | Imprimir ]

Re: A moderação de Confúcio

Os vegetarianos/vegans conseguem ser tão saudáveis e obter tanto rendimento em qualquer área como uma pessoa que come carne. O importante é ter uma alimentação variada e equilibrada em todos os nutrientes essenciais.
A carne para além de ter excesso de gordura saturada, que provoca doenças coronárias entre outras, possui excesso de proteínas, que provoca sobrecarga renal.

[Por: silamelo83 @ 2011.02.02 - 00:59 | Responder | Imprimir ]




0.3% e pouco mas a que se deve?

Parabens ao Centro Vegetariano pela sondagem.
Com apenas 0.3%, Portugal sera certamente o pais da Europa ocidental com a menor percentagem de vegetarianos.
Significa que ha muito a fazer da parte de todos nos.
A que se deve um numero tao baixo. Penso que em boa parte a mitos i crenças embora muitos destes possam ser usados apenas como desculpas para justificar perante si i os outros o abuso de animais que continua a acontecer. Por vezes trata-se mesmo de mentir a si mesmo para nao ter de encarar a realidade.

Acabei de ver num debate sobre vegetarianismo, onde estavam centenas de assistentes, um dos intervenientes argumentar que as plantas tambem sofrem i q por isso o vegetarianismo por motivos eticos nao faz sentido.
E um argumento falacioso q ja ouvi muitas vezes.
Temo q muita gente possa deixar de (pensar em) ser vegetariana por causa disso.

A verdade e q se as plantas sofressem, ao comer-se carne esta-se tambem a matar muito mais plantas indirectamente.
Mas o que e certo e q as plantas nao sentem dor, pois a dor surgiu evolutivamente com um proposito muito claro: fazer o ser vivo evitar o perigo i reagir perante ele. Se as plantas nao podem evitar o perigo nem reagir perante ele, nunca poderao ter desenvolvido evolutivamente a sensaçao de dor pois isso nao lhes traria vantagem competitiva.
Apelo a todos que nao deixem passar crenças ou mitos como este.

Era importante fazer-se tambem uma sondagem sobre crenças i mitos relacionados de alguma forma com vegetarianismo para se saber quanto eles poderam ter influencia que explique o tao baixo numero de vegetarianos.

[Por: andycor @ 2009.08.03 - 01:10 | Responder | Imprimir ]

Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?

A sua observação sobre a utilidade da dor é pertinente. Mas não se deixe levar pela sua lógica e mantenha um espírito mais cientifico e mais aberto. As plantas têm consciência, observam o meio ambiente, interpretam a informação que recebem, sentem tudo o que nós sentimos e muito mais. Simplesmente reagem de forma diferente, com estratégias diferentes. Os animais são seres animados e reagem com espasmos musculares e com violência, as plantas também são animadas embora se movam de forma mais lenta, mas reajem ao meio-ambiente de forma diferente, com outras tácticas. E ninguém poderá dizer que elas se têm saído mal. As plantas seguiram um caminho evolutivo diferente, o que é diferente de pensar que evoluiram menos do que os animais. Nós temos dificuldade em olhar para elas e perceber como funcionam porque não funcionamos com os mesmos padrões mentais e acabamos por tirar conclusões intuitivas disparatadas. Em vez de continuarmos a alimentar mitos e a fazer afirmações na base do "Eu acho que...porque é aquilo que eu vejo.", devemos aprender o que os cientistas nos podem dizer sobre as plantas, o que é muito e muito rigoroso. Há muitos livros e estudos sobre essa matéria. Só continua na ignorância quem quiser. Concordo com o que disse, vamos acabar com os mitos e conhecer a verdade. Eu tenho uma alimentação vegetariana mas tenho a consciência de para defender a minha individualidade biológica tenho que me alimentar de outras individualidades biológicas, não há alternativa. Nós, como mamíferos, identificamo-nos mais com os outros mamíferos e isso faz-nos entender melhor o seu sofrimento e sermos mais solidários com eles. É só isso, e está tudo certo. Podemos tentar esconder a realidade mas não vai adiantar nada. A nossa "vida" alimenta-se de outras "vidas". Talvez um dia saibamos como viver sem a presença da morte. Quando eu souber como é que isso se faz digo qualquer coisa.

[Por: gnanaatman @ 2009.08.03 - 16:22 | Responder | Imprimir ]

Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?

Nao e preciso nenhum estudo cientifico para qualquer pessoa ver que as plantas reagem ao ambiente: luz, agua, temperatura, acidez do solo, etc.
Mas certos seres inanimados (ex: rochas, liquidos inorganicos, materia organica morta) tambem.
A questao e saber se existe alguma reacsao nas plantas que seja equivalente (mesmo que nao semelhante) a dor nos animais.
Por favor indica-me os estudos i livros pois tenho todo interesse em os ler.

[Por: andycor @ 2009.09.22 - 10:54 | Responder | Imprimir ]

procura

Se tem mesmo interesse em saber qualquer coisa pode procurar na Amazon e encontrará montanhas de livros que podem retirar qualquer pessoa da ignorância. O conhecimento está disponivel a todos. Para começar sugiro-lhe um livro chamado "The secret life of plants" que pode surpreendê-lo fortemente. Não sei se existe em português.


andycor escreveu:
> Nao e preciso nenhum estudo cientifico para qualquer pessoa ver que as
> plantas reagem ao ambiente: luz, agua, temperatura, acidez do solo, etc.
> Mas certos seres inanimados (ex: rochas, liquidos inorganicos, materia
> organica morta) tambem.
> A questao e saber se existe alguma reacsao nas plantas que seja
> equivalente (mesmo que nao semelhante) a dor nos animais.
> Por favor indica-me os estudos i livros pois tenho todo interesse em os
> ler.

[Por: gnanaatman @ 2009.09.22 - 16:50 | Responder | Imprimir ]

Re: procura

Olá!
Tanto quando sei essa teoria de as plantas sentirem dor foi refutada por cientistas de Universidades conceituadas. Uma coisa é ter sensores de luz, água, etc., outra é sentir dor na maneira como a entendemos.
De qualquer forma, ainda que as plantas sintam dor, ser vegetariano continua a ser uma boa opção, na medida em que é mais ecológico.
Beijinhos.
(Por: Liliana Costa)

[Por: @ 2010.03.20 - 19:55 | Responder | Imprimir ]




Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?

Veja, eu tenho um pé de goiaba em casa, quando deixo de apanhar as goiabas, a árvore simplesmente as joga no chão. Nunca vi ninguém arrancar uma árvore, ,pela raíz para comê-la, mas sim seus frutos e folhas que elas generosamente nos oferecem.
(Por: fatima)

[Por: @ 2010.09.18 - 16:24 | Responder | Imprimir ]



Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?

Os resultados dos estudos dependem sempre da forma como são feitos. Neste estudo o CV pretendeu saber com algum rigor o nº de pessoas 100% vegetarianas, isto é que não comem carne nem peixe. E de facto o resultado foi 0.3%.
Mas noutros países muitos estudos são feitos simplesmente questionando "é vegetariano?" e aí os resultados são um pouco superiores, pois muitas pessoas consideram-se vegetarianas mesmo comendo peixe ou esporadicamente comendo uma refeição omnívora.
Muito provavelmente se tivesse sido questionado apenas "é vegetariano?" os números seriam superiores, até porque 2% disse não comer carne, e há quem se considere vegetariano apenas por não comer carne, por ex.

[Por: cris @ 2009.08.06 - 20:01 | Responder | Imprimir ]

Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?

Desengane-se quem julga que esse numero tende a crescer exponencialmente ou mesmo aritmeticamente so por si.
Decadas de enorme esforso de promossao do vegetarianismo em Inglaterra para chegar aos 3% de (ovolacto)vegetarianos reais. Nao e para desanimar, esse esforso continua a aumentar.
Se e certo que uma boa parte dos que se tornaram vegetarianos nas ultimas decadas tanto em Inglaterra como em Portugal deixaram de o ser, com mais informassao muitos poderao voltar a fazer a escolha acertada.
E preciso estarmos conscientes que so com muito empenho esse numero ira crescer, o que e optimo pois nao nos vai faltar que fazer algo em que acreditamos.
Os futuros vegetarianos agradecerao.

[Por: andycor @ 2009.09.22 - 10:23 | Responder | Imprimir ]



Re: 0.3% e pouco mas a que se deve?


> Acabei de ver num debate sobre vegetarianismo, onde estavam centenas de
> assistentes, um dos intervenientes argumentar que as plantas tambem sofrem


- Olá quem disse isso não sabe nada e tenta manipular tudo, Deus disse para nos alimentarmos de tudo que nasce da terra, logo as plantas (legumes) foram criadas por Deus para nos alimentar.

[Por: vctrdmngs @ 2010.07.17 - 01:24 | Responder | Imprimir ]



Pelos animais

Sou vegetariana há mais de 4 anos e nunca tive um problema de saúde! Quando comia carne tinha vários problemas, mas agora vivo numa paz incrível, muito saudável e acima de tudo, de bem com a vida. Não como cadavéres de animais que sentem e sofrem como nós. Sou muito mais feliz!
(Por: Adriana)

[Por: @ 2009.04.23 - 21:04 | Responder | Imprimir ]

Re: Pelos animais

Sou vegetariana a 5 meses e me sinto muito melhor assim. Optei por esta dieta e estilo de vida, também amor aos animais. Como me mudei a pouco para Lisboa ainda enfrento um pouco de dificuldades em achar os mesmos alimentos que fazia uso em meu país. Costumava comer diariamente shitake, tofu e proteína de soja. Peço a gentiliza de me indicarem mercados ou casas que possuam estes alimentos.
Obrigada!

Sou vegetariana há mais de 4 anos e nunca tive um problema de saúde! Quando
> comia carne tinha vários problemas, mas agora vivo numa paz incrível, muito
> saudável e acima de tudo, de bem com a vida. Não como cadavéres de animais
> que sentem e sofrem como nós. Sou muito mais feliz!
> (Por: Adriana)

(Por: Katia)

[Por: @ 2009.05.25 - 22:53 | Responder | Imprimir ]

Re: Pelos animais

Tofu até em hipermercados já encontra. Os outros produtos também encontra em algumas lojas de produtos naturais e ervanárias.
(Por: )

[Por: @ 2009.05.28 - 12:48 | Responder | Imprimir ]




SOU VEGETARIANA também!

Sou Vegetariana também e há cerca de 15 anos, tenho 58 anos.
Fui durante algum tempo ovo-lacto-vegetariana mas ultimamente regeito o leite e ovos só como raramente. Ser vegetariano não é o mesmo que ser "não veg", os padrões nutricionais são diversos, as energias recebidas por efeito de um corpo mais "limpo" são mais subtis. Os nutricionistas tendem a comparar o que não é comparável. Com análises regulares e check up's verificamos que a saúde está OK. Só devemos comer o que nos sabe bem e apetece e não estarmos obcecados com a saúde. alimentos variados, Paz e tranquilidade são bem melhor do que bifes e batatas fritas 365 dias por ano! Temos mais energia e força muscular e o nosso cérebro está mais lucido e "com ideias claras". As toxinas que existem nas carnes provocadas pelo medo dos animais ao serem mortos não entram no nosso organismo nem os pesticidas e antibioticos e alimentos/rações horriveis que dão aos pobres animais. Já viram que os animais de carga, os mais fortes só(...) comem ervas e vegetais? Elefantes, bois, vacas, etc e que os carnívoros são ferozes e só dormem e comem? ( Leões etc?) O equilíbrio é tudo em tudo. Em tudo deve haver moderação e atenção mas sou realmente adepta do vegetarianismo e posso afirmar com alegria que não como nenhum animal morto há 15 anos e estou bem e em paz. Não fui influenciada por ninguém, simplesmente senti esta necessidade de estar de bem com a Natureza. Creio sinceramente que todos temos o nosso lugar na Terra e que os animais têm tanto direito de viver livres como nós, são é de um qualidade de Vida diferente. Mas choram, amam, têm amor pelas suas crias ( e não...instincto...). As plantas estão prezas à Terra e são os nossos alimentos oferecidos pela Mãe Terra.
Não sou fanática e respeito o que cada um decide para si. Ser vegetariano é uma decisão pessoal, não é de modas ou convencimentos. Quando se É realmente por opção ética nunca mais se pode voltar a trás porque simplesmente todos os seres vivos passam a ser realmente nossos irmãos embora estando numa qualidade de vida diferente e numa evolução paralela. saudações a todos!
(Por: Graça Rodrigues)

[Por: @ 2008.07.15 - 17:41 | Responder | Imprimir ]

Re: SOU VEGETARIANA também!


Muitos parabéns pelo seu testemunho claro, esclarecido e maduro.

> Sou Vegetariana também e há cerca de 15 anos, tenho 58 anos.
> Fui durante algum tempo ovo-lacto-vegetariana mas ultimamente regeito o
> leite e ovos só como raramente. Ser vegetariano não é o mesmo que ser "não
> veg", os padrões nutricionais são diversos, as energias recebidas por
> efeito de um corpo mais "limpo" são mais subtis. Os nutricionistas tendem
> a comparar o que não é comparável. Com análises regulares e check up's
> verificamos que a saúde está OK. Só devemos comer o que nos sabe bem e
> apetece e não estarmos obcecados com a saúde. alimentos variados, Paz e
> tranquilidade são bem melhor do que bifes e batatas fritas 365 dias por
> ano! Temos mais energia e força muscular e o nosso cérebro está mais
> lucido e "com ideias claras". As toxinas que existem nas carnes provocadas
> pelo medo dos animais ao serem mortos não entram no nosso organismo nem os
> pesticidas e antibioticos e alimentos/rações horriveis que dão aos pobres
> animais. Já viram que os animais de carga, os mais fortes só(...) comem
> ervas e vegetais? Elefantes, bois, vacas, etc e que os carnívoros são
> ferozes e só dormem e comem? ( Leões etc?) O equilíbrio é tudo em tudo. Em
> tudo deve haver moderação e atenção mas sou realmente adepta do
> vegetarianismo e posso afirmar com alegria que não como nenhum animal
> morto há 15 anos e estou bem e em paz. Não fui influenciada por ninguém,
> simplesmente senti esta necessidade de estar de bem com a Natureza. Creio
> sinceramente que todos temos o nosso lugar na Terra e que os animais têm
> tanto direito de viver livres como nós, são é de um qualidade de Vida
> diferente. Mas choram, amam, têm amor pelas suas crias ( e
> não...instincto...). As plantas estão prezas à Terra e são os nossos
> alimentos oferecidos pela Mãe Terra.
> Não sou fanática e respeito o que cada um decide para si. Ser vegetariano
> é uma decisão pessoal, não é de modas ou convencimentos. Quando se É
> realmente por opção ética nunca mais se pode voltar a trás porque
> simplesmente todos os seres vivos passam a ser realmente nossos irmãos
> embora estando numa qualidade de vida diferente e numa evolução paralela.
> saudações a todos!
> (Por: Graça Rodrigues)

(Por: Cláudia Maranhoto)

[Por: @ 2008.11.11 - 14:01 | Responder | Imprimir ]


Re: SOU VEGETARIANA também!

Sou também vegetariana, apenas há 5 anos, mas partilho a mesma perspectiva que aqui, tão bem, escreveu.
Cumprimentos e um bem haja!
(Por: Cláudia Martins)

[Por: @ 2009.07.12 - 14:15 | Responder | Imprimir ]

Re: SOU VEGETARIANA também!

> Sou também vegetariana, apenas há 5 anos, mas partilho a mesma perspectiva
> que aqui, tão bem, escreveu.
> Cumprimentos e um bem haja!
> (Por: Cláudia Martins)
olá claudia, é bom estares a modificar teus habitos alimentares, vais sentir k isso é benefico cada vez mais....

[Por: amante_liberdade @ 2009.09.29 - 17:30 | Responder | Imprimir ]



Re: SOU VEGETARIANA também!

Sou vegetariana à cerca de 2 anos. Desde que tomei a decisão de me tornar vegetariana que o meu corpo se tornou mais forte e saudável, a carne deixava-me doente.
Desde que deixei a carne tive sempre um grande obstáculo, o meu pai. Para ele não há nada que substitua a carne e o peixe e, embora tenha ido a nutricionista e feito análises ele continua a não acreditar de que ser vegetariana não me torna menos saudável. Como é que posso explicar a ele e a todas as pessoas que gozam comigo pela minha opção que ser vegetariana não me torna diferente deles, que simplesmente fiz uma escolha que me deixou saudável?

[Por: PatriciaCeia @ 2012.07.02 - 21:23 | Responder | Imprimir ]

Re: SOU VEGETARIANA também!

Olá,

compreendo perfeitamente o que estás a sentir. A maior parte das pesoas não percebem nada de nutrição e não aceitam ideias diferentes das enraizadas na sociendade. Para isso o melhor é:
1- quando te apercebes que não tem abertura para te ouvir, é não falar mais no assunto. Não vale a pena gastares o teu latim com pessoas que têm a mente fechada.
2- quando a pessoa tem abertura para te ouvir explicar-lhe os teus motivos e, assim, a pessoa vai tentar compreender e aprender mais sobre vegetarianismo.
3- quando se trata de família como o teu pai, tens que estar bem informada para teres as tuas ideia bem organizadas e teres argumento para o deixar calado. Assim ele vai se aperceber que tens mais conhecimento do que ele.Podes começar por lhe perguntar o que ele acha que a carne tem que a alimentação vegetariana não tem. Provavelmente vai-te falar na proteina. Tens aqui um artigo sobre isso:
http://www.centrovegetariano.org/Article-326-%2BComo%2Bsubstituir%2Ba%2Bcarne%253F.html
Basta saberes na ponta da língua o nome de dois ou três aminoácidos, fica logo calado. Também poderá falar no ferro. Tens aqui informação sobre isso:
http://www.centrovegetariano.org/Article-83-Ferro%2Bnas%2Bdietas%2Bvegetarianas.html

Podes também perguntar-lhe o que é que o peixe tem que a alimentação vegetariana não tem. Provavelmente vai-te falar do omega 3. tens aqui informação:
http://www.mudaomundo.org/nutricao/omega-3

Também te podes apoiar no que aprendeste com o teu nutricionista.

Em relação a outras questões tens aqui um link que te pode ajudar:
http://www.mudaomundo.org/faq

Procur muita informação e assim vais aprendendo e definindo melhor as tuas escolhas. Aqui no centro vegetariano também tens muita informação. Se estiveres bem informda as pessoas à tua volta vão perceber que a tua escolha foi consciente e e sabes o que estás a fazer.

Boa sorte e não desistas nesta fase inicial que é a mais complicada, daqui a um tempo vais ter pessoas da tua família a pedirem-te conselhos sobre nutrição, que é o que já está a acontecer comigo. Mas no início passei pelo mesmo que tu. Força e coragem!

Patrícia

[Por: PatriciaMartinho @ 2012.07.08 - 13:50 | Responder | Imprimir ]


SOU VEGETARIANA também!

Patrícia,
Quando tomei esta decisão há 35 anos atrás, minha família achou que eu iria morrer. Davam-me tanta vitamina de frutas e outros alimentos, que cheguei a ganhar alguns quilos.
No início muita gente dizia que algumas substancias só eram encontradas nas carnes e que eu adoeceria com certeza.
Com o tempo descobri que substancias como a vitamina B12 são encontradas em outras fontes(babosa) e assim, tenho vivido com saúde e até pratiquei alguns esportes sem nunca desmaiar ou passar mal.
Com o tempo todos que me convidavam para refeições dentro de minhas \"limitações\"e vivo sem proplemas. Boa sorte neste caminho.
Roger

Patricia Ceia escreveu:
> Sou vegetariana à cerca de 2 anos. Desde que tomei a decisão de me tornar
> vegetariana que o meu corpo se tornou mais forte e saudável, a carne
> deixava-me doente.
> Desde que deixei a carne tive sempre um grande obstáculo, o meu pai. Para
> ele não há nada que substitua a carne e o peixe e, embora tenha ido a
> nutricionista e feito análises ele continua a não acreditar de que ser
> vegetariana não me torna menos saudável. Como é que posso explicar a ele e
> a todas as pessoas que gozam comigo pela minha opção que ser vegetariana
> não me torna diferente deles, que simplesmente fiz uma escolha que me
> deixou saudável?
>

(Por: Roger)

[Por: @ 2012.07.08 - 15:58 | Responder | Imprimir ]




Sou vegetariana com orgulho

Sou vegatariana , faz 5 anos , e sou com muito orgulho.
E pretendo ensinar os meus filhos tambem.
(Por: Hanna Kokol)

[Por: @ 2008.01.07 - 12:50 | Responder | Imprimir ]


vegana

olá só para dizer que também já podem contar comigo! Não consto do estudo pois começei no meio de Novembro e é para manter com todas as minhas forças!
(Por: Deolinda)

[Por: @ 2007.12.24 - 17:40 | Responder | Imprimir ]

Re: vegana

Olá
Sou vegan, inicial.
Comecei em outubro de 2007.
Ja tinha uma alimentação maioritariamente vegetal à excepção dos laticínios.
Sinto-me excepcionalmente bem...
Gostava de poder trocar questões com experientes na matéria...
Tudo funciona melhor no nosso organismo...
Este inverno, ainda não me constipei...
É maravilhoso poder contribuir para um mundo melhor..
Recomendo a todos!
FELICIDADES!
(Por: Anabela)

[Por: @ 2008.01.25 - 11:52 | Responder | Imprimir ]

Re: vegana

Boa tarde,

Sou mais uma vegana portuguesa :) e posso dizer que fico feliz de saber que existem 30.000 vegetarianos.
Adoptei este estilo de vida já faz uns anitos... 12 anos! E posso dizer que continuo saudável e com toda a energia necessária ao trabalho do dia a dia, o trabalho em casa e também energia suficiente para ir ao ginásio, yoga e tratar e mimar os meus familiares de 4 patas.
Como muitas pessoas referiram devemos ser variados e ver o que necessitamos diariamente para que o nosso corpo se mantenha são.
Posso também acrescentar que este estilo de vida deve ser partilhado e não imposto. Não devemos julgar pois também não gostamos que nos julguem pelas opções que tomamos. E devemos sempre ser positivos, pois é pelas experiências que se aprende e partilhando e educando é que se vai a algum lugar.
Namaste :)






> Olá
> Sou vegan, inicial.
> Comecei em outubro de 2007.
> Ja tinha uma alimentação maioritariamente vegetal à excepção dos
> laticínios.
> Sinto-me excepcionalmente bem...
> Gostava de poder trocar questões com experientes na matéria...
> Tudo funciona melhor no nosso organismo...
> Este inverno, ainda não me constipei...
> É maravilhoso poder contribuir para um mundo melhor..
> Recomendo a todos!
> FELICIDADES!
> (Por: Anabela)

(Por: Freddy)

[Por: @ 2017.06.07 - 16:55 | Responder | Imprimir ]


Re: vegana

Olá
Eu sou vegetariana, comecei com 13 anos e nunca vou deixar de o ser. Gostava de ser vegana, mas infelizmente o meu corpo ainda nao está preparado para isso=( Um dia mais tarde espero poder mudar isso.
Já sou há um ano e não me arrependo, aliás, se me tivesse aprecebido antes já era há mais tempo.
(Por: )

[Por: @ 2008.02.01 - 17:17 | Responder | Imprimir ]

Vegetariano

Eu tambem comecei recentemente a minha dieta vegetariana a partir de março deste ano e nao tenho tendecias de parar de o ser tal como tu disseste "se eu soubesse disto ah mais tempo".
Mesmo assim eu andei a informarme durante quase um ano para nao sofrer consequencias desnecessariamente

:)


(Por: Fernando)

[Por: @ 2008.05.27 - 12:38 | Responder | Imprimir ]





Sim sou vegetariano e saudavel!

Viva,
é bom saber que já somos um número considerado de praticantes desta saudavel prática, agora so nos resta crescer e atingir niveis praticados lá fora, do tipo 30%..
Talvez assim nos olhem de forma diferente e se possa ir a um restaurante e pedir comiga sem terem de ficar a olhar para mim com olhos esbugalhados!

(Por: Sounatural.com)

[Por: @ 2007.11.05 - 22:29 | Responder | Imprimir ]

Re:

Parece-me uma sondagem demasiado optimista, mas caso
se confimem este números melhor ainda! Não sei se tipo 30%
da população inglesa ou canadiana é vegetariana, mais uma
vez parece-me um cálculo muito optimista, da última vez que
vi números sobre o assunto eram cerca de 5 milhões de veg
em inglaterra o que não é bem 30% da população (+- 60
milhões).

Por outro lado fazendo as contas tendo em conta os valores
percentuais médios dos países onde existem mais vegan@s
(0,25% a 1,5% da população desses países), tiro uma
conclusão pouco prometedora (para a minha vida
veganosexual), em portugal existirão cerca de 150 veganos
(eis mais uma vez um cálculo muito óptimista, porque o
valor real não deve chegar a uma centena, ops!), conclusão
óbvia: terei de emigrar! Go Vegan!
(Por: Neu)

[Por: @ 2007.11.22 - 05:21 | Responder | Imprimir ]


tentei ser vegetariana e fiquei doente


decido dar um novo rumo á minha vida e comecei por comer saudavel. nao carne, nao peixe.perdi 4k em 4 meses. o meu cabelo deixou de ser oleoso e deixei de ter borbulhas.mas tambem fiquei com a tensao alta e com anemia. nunca ficou provado que fosse pelo regime alimentar mas ao médicos disseram que era melhor começar a comer carnes brancas e peixe pelo menos tres vezes por semana.gostava de voltar a tentar mas receio qeu volte ao mesmo.
(Por: sandra)

[Por: @ 2008.03.13 - 16:34 | Responder | Imprimir ]

Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

Tenta ser acompanhada por um nutricionista que apoie a alimentação vegetariana. Faz a transição de alimentação lentamente e vai percebendo os alimentos a que o teu corpo reage melhor.
(Por: )

[Por: @ 2008.03.15 - 11:25 | Responder | Imprimir ]

Sou vegetariana

Olá! Eu já sou vegetariana a 1 ano, não tenho tido problemas, mas já ouvi muitas pessoas dizerem que pode trazer problemas graves de saúde a longo prazo. Seram mesmo graves? Que precauções devo tomar?!
(Por: vegetariana)

[Por: @ 2008.07.07 - 23:19 | Responder | Imprimir ]

Re: Sou vegetariana

A carência de vitamina B12 pode, a longo prazo (6 a 8 anos) produzir doenças muito perigosas a saúde, como: anêmia perniciosa, doênças cardíacas, fraqueza muscular, incontinência, perda de memória, desorientação, problemas cognitivos. Ainda não é provado, mas muitos médicos acreditam que a falta de B12 pode gerar Alzheimer. Além disso, a vitamina B12 ajuda na prevenção do cancro, pois ajuda a reparar o DNA modificado por conta de radiação ou oxidação. A falta de B12 provoca a Esclerose Múltipla, que se caracteriza pela demielinização do sistema nervoso central. Outro problema sério é a Depressão. Ainda temos a perda de fertilidade, pois a B12 é fundamental para a replicação celular. Temos ainda a Osteoblastose e o nanismo, além da piora do sistema imunológico. A B12 ajuda pessoas com asma, seborreia, dermatite, lupus, glaucoma.
Todos esses sintomas somente aparecem anos depois da falta de ingestão de carne, passando por desapercebida a causa.
Para evitar essas doenças, simplesmente volte a comer carne.
(Por: Ricardo Ramos)

[Por: @ 2008.09.06 - 19:33 | Responder | Imprimir ]

Re: Sou vegetariana

O excesso de vitamina B12 também pode ser pernicioso, causando desde diarreia, a quistos e póstulas, problemas de pele e nos casos mais graves tromboses e doença de Leber. Estes efeitos são sempre associados ao consumo excessivo de carne...

O problema aqui é perceber que a vitamina B12, não é na realidade uma vitamina presente nos alimentos, mas sim um sob-produto da acção biocatalítica de bactérias como os Bacilos, bactérias essas que são ingeridas pelos animais herbívoros e se alojam nos intestinos. Em principio as mesmas bactérias estariam presentes em alimentos vegetais mas devido ao uso de insecticidas e outros produtos, aquilo que nos chega ao supermercado já está praticamente "limpo" desses microorganismos.

No entanto, estas bactérias estão presentes noutros alimento além da carne, como o leite e algumas algas. Todos os recém-nascidos que sejam amamentados criam nos seus intestinos imediatamente colónias destas bactérias que sintetizam a Vitamina B12, colónias que a serem mantidas durarão praticamente para a vida. Existem é outros factores que reduzem estas colónias, como factores genéticos de risco e acima de tudo o consumo excessivo de alcool...

Pergunto-me quantos carnívoros inveterados não terão falta de B12 e as doenças associadas, mesmo comendo um bife a todas as refeições!

Em conclusão, lacto-vegetarianos têm sempre uma fonte de renovação de b12 no leite e lacticínios (dai ser aconselhável nunca passar de omnívoro a vegan), por isso não têm de se preocupar mais com carências que qualquer outro ser-humano. E os vegans têm suplementos, por isso voltar a comer carne não só não não é "natural" como nem é a melhor solução e só comprova a ignorância de muitos médicos com formação desactualizada em relação a este tipo de questões.

Aos que querem manter-se felizes e ignorantes, faço um pedido para que o façam e deixem os restantes viver conforme lhes apetece, muitas vezes sendo bastantes mais saudáveis. Ninguém vos vai obrigar a serem vegetarianos!

> A carência de vitamina B12 pode, a longo prazo (6 a 8 anos) produzir
> doenças muito perigosas a saúde, como: anêmia perniciosa, doênças
> cardíacas, fraqueza muscular, incontinência, perda de memória,
> desorientação, problemas cognitivos. Ainda não é provado, mas muitos
> médicos acreditam que a falta de B12 pode gerar Alzheimer. Além disso, a
> vitamina B12 ajuda na prevenção do cancro, pois ajuda a reparar o DNA
> modificado por conta de radiação ou oxidação. A falta de B12 provoca a
> Esclerose Múltipla, que se caracteriza pela demielinização do sistema
> nervoso central. Outro problema sério é a Depressão. Ainda temos a perda
> de fertilidade, pois a B12 é fundamental para a replicação celular. Temos
> ainda a Osteoblastose e o nanismo, além da piora do sistema imunológico. A
> B12 ajuda pessoas com asma, seborreia, dermatite, lupus, glaucoma.
> Todos esses sintomas somente aparecem anos depois da falta de ingestão de
> carne, passando por desapercebida a causa.
> Para evitar essas doenças, simplesmente volte a comer carne.
> (Por: Ricardo Ramos)

(Por: Tiago Almeida)

[Por: @ 2008.09.08 - 18:19 | Responder | Imprimir ]


Re: Sou vegetariana

Se você for ovolactovegetariana fique tranqüila, ovos e leite estão aptos a suprir a necessidade diária de B12 (embora seja melhor obter apenas do leite ou separar gema e claras para comer, já que a albumina presente na clara do ovo dificulta a absorção da B12).

1 ovo grande por dia ou 2 fatias grossas de queijo costumam ser suficientes. E você pode optar também pelos produtos enriquecidos (leites de soja, cremes vegetais, cereais matinais, biscoitos, achocolatados... Uma infinidade de coisas).

Os Vegetarianos costumam viver mais e tem uma vida mais saudável, mas é necessário ter uma alimentação balanceada. Aliás isso não é só para vegetarianos. Alimentação balanceada deve ser utilizada por todos que se preocupam com a saúde.

Quem tem o hábito de comer carne tem esta como o prato principal e quando este é retirado há uma diminuição natural de consumo de proteínas e vitaminas. Ser vegetariano não é cortar um hábito, mas mudar de hábito. Pense nisso! Abs

(Por: Ricardo Lopes)

[Por: @ 2012.03.26 - 15:21 | Responder | Imprimir ]



Re: Sou vegetariana

olá,
Como em qualquer tipo de alimentação há que saber alimentar-se correctamente, de forma a que não haja carências ou excessos.
Por norma, os vegetarianos nem muito menos problemas de saúde do que os omnívoros.
Tenta fazer uma alimentação variada e equlibrada. Um nutriente a que deves dar especial atenção é a vitamina B12, pois esta não se encontra naturalmente em alimentos vegetais.

[Por: cris @ 2008.07.12 - 11:40 | Responder | Imprimir ]

A alimentação tem que adaptar-se à pessoa

Na minha opinião cada um deve encontrar o tipo de alimentação correcta para si. É ouvir o corpo e o que ele pede, e adaptar a alimentação a isso.

Fui ovo-lacto vegetariana dirante 7 anos, ovo-vegetariana durante 1 ano e há 2 anos que comecei a comer peixe. Ou seja, agora não consumo prdutos derivados do leite, mas consumo peixe e ovos. Sei que éticamente não seria "correcto" comer peixe e ovos, mas ponho a minha saúde acima disso - de que vale ser doente num mundo "perfeito"?

Respeito aqueles que optam por comer carne como espero que respeitem as minhas opiniões e decisões. Respeito opções das pessoas desde que tenham consciência do que fazem e por que o fazem.
(Por: Ana)

[Por: @ 2009.11.03 - 15:13 | Responder | Imprimir ]



vegetariano vegan

Não te deves preocupar.
Leva a alimentação vegetariana no sentido saudavel.
(Por: Sérgio Nunes)

[Por: @ 2011.05.09 - 13:18 | Responder | Imprimir ]




Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

A carne, além de outros nutrientes fundamentais a saúde, contem vitamina B12 e Ferro.
Esses mutrientes, abundantes na carne, existem em quantidade insuficiente nos vegetais.
Por conta disso vc ficou doente: vc tornou-se uma pessoa desnutrida.
A reintrodução da carne na sua alimentação foi a maneira adequada e natural de evitar que vc continuasse doente.
(Por: Felpa)

[Por: @ 2008.09.06 - 19:16 | Responder | Imprimir ]

Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

> A carne, além de outros nutrientes fundamentais a saúde, contem vitamina
> B12 e Ferro.
> Esses mutrientes, abundantes na carne, existem em quantidade insuficiente
> nos vegetais.
> Por conta disso vc ficou doente: vc tornou-se uma pessoa desnutrida.
> A reintrodução da carne na sua alimentação foi a maneira adequada e
> natural de evitar que vc continuasse doente.
> (Por: Felpa)


Felpa não deve ter lido nenhum dos artigos sobre vegetarianismo e nutrição aqui do site do Centro Vegetariano...Provavelmente nunca leu nada sobre vegetarianismo e veganismo. Aconselho vivamente a ler, ver e ouvir tanto o que existe neste site como noutros como por exemplo o da Vegan Society, da VIVA, do PCRM, para ficar bem informada (basta colocar num motor de busca para encontrar os links). É que quando não estamos informados mais vale não darmos opinião.
(Por: Sofia)

[Por: @ 2010.03.22 - 13:24 | Responder | Imprimir ]



Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

>
> decido dar um novo rumo á minha vida e comecei por comer saudavel. nao
> carne, nao peixe.perdi 4k em 4 meses. o meu cabelo deixou de ser oleoso e
> deixei de ter borbulhas.mas tambem fiquei com a tensao alta e com anemia.
> nunca ficou provado que fosse pelo regime alimentar mas ao médicos
> disseram que era melhor começar a comer carnes brancas e peixe pelo menos
> tres vezes por semana.gostava de voltar a tentar mas receio qeu volte ao
> mesmo.
> (Por: sandra)

Tinha cerca de 18 anos quando resolvi cortar drasticamente todo tipo de carne de minha dieta........
A idéia vinha amadurecendo, após leituras e informações..............é claro....
Cheguei na cozinha e comuniquei a minha mae e a minha tia que não mais comeria a partir daquele momento nenhuma carne, vermelha, branca....re ceitaram-me ir cortando aos poucos o uso da carne, para não ficar doente....tornei-me lacto-vegetariano
Nada, nunca adoeci.
hoje tenho dois filhos.Gandhi de 13 anos e Lennpon Rodrigo de 9 anos.vegetarianos... na verdade, há pouco tempo........ ovo-lacto-vegetariano

[Por: Vida @ 2008.11.07 - 18:23 | Responder | Imprimir ]


Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

Sandra caso queira ser acompanhado ou ter esclarecimentos adicionais tem o meu e-mail vhrebelo@gmail.com ou o meu numero de tlm: 965178495 . Sou treinador pessoal de bem-estar e acompanho pessoas com diferentes objetivos, inclusivé vegetarianismo.

(Por: Vitor Hugo Rebelo)

[Por: @ 2009.04.25 - 14:08 | Responder | Imprimir ]


Re: tentei ser vegetariana e fiquei doente

Ola.
Sou vengan.
Se quiseres trocar ideias.
Diz alguma coisa.

(Por: Sérgio Nunes)

[Por: @ 2011.05.06 - 10:43 | Responder | Imprimir ]